Profissionais: 5632
Prontuários: 218668

Esqueceu a senha? Cadastro da senha

Portal Saude Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos - Algoritmos - Diretrizes - Fluxogramas

Baixar o Adobe Acrobat Reader
Para visualizar os conteúdos abaixo é necessário ter o Adobe Acrobat Reader instalado.

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Atualização sobre Hemoglobina Glicada (A1C) para Avaliação do Controle Glicêmico e para o Diagnóstico do Diabetes: Aspectos Clínicos e Laboratoriais.

Grupo Interdisciplinar de Padronização da Hemoglobina Glicada - A1C. São Paulo, janeiro de 2009.
http://www.diabetes.org.br/educacao/docs/posicionamentos_SBD_3_jan09.pdf
Número: 1536 / Publicado em 18/03/2012 - 18:09

A hemoglobina glicada, também denominada hemoglobina glicosilada ou glicohemoglobina, é conhecida ainda como HbA1C e, mais recentemente, apenas como A1C. Embora seja utilizada desde 1958 como uma ferramenta de diagnóstico na avaliação do controle glicêmico em pacientes diabéticos, a dosagem da A1C passou a ser cada vez mais empregada e aceita pela comunidade científica após 1993, depois de ter sido validada através dos dois estudos clínicos mais importantes sobre a avaliação do impacto do controle glicêmico sobre as complicações crônicas do diabetes: os estudos DCCT - Diabetes Control and Complications Trial (1993) e o UKPDS – United Kingdom Prospective Diabetes Study (1998).

Abrir arquivo em PDF

Imuno-Hematologia: Recomendações.

Antunes, EA et al.
Instituto Português do Sangue; 2008.
Número: 1535 / Publicado em 18/03/2012 - 18:10

A Imuno-hematologia eritrocitária é uma área essencialmente laboratorial que tem como objectivo garantir a segurança imunológica da transfusão. Como tal, abrange o estudo laboratorial no contexto clínico da imunologia do eritrócito (da interacção dos eritrócitos com o sistema imunitário).

Abrir arquivo em PDF

Fisiopatologia da Asma Grave.

Ana Todo-Bom, Anabela Mota Pinto.
Rev Port Imunoalergol. 2006;14(Supl 2):43-8
Número: 1534 / Publicado em 18/03/2012 - 17:59

A asma é, por definição, uma doença inflamatória crónica das vias aéreas caracterizada por uma obstrução brônquica generalizada mas variável que é, pelo menos parcialmente, reversível espontaneamente ou através de intervenção farmacológica e que está associada a um aumento de reactividade a vários estímulos.

Abrir arquivo em PDF

Síndrome de Löfgren: a Importância da Radiografia Torácica.

Ambrósio, C; Malcata, AB
Acta Reumatol Port. 2009 Apr-Jun;34(2):426-430.
Número: 1533 / Publicado em 18/03/2012 - 18:00

A sarcoidose é uma granulomatose sistémica de etiologia desconhecida que se caracteriza pela formação de granulomas não caseosos em vários órgãos, podendo apresentar-se de forma crónica, subaguda ou aguda. O Síndrome de Löfgren é uma forma aguda de sarcoidose e caracteriza-se pela presença de artrite/artralgias, lesões de eritema nodoso e adenopatias nos hilos pulmonares.

Abrir arquivo em PDF

Radiografia das Mãos: Elementos Típicos em Artropatias Comuns.

Barcelos, A; Nour, D; Pereira da Silva, JA.
Acta Reumatol Port. 2002;27:201-9
Número: 1532 / Publicado em 20/06/2012 - 10:06

A radiografia continua a ser um dos meios complementares de diagnóstico mais importantes em Reumatologia dado ser pouco onoroso, de fácil acesso e de existir longa experiência no seu uso e interpretação. A das mãos é particularmente interessante por que aqui podem ter impacto grande número das artropatias comuns, assumindo características bastantes sugestivas.

Abrir arquivo em PDF

Arterite de Takayasu (AT): Discussão de 3 Casos Clínicos.

Reis, R; Costa, S; Parente, F; Alexandrino, MB; Moura, JA.
Med Interna. 2004 Jan;11(3):148-54
Número: 1531 / Publicado em 18/03/2012 - 18:01

A arterite de Takayasu (AT) é uma doença inflamatória, crónica, das grandes e médias artérias. Esta envolve particularmente a aorta e os seus ramos principais, sendo a artéria pulmonar também frequentemente atingida, provocando lesões nestes vasos, quer estenóticas quer ectasiantes, predominando a oclusão.

Abrir arquivo em PDF

Procedimentos Cirúrgicos do Joelho na Artrite Reumatóide.

Judas, F; Costa, P; Teixeira, L; Saavedra, MJ.
Acta Reumatol Port. 2007 Oct-Dec;32(4):333-9.
Número: 1530 / Publicado em 18/03/2012 - 18:02

A sinovectomia articular e, particularmente, a artroplastia total representam os procedimentos mais usados no tratamento cirúrgico do joelho reumatóide.

Abrir arquivo em PDF

Outras Disfunções Tiroideias do Pós-Parto.

Carrilho, F
Acta Med Port. 2003 Sep-Oct;16(5):353-4
Número: 1529 / Publicado em 20/06/2012 - 10:07

O autor refere a doença de Graves como a segunda causa mais frequente da disfunção tiroideia pós-parto. É mais frequente um longo período de persistência do hipertiroidismo ainda que em alguns casos possa ocorrer um hipertiroidismo transitório. A doença hipotálamo-hipofisária pode, ainda que muito raramente, ser responsável pela disfunção tiroideia do pós-parto. A hipofisite autoimune e o síndroma de Sheehan são causas possíveis de hipotiroidismo que em regra se acompanham de déficit na produção de outras hormonas hipofisárias.

Abrir arquivo em PDF

Síndrome de Hajdu-Cheney: a Propósito de um Caso de Acroosteólise.

Cunha, I; Saavedra, MJ; Oliveira, MA; Salvador, MJ; Malcata, AB.
Acta Reumatol Port. 2007 Apr-Jun;32(2):169-174.
Número: 1528 / Publicado em 18/03/2012 - 17:54

A acroosteólise é uma situação clínica pouco frequente, caracterizada por reabsorção das extremidades ósseas. Pode surgir no contexto de diversas patologias ou ser idiopática. Os autores descrevem o caso clínico de uma doente de 47 anos, com antecedentes de acroosteólise dos dedos das mãos e dos pés, desde a infância, amaurose congénita unilateral, perda prematura da dentição e mal perfurante plantar. A exuberância e raridade das alterações encontradas, neste caso concreto, sem uma patologia subjacente identificada, remetem-nos para uma situação de acroosteólise idiopática, tendo-se estabelecido o diagnóstico de síndrome de Hajdu-Cheney. Trata-se de uma doença rara com transmissão autossómica dominante, estando descritos casos isolados resultantes de mutações de novo. A propósito deste caso os autores fazem uma discussão do diagnóstico diferencial da acroosteólise e a descrição das características desta síndrome rara.

Abrir arquivo em PDF

Avaliação e Tratamento do Doente com Acne - Parte II: Tratamento Tópico, Sistémico e Cirúrgico, Tratamento da Acne na Grávida, Algoritmo Terapêutico.

Portuguese Acne Advisory Board - PAAB.
Rev Port Clin Geral. 2011;27:66-76.
Número: 1527 / Publicado em 18/03/2012 - 17:55

Nesta Parte II discute-se a abordagem terapêutica – tópica e sistémica – em cada forma clínica de acne, dando particular ênfase aos retinóides e aos antimicrobianos, e salientam-se as estratégias a adoptar para limitar a crescente resistência bacteriana aos antibióticos. Referem-se as indicações específicas para terapêutica hormonal e analisam-se as particularidades do tratamento da acne na grávida e lactante. Descrevem-se algumas técnicas para correcção das cicatrizes da acne. Por último, publica-se um algoritmo que pretende ilustrar a classificação da acne e definir, para cada tipo clínico, a abordagem terapêutica consensualmente recomendada.

Abrir arquivo em PDF

Footer - v1.3
Atualizado em
04/02/2016
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter