Profissionais: 5627
Prontuários: 218206

Esqueceu a senha? Cadastro da senha

Portal Saude Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos - Algoritmos - Diretrizes - Fluxogramas

Baixar o Adobe Acrobat Reader
Para visualizar os conteúdos abaixo é necessário ter o Adobe Acrobat Reader instalado.

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Litíase Urinária: Cirurgia Convencional (Aberta).

Sociedade Brasileira de Urologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 404 / Publicado em 09/03/2012 - 17:02

A introdução da litotripsia extracorpórea por ondas de choque (LEOC) e o desenvolvimento da endourologia para a remoção de cálculos diminuiu, dramaticamente, o papel da cirurgia aberta, especialmente para procedimento de remoção de cálculos. A cirurgia aberta é, atualmente, um dos tratamentos menos comuns para a doença calculosa.

Abrir arquivo em PDF

Litíase Urinária: Aspectos Metabológicos em Adultos e Crianças.

Sociedade Brasileira de Urologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 403 / Publicado em 09/03/2012 - 17:02

Apesar de muitos médicos de pacientes que apresentam litíase urinária entenderem que deva haver investigação, não existe unanimidade entre os especialistas.

Abrir arquivo em PDF

Litíase Urinária em Criança: Recomendações de Tratamento Intervencionista.

Sociedade Brasileira de Urologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 402 / Publicado em 09/03/2012 - 17:05

A litíase urinária na criança está freqüentemente associada a distúrbios metabólicos, anomalias do trato genito-urinário ou infecção urinária. Dessa forma, esse grupo etário está mais predisposto a episódios recorrentes e a um número maior de intervenções e manipulações, o que justifica o uso de tratamentos minimamente invasivos.

Abrir arquivo em PDF

Litíase Urinária em Criança.

Sociedade Brasileira de Urologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 401 / Publicado em 09/03/2012 - 17:04

A prevalência de litíase urinária na infância envolve apenas 2% a 3% dos casos de litíase em geral, sendo responsável por cerca de 1 em cada 1000 a 7000 casos de internação. Esses valores não são fixos para todos os países e, em cada um deles, podem variar de uma região para outra.

Abrir arquivo em PDF

Lesões Traumáticas da Coluna Torácica (T1-T9), Toracolombar (T10-L2) e Lombar (L3-L5).

Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, Colégio Brasileiro de Radiologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 400 / Publicado em 09/03/2012 - 17:06

Aproximadamente 90% de todas as fraturas da coluna vertebral estão localizadas na junção toracolombar, sendo que as fraturas tipo compressão (explosão) perfazem 20% dessas lesões.

Abrir arquivo em PDF

Lesões Traumáticas da Coluna Cervical (Cervical Alta – C1 e C2, e Cervical Baixa – C3 a C7).

Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, Colégio Brasileiro de Radiologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 399 / Publicado em 09/03/2012 - 17:07

As lesões da coluna cervical são cada vez mais freqüentes, em decorrência do número crescente de acidentes de alta energia. Existem várias classificações para as lesões da coluna cervical, sendo que as melhores preocuparam-se em identificar as lesões instáveis da coluna cervical. Desta forma, facilitam a decisão de tratamento e a definição do prognóstico dos pacientes.

Abrir arquivo em PDF

Lesão Meniscal.

Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 398 / Publicado em 09/03/2012 - 17:08

As lesões do menisco podem ocorrer quando o joelho em posição flexionada ou parcialmente flexionada é submetido a uma força rotacional de grande magnitude, fazendo com que o menisco seja comprimido entre o fêmur e a tíbia, levando à lesão. As rupturas são mais freqüentes em pacientes jovens e relacionadas a episódios traumáticos; porém, em pacientes com idade mais avançada, as lesões podem ocorrer em pequenos movimentos torcionais durante a realização de atividades diárias.

Abrir arquivo em PDF

Lesão Ligamentar do Carpo: Diagnóstico.

Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 397 / Publicado em 09/03/2012 - 17:09

A determinação das causas da dor aguda ou crônica no punho é um desafio, principalmente quando existe a suspeita de lesão ligamentar e o exame radiológico é normal. Mesmo tendo em mente que estas lesões podem ser degenerativas ou parciais, as técnicas de imagem, isoladamente, são inadequadas para o seu diagnóstico. Desta maneira o exame clínico assume um papel fundamental no diagnóstico diferencial determinando qual o melhor exame de imagem a ser utilizado para complementar o diagnóstico.

Abrir arquivo em PDF

Lesão do Ligamento Cruzado Anterior: Diagnóstico.

Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 396 / Publicado em 09/03/2012 - 17:10

A lesão do ligamento cruzado anterior (LCA) do joelho é freqüentemente encontrada na prática ortopédica. O primeiro passo após o entorse de joelho é examiná-lo para que possa ser feito o diagnóstico. O uso de testes, como de Lachman, teste da gaveta anterior e teste do pivot shift, é freqüente na prática clínica, sendo necessário conhecer sua sensibilidade e especificidade no reconhecimento da lesão nas fases aguda e crônica.

Abrir arquivo em PDF

Laparoscopia e Litíase Urinária.

Sociedade Brasileira de Urologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 395 / Publicado em 09/03/2012 - 17:11

Em 1979, houve a primeira descrição de um caso de litíase ureteral que foi tratado por uma técnica original de retroperitoneoscopia. No início dos anos 90, começaram a surgir relatos de pacientes com litíase urinária tratados por laparoscopia. Desde então, algumas dezenas de trabalhos foram publicados, tendo como tema a utilização da laparoscopia no tratamento das várias formas de litíase urinária.

Abrir arquivo em PDF

Footer - v1.3
Atualizado em
04/02/2016
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter