Profissionais: 5759
Prontuários: 232291

Esqueceu a senha? Cadastro da senha

Portal Saude Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos - Algoritmos - Diretrizes - Fluxogramas

Baixar o Adobe Acrobat Reader
Para visualizar os conteúdos abaixo é necessário ter o Adobe Acrobat Reader instalado.

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Dengue: Diagnóstico e Manejo Clínico em Crianças.

Departamento de Vigilância Epidemiológica.
Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde – Brasília 2011.
Número: 1347 / Publicado em 22/06/2012 - 10:12

A dengue no Brasil, nas últimas décadas, caracterizava-se por ser uma doença de adultos jovens, de baixa letalidade e que, nos períodos epidêmicos, costumava impactar a rede ambulatorial. Os casos em crianças sempre foram de difícil diagnóstico, devido ao pouco comprometimento do estado geral e da semelhança clínica com outras viroses prevalentes.

Abrir arquivo em PDF

Guia Prático de Tratamento da Malária no Brasil.

Secretaria de Vigilância em Saúde - Série A. Normas e Manuais Técnicos.
Ministério da Saúde - Brasília - DF - 2010.
Número: 1346 / Publicado em 22/06/2012 - 10:13

O presente Manual constitui-se num guia de orientação geral aos profissionais de saúde para o tratamento da malária e fundamenta-se numa revisão das melhores e atuais evidências sobre a eficácia e segurança das drogas antimaláricas.

Abrir arquivo em PDF

Manual de Vigilância das Infecções Hospitalares - 2010.

Grupo de Controle de Infecção Hospitalar.
Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - São Paulo - 2010.
Número: 1345 / Publicado em 22/06/2012 - 10:14

Uma vigilância adequada das Infecções Hospitalares (IH) é de grande importância pois é capaz de comparar dados entre UTIs com a mesma característica, avaliar níveis endêmicos, identificar surtos e analisar o impacto das medidas de controle. E para isso é necessário que o profissional do Controle de Infecção tenha conhecimento das definições e saiba identificar uma IH seguindo os critérios comuns para todo o Complexo HCFMUSP.

Abrir arquivo em PDF

Manual Prático de Procedimentos: Assistência Segura para o Paciente e para o Profissional de Saúde - 2009

Grupo de Controle de Infecção Hospitalar
Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - São Paulo - 2009
Número: 1344 / Publicado em 22/06/2012 - 10:15

Este guia descreve os principais procedimentos de enfermagem, padronizados em reuniões sistemáticas com representantes de todos os institutos, hospitais auxiliares e OSS do Complexo do Hospital das Clínicas da FMUSP.

Abrir arquivo em PDF

Guia de Utilização de Anti-infecciosos e Recomendações para a Prevenção de Infecções Hospitalares.

Grupo e Subcomissões de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital das Clínicas.
Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - São Paulo - 2012-2014
Número: 1343 / Publicado em 22/06/2012 - 10:16

A resistência bacteriana decorre do uso de antimicrobianos.

Abrir arquivo em PDF

Guia para o Diagnóstico, Tratamento e Prevenção da Tuberculose.

Grupo de Trabalho para o Controle da Tuberculose.
Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - São Paulo - 2009
Número: 1342 / Publicado em 22/06/2012 - 10:17

As dificuldades para o diagnóstico das formas extrapulmonares e pulmonares pauci-bacilíferas tanto quanto as limitações para o tratamento de pacientes com co-morbidades e para a prevenção da infecção persistem, apesar de todos os avanços médicos observados nas últimas décadas. O reconhecimento da importância da doença no ambiente hospitalar foi relevante para o controle da disseminação neste ambiente principalmente porque a transmissão nem sempre é óbvia devido as peculiaridades patogênicas do Mycobacterium tuberculosis, com sua típica evolução crônica.

Abrir arquivo em PDF

Dengue - Roteiro para Capacitação de Profissionais Médicos no Diagnóstico e Tratamento: Manual do Aluno.

Secretaria de Vigilância em Saúde, Diretoria Técnica de Gestão. – 3. ed.
Ministério da Saúde – Brasília 2007
Número: 1337 / Publicado em 22/06/2012 - 10:20

A capacitação de profissionais de saúde no atendimento aos pacientes com dengue é um dos principais componentes do Programa Nacional de Controle da Dengue (PNCD) do Ministério da Saúde. Para atender a essa necessidade, a Secretaria de Vigilância em Saúde, elaborou o presente material de treinamento para profissionais médicos, enfocando os principais problemas que têm sido observados na assistência ao doente.

Abrir arquivo em PDF

Vivendo com Doença Pulmonar Avançada (DPA): um Guia para Familiares e Cuidadores.

Anne Wilkinson.
Living with Advanced Lung Disease: A Guide for Family Caregivers.
Número: 1336 / Publicado em 22/06/2012 - 10:23

Doença pulmonar avançada (DPA) é toda doença pulmonar crônica que causa uma constante limitação em seus portadores para realizar as tarefas de vida diária. Os pacientes com DPA geralmente são idosos, possuem a função pulmonar e as trocas gasosas bastante diminuídas, as quais determinam um impacto negativo no estado mental e social dos mesmos, reconhecidos fatores de risco para o aparecimento de outras doenças e maior mortalidade.

Abrir arquivo em PDF

Manual de Diagnóstico e Tratamento de Doenças Falciformes.

Gerência-Geral de Sangue, outros Tecidos e Órgãos - GGSTO.
Agência Nacional de Vigilância Sanitária - 2001.
Número: 1335 / Publicado em 22/06/2012 - 10:23

A anemia falciforme é a doença hereditária monogênica mais comum do Brasil. A causa da doença é uma mutação de ponto (GAG->GTG) no gene da globina beta da hemoglobina, originando uma hemoglobina anormal, denominada hemoglobina S (HbS), ao invés da hemoglobina normal denominada hemoglobina A (HbA).

Abrir arquivo em PDF

Boas Práticas na Prevenção e Acompanhamento da Gravidez na Adolescência.

Maternidade Dr. Alfredo da Costa
Fundação Calouste Gulbenkian - 2004
Número: 1334 / Publicado em 22/06/2012 - 10:24

Este projecto destina-se à prevenção da gravidez e sua recidiva em jovens com idade igual ou inferior a 16 anos, assim como a promoção de comportamentos saudáveis para evitar infecções sexualmente transmissíveis (IST). Pretende-se uma abordagem bio-psico-social para o atendimento e acompanhamento de cada adolescente de forma a fornecer-lhes os melhores cuidados médicos, ao mesmo tempo que se desenvolvem competências maternas e se apoiam os projecto de vida.

Abrir arquivo em PDF

Footer - v1.3
Atualizado em
04/02/2016
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter