Profissionais: 6868
Prontuários: 402410

Esqueceu a senha? Cadastro da senha

Portal Saude Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos - Algoritmos - Diretrizes - Fluxogramas

Baixar o Adobe Acrobat Reader
Para visualizar os conteúdos abaixo é necessário ter o Adobe Acrobat Reader instalado.

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Uso Indiscriminado de Antibióticos e Resistência Microbiana: Uma Guerra Perdida?

Lenita Wannmacher.
Organização Pan-Americana da Saúde/ Organização Mundial da Saúde - Brasil, 2006.
Número: 571 / Publicado em 18/06/2012 - 10:43

Mais de 50% das prescrições de antibióticos se mostram inapropriadas. 2/3 dos antibióticos são usados sem prescrição médica em muitos países. 50% dos consumidores compram o medicamento para 1 dia, 90% compram-no para período igual ou inferior a 3 dias. Mais de 50% do orçamento com medicmaentos são destinados aos antimicrobianos.

Abrir arquivo em PDF

Vitamina C: Seis Problemas em Busca de uma Solução.

Lenita Wannmacher
Organização Pan-Americana da Saúde/ Organização Mundial da Saúde - Brasil, 2006.
Número: 570 / Publicado em 18/06/2012 - 10:44

A associação entre vitamina C e múltiplos processos patogênicos, com ênfase em estresse oxidativo, motivaram especulações sobre o valor da suplementação vitamínica para correção de algumas condições clínicas ligadas àqueles processos. As evidências contemporâneas apontam para benefício em poucas indicações – escorbuto e degeneração macular relacionada à idade –, predominando a falta de eficácia em inúmeras outras, tais como resfriado comum, pré-eclâmpsia, aterosclerose, hipertensão arterial, cataratas, dor e alteração de função muscular pós-exercício, demência de Alzheimer, asma brônquica e hemodiálise. Desse modo, o uso generalizado da vitamina C, isolada ou em associação com outros nutrientes, não pode ser a priori recomendado, até que novas e mais robustas evidências sejam encontradas.

Abrir arquivo em PDF

Uso Racional de Medicamentos.

Unidade de Medicamentos e Tecnologia.
Organização Panamericana da Saúde - OPAS/OMS, 2003.
Número: 568 / Publicado em 18/06/2012 - 10:52

Os medicamentos modernos ocupam um papel importante nos sistemas sanitários, pois salvam vidas e melhoram a saúde. No entanto, existem milhões de pessoas com doenças comuns, como pneumonia, malária, tuberculose, hipertensão e outras tantas enfermidades, sujeitas a vicissitudes freqüentemente relacionadas aos tratamentos medicamentosos. Como exemplos, temos: falta de acesso a um tratamento adequado ou a recursos para sua aquisição; uso de medicamentos de baixa qualidade, resultando em processos falhos de seleção, abastecimento e controle da qualidade; erros de medicação – tais como dose errada, medicamento errado, posologia errada, duração errada etc.; falta de orientação quanto ao tratamento - , resultando em baixa adesão, mau uso, inefetividade.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo de Pré-Natal de Baixo Risco.

Área Temática de Saúde da Mulher - PROJETO NASCER BEM.
Prefeitura do Município de São Paulo - Secretaria Municipal da Saúde
Número: 559 / Publicado em 18/06/2012 - 10:32

Considerando como objetivo humanizar o atendimento prestado às mulheres no ciclo gravídico-puerperal e visando a redução da mortalidade e da morbidade materna e do recém-nascido, é necessário na prática a identificação dos fatores de risco nas gestantes e prestar os cuidados de pré-natal ou encaminhá-las à Referência quando for o caso, de acordo com o que for pactuado a nível local.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo de Avaliação e Controle dos Casos de Escabiose.

Fernando Gatti de Menezes; Vanessa Maria da Silva de Poli Correa; Luci Correa; Jacyr Pasternak.
Hospital Israelita Albert Einstein - Junho – 2010.
Número: 558 / Publicado em 18/06/2012 - 10:34

Descreve as ações referentes à avaliação e controle dos casos de escabiose nos idosos atendidos no Residencial Israelita Albert Einstein, durante sua permanência na instituição, assim como as orientações para os contatos.

Abrir arquivo em PDF

Avaliação e Monitoração do Paciente com Infecção de Trato Urinário em Instituição de Longa Permanência.

Protocolos Não Gerenciados - HIAE.
Hospital Israelita Albert Einstein - Agosto - 2007.
Número: 557 / Publicado em 18/06/2012 - 10:35

Descreve as ações a serem realizadas para a identificação, avaliação e controle do quadro de infecção urinária nos idosos atendidos na Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SBIBAE), desde a sua admissão e durante a sua permanência na instituição.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo de Condutas na Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) em Geriatria.

Protocolos Não Gerenciados - HIAE.
Hospital Israelita Albert Einstein - Agosto - 2007.
Número: 556 / Publicado em 18/06/2012 - 10:36

A hipertensão arterial sistêmica (HAS) essencial ou primária é um importante fator de risco para doenças cardiovasculares, cuja prevalência aumenta com a idade. Estima-se que indivíduos normotensos aos 55 anos de idade têm 90% de probabilidade de se tornarem hipertensos até o final da vida. Segundo dados do NHANES III, a prevalência de HAS em idosos caucasianos entre 65 e 74 anos de idade nos EUA é de 53%. À medida em que constatamos um crescente envelhecimento da população, os problemas de saúde pública decorrentes da HAS vão se tornando maiores. A complexidade do paciente idoso gerada por peculiaridades orgânicas e psíquicas, além das diversas patologias associadas, acabam por demandar um tratamento mais individualizado para a hipertensão arterial.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo de Condutas na Avaliação de Infecções de Vias Aéreas Inferiores no Idoso em Instituição de Longa Permanência.

Fernando Gatti de Menezes; Vanessa Maria da Silva de Poli Correa; Luci Correa; Jacyr Pasternak.
Hospital Israelita Albert Einstein - Junho - 2010.
Número: 555 / Publicado em 18/06/2012 - 10:38

Estabelecer as condutas para o diagnóstico, tratamento e prevenção das infecções de vias aéreas inferiores nos idosos atendidos no Residencial Israelita Albert Einstein (RIAE).

Abrir arquivo em PDF

Restrição de Crescimento Fetal.

Diretrizes Assistenciais - HIAE.
Hospital Israelita Albert Einstein - Dezembro - 2009
Número: 554 / Publicado em 18/06/2012 - 09:51

Crescimento fetal abaixo do percentil 5 para a IG e/ou circunferência abdominal com 2 semanas abaixo do esperado para a IG.

Abrir arquivo em PDF

Prevenção Doença Estreptocócica Neonatal.

Rotinas Gerenciadas - Departamento Materno Infantil - HIAE
Divisão de Prática Médica/Serviço de Controle de Infecção Hospitalar - Outubro – 2007.
Número: 553 / Publicado em 18/06/2012 - 09:52

A doença estreptocócica neonatal é causada uma bactéria, o estreptococo do grupo B (EGB) ou Streptococcus agalactiae, que é um coco Gram positivo. O principal sítio de colonização deste microrganismo é o trato gastrintestinal, mas pode, secundariamente, estar presente no trato genitourinário.

Abrir arquivo em PDF

Footer - v1.3
Atualizado em
02/12/2018
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter