Profissionais: 7090
Prontuários: 489099

Portal Saúde Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos Algoritmos Diretrizes Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

IV Diretriz Brasileira sobre Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose

Departamento de Aterosclerose da Sociedade Brasileira de Cardiologia
Arq. Bras. Cardiol. [online]. 2007, vol.88, suppl.1, pp. 2-19.
Número: 1790 / Publicado em 20/06/2012 - 10:58

O conhecimento da abordagem diagnóstica e terapêutica das dislipidemias é de fundamental importância não apenas para o cardiologista, visto que as dislipidemias são achados frequentes em sua forma isolada ou associada a outros distúrbios metabólicos (tireoideanos, hepáticos, renais ou associados ao diabetes mellitus), em consequência do emprego de medicamentos como diuréticos, beta-bloqueadores, imunossupressores, antirretrovirais, corticosteroides e, ainda, nas formas genéticas.

Abrir arquivo em PDF

Perfil Epidemiológico dos Pacientes com Vitiligo e sua Associação com Doenças da Tireóide.

Nunes DH, Esser LMH.
An Bras Dermatol. 2011;86(2):241-8.
Número: 1789 / Publicado em 20/06/2012 - 11:01

O vitiligo é considerado a hipomelanose adquirida mais frequente. Apesar de sua etiopatogenia ser incerta, acredita-se que a etiologia autoimune seja a mais plausível, teoria que se fundamenta na concomitância de vitiligo com doenças autoimunes. Os resultados deste estudo são similares aos de outros autores, mostrando que as doenças autoimunes da tireoide são mais frequentes nos pacientes com vitiligo.

Abrir arquivo em PDF

Sistema de Indicadores de Percepção Social - SIPS

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - IPEA
Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República - 2011
Número: 1788 / Publicado em 18/03/2012 - 16:05

O Sistema de Indicadores de Percepção Social (SIPS) tem como finalidade servir um quadro de dados sobre a percepção da população nas seguintes questões: i) justiça; ii) cultura; iii) segurança pública; iv) serviços para mulheres e de cuidados das crianças, v) bancos; vi) mobilidade urbana; vii) saúde; viii) educação; e; ix) qualificação para o trabalho. Logo, as análises dos dados servirão como arcabouço pragmático para otimizar a eficácia e a eficiência dos investimentos públicos diante dos serviços direcionados a estes fins.

Abrir arquivo em PDF

Examinando Pacientes - Anamnese.

Ivan da Costa Barros
Disciplina de Semiologia, do Departamento de Clínica Médica da Universidade Federal Fluminense - 2004.
Número: 1787 / Publicado em 18/03/2012 - 16:04

O diagnóstico médico envolve três elementos básicos: a história obtida do paciente, os sinais detectados no exame físico e os resultados da investigação complementar. Apesar do surgimento de novos e precisos exames laboratoriais e de imagem, é fundamental manter a busca dos dados semiológicos na sua profundidade, obtendo uma história clínica minuciosa e um exame físico detalhado, na busca de possíveis alterações sugeridas pela anamnese. Uma abordagem que integre os três elementos para um diagnóstico acurado é fundamental. A ênfase na história clínica bem dirigida deve ser feita na abordagem inicial, onde começa o estabelecimento da relação médico-paciente, outro elemento chave no processo de diagnóstico e tratamento médico.

Abrir arquivo em PDF

Questionário de Atividades de Autocuidado com o Diabetes mellitus (DM): Tradução, Adaptação e Avaliação das Propriedades Psicométricas.

Murilo José Michels, Marisa Helena César Coral, Thiago Mamôru Sakae, Tanise Balvedi Damas, Letícia Maria Furlanetto.
Arq Bras Endocrinol Metab. 2010;54(7):644-51
Número: 1786 / Publicado em 18/03/2012 - 15:57

A aderência ao tratamento no diabetes melito (DM) é um fator essencial para controle da glicemia e redução da incidência das complicações. Para o tratamento do DM, além do uso da medicação, são necessárias diversas atividades de autocuidado como o seguimento de um plano alimentar, a monitorização da glicemia e a realização de atividades físicas.

Abrir arquivo em PDF

Questionário: Risco de ter Diabetes (DM).

Núcleo de Excelência no Atendimento ao Diabético do Hospital das Clínicas - NEAD-HC.
Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - FMUSP
Número: 1785 / Publicado em 20/06/2012 - 08:53

O Núcleo de Excelência no Atendimento ao Diabético do Hospital das Clínicas (NEAD-HC) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo é uma ONG vinculada ao Hospital, formada por médicos e professores da disciplina de endocrinologia da FMUSP. O NEAD adota com sucesso o método de tratamento com base na individualização de múltiplas doses de insulinas e/ou anti-diabéticos orais, pela contagem dos nutrientes, dados do estado físico e glicemia do momento.

Abrir arquivo em PDF

Manual do Médico Residente.

Márcia Rosa de Araujo e cols.
Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro - CREMERJ, 2008.
Número: 1784 / Publicado em 18/03/2012 - 15:58

Este manual propõe mostrar para os recém-formados alguns dos desafios que encontrarão pela frente em sua vida profissional e reafirmar que, apesar de a residência não ser obrigatória, ela é a principal forma de especialização médica e a única regida por legislação específica (Lei Federal nº 6.932/81).

Abrir arquivo em PDF

Protocolo para Atendimento de Urgências e Emergências Hipertensivas (HAS).

UTI Cardiológica – Hospital das Clínicas.
Universidade Federal do Paraná - 2008
Número: 1783 / Publicado em 18/03/2012 - 16:00

A elevação da PA nos serviços de emergências, unidades intensivas e ambulatoriais pode ser vista em 3 condições clínicas distintas: Crise hipertensiva, Pseudocrise hipertensiva e Elevação tensional assintomática.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo de Choque Cardiogênico.

UTI Cardiológica – Hospital das Clínicas.
Universidade Federal do Paraná - 2008
Número: 1782 / Publicado em 18/03/2012 - 16:00

Choque cardiogênico é uma hipoperfusão tecidual sistêmica com adequado volume intravascular devido à incapacidade do músculo cardíaco em fornecer débito adequado às necessidades do organismo.

Abrir arquivo em PDF

Tratamento da Hipertensão Arterial (HAS) no Diabetes mellitus (DM).

Luciana Loss Reck e Cristiane Bauermann Leitão.
http://www.diabetesendocrinologia.org.br/abril11/cap5.pdf
Número: 1781 / Publicado em 18/03/2012 - 15:51

A associação de hipertensão arterial sistêmica (HAS) e diabete melito (DM) é bastante comum. Estudos demonstram um risco 2,5 vezes maior de DM em pacientes hipertensos e a HAS afeta mais de 60% dos pacientes com DM tipo 2. No DM tipo 1, o desenvolvimento de HAS está relacionado com o surgimento de nefropatia diabética, sendo secundária à perda de função renal.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
17/06/2020
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter