Profissionais: 7090
Prontuários: 489099

Portal Saúde Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos Algoritmos Diretrizes Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

Preventing Kidney Failure in People with Diabetes

Diabetes UK
Diabetes UK 2013
Número: 2895 / Publicado em 06/03/2015 - 13:35

Diabetes UK aims to improve kidney care for people with diabetes and reduce the number of people requiring renal replacement therapy. Raising awareness of kidney complications in diabetes and of the importance of a kidney risk assessment at the annual review is crucial, both amongst people with diabetes and in all those who are involved in their care. It is also important to make people aware of the services that should be provided and ensure that these are in place in all localities. This position statement includes recommendations for healthcare professionals and professionals to help them make sure they are providing people with diabetes access to the care they need to prevent kidney disease.

Abrir arquivo em PDF

Testosterone Replacement Therapy Guideline

R Khairi, N Shaw, EC Crowne
The British Society for Paediatric Endocrinology and Diabetes
Número: 2894 / Publicado em 06/03/2015 - 13:27

Guideline for use of testosterone replacement therapy for induction of and progression through puberty in hypogonadotrophic hypogonadism (HH), androgen deficiency secondary to testicular disease and in constitutional delay of growth and puberty (CDGP).

Abrir arquivo em PDF

Diabetic Ketoacidosis Calculator

British Society of Paediatric Endocrinology and Diabetes
Pediatric Diabetes 2009: 10 (Suppl. 12): 118–133.
Número: 2893 / Publicado em 06/03/2015 - 13:23

The 2014 NICE Guidelines will indicate that there is insufficient evidence to consider anticoagulant prophylaxis in children with DKA to prevent venous thrombosis, including in young children with central venous lines. Therefore any previous recommendation for anticoagulant prophylaxis has been removed from the current guidelines. No other major changes are anticipated until the full review is complete.

Abrir arquivo em PDF

Diabetic Ketoacidosis Flow-Chart

British Society of Paediatric Endocrinology and Diabetes
Pediatric Diabetes 2009: 10 (Suppl. 12): 118–133.
Número: 2892 / Publicado em 06/03/2015 - 13:20

The 2014 NICE Guidelines will indicate that there is insufficient evidence to consider anticoagulant prophylaxis in children with DKA to prevent venous thrombosis, including in young children with central venous lines. Therefore any previous recommendation for anticoagulant prophylaxis has been removed from the current guidelines. No other major changes are anticipated until the full review is complete.

Abrir arquivo em PDF

Diabetic Ketoacidosis

British Society of Paediatric Endocrinology and Diabetes
Pediatric Diabetes 2009: 10 (Suppl. 12): 118–133.
Número: 2891 / Publicado em 06/03/2015 - 13:17

The 2014 NICE Guidelines will indicate that there is insufficient evidence to consider anticoagulant prophylaxis in children with DKA to prevent venous thrombosis, including in young children with central venous lines. Therefore any previous recommendation for anticoagulant prophylaxis has been removed from the current guidelines. No other major changes are anticipated until the full review is complete.

Abrir arquivo em PDF

Farmácia Popular - Lista de Medicamentos Disponíveis

Programa Farmácia Popular
http://portalsaude.saude.gov.br/
Número: 2890 / Publicado em 25/02/2015 - 09:18

Medicamentos disponibilizados nas unidades da Rede Própria do Programa Farmácia Popular.

Abrir arquivo em PDF

Infecções por Mycobacterium não tuberculosis pós-cirúgicas

Departamento de Vigilância Epidemiológica
Ministério da Saúde
Número: 2889 / Publicado em 11/02/2015 - 18:09

As micobactérias não tuberculosas têm a denominação original ligada à sua origem, a saber: bovina, aviária, reptiliana, saprofítica, ambiental, e outras. Não foram consideradas, a princípio, patogênicas para o homem, apesar de relatos esporádicos de doenças nas quais se isolou micobactérias distintas do bacilo da tuberculose, em 1885, a partir da descrição do bacilo smegmatis. Esses relatos se multiplicaram ao longo da primeira metade deste século, até a descrição do Mycobacterium ulcerans por Mac Callum, em 1948, quando se reconheceu sua potencial patogenicidade. Runyon, que criou a classificação até hoje aceita, se baseou nas características morfotintoriais e no tempo de crescimento em cultura para separar as micobactérias em grupos. Demonstrou que o maior grupo no gênero mycobacterium é o de crescimento rápido, porém, as mais patogênicas para o homem estão entre as micobactérias de crescimento lento ou patógenas estritas, como o M. tuberculosis, M. bovis, M. africanum, M. leprae e, entre os pacientes imunodeprimidos o M. avium intracellulare.

Abrir arquivo em PDF

Avaliação de Formulações Tópicas Magistrais para o Tratamento da Acne

Camila Martins Montenegro; Sônia Carine Cova Costa; Carla Rodrigues Cardoso Branco
Rev Ciênc Farm Básica Apl., 2013;34(1):87-94
Número: 2887 / Publicado em 06/02/2015 - 12:05

A acne é uma afecção inflamatória que atinge 80% da população entre 11 e 30 anos de idade. A seleção do tratamento dependerá do tipo de pele e da gravidade da acne que o paciente apresenta, sendo as formulações tópicas magistrais as mais indicadas devido à vantagem de serem realizadas de acordo com as necessidades dos pacientes. O objetivo deste trabalho foi avaliar a composição das formulações tópicas para o tratamento da acne aviadas em cinco farmácias de manipulação da cidade de Feira de Santana - BA.

Abrir arquivo em PDF

Guia Prático de Medicina Baseada em Evidências

Regina El Dib
Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de Graduação, 2014
Número: 2886 / Publicado em 06/02/2015 - 11:31

Neste livro são expostos, para uso de profissionais da área, os princípios básicos e conceitos fundamentais, além dos procedimentos necessários para a prática da Medicina Baseada em Evidências (MBE). A MBE é uma prática relativamente nova, criada em 1992, pelo cientista epidemiologista Gordon Guyatt, na canadense McMaster University. Trata-se da utilização e do desenvolvimento de métodos rigorosos que respondam a questões clinicas sobre efetividade, eficiência e segurança de determinado tratamento e prevenção, bem como sobre a sensibilidade e especificidade de testes diagnósticos de certa doença na área de saúde.

Abrir arquivo em PDF

Dispensação de Medicamentos Essenciais de Uso Ambulatorial: orientações para o uso correto

Patrícia de Carvalho Mastroianni, Fabiana Rossi Varallo, Mariane Dias Carradore
Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de Graduação, 2012
Número: 2885 / Publicado em 06/02/2015 - 11:24

O procedimento de dispensação deve assegurar que o medicamento de boa qualidade seja entregue ao paciente certo, na dose prescrita, em quantidade adequada, com informações suficientes para o uso correto, além de embalado de forma a preservar a qualidade do produto. Trata-se do atendimento de um paciente único, com consequentes necessidades e características únicas e específicas, a ser levadas em conta no momento da dispensação.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
17/06/2020
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter