Profissionais: 5632
Prontuários: 218668

Esqueceu a senha? Cadastro da senha

Portal Saude Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos - Algoritmos - Diretrizes - Fluxogramas

Baixar o Adobe Acrobat Reader
Para visualizar os conteúdos abaixo é necessário ter o Adobe Acrobat Reader instalado.

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Tratamento e Acompanhamento do Diabetes mellitus - Parte II.

Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes.
Sociedade Brasileira de Diabetes - 2006.
Número: 1709 / Publicado em 18/03/2012 - 15:39

Pacientes com diabetes tipo 2 (DM2) estão sujeitos a duas a quatro vezes mais risco para doenças cardiovasculares (DCV) quando comparados a pacientes não-diabéticos. A doença aterosclerótica, compreendendo doença arterial coronariana (DAC), doença vascular periférica (DVP) e doença cerebrovascular, é responsável por três em cada quatro mortes entre pessoas diabéticas tipo 2. As DCVs são responsáveis por 75% das mortes de indivíduos com DM2, com pelo menos 50% por DAC.

Abrir arquivo em PDF

Tratamento e Acompanhamento do Diabetes mellitus - Parte I.

Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes.
Sociedade Brasileira de Diabetes - 2006.
Número: 1708 / Publicado em 18/03/2012 - 15:38

Uma epidemia de diabetes mellitus (DM) está em curso. Em 1985 estimava-se que existissem 30 milhões de adultos com DM no mundo; esse número cresceu para 135 milhões em 1995, atingindo 173 milhões em 2002, com projeção de chegar a 300 milhões no ano 2030. Cerca de dois terços desses indivíduos com DM vivem nos países em desenvolvimento, onde a epidemia tem maior intensidade, com crescente proporção de pessoas afetadas em grupos etários mais jovens.

Abrir arquivo em PDF

SpeakUp - O Protocolo Universal. - SpeakUP - The Universal Protocol.

Guidance for health care professionals.
Joint Commission.
Número: 1707 / Publicado em 20/06/2012 - 17:55

Protocolo Universal para a prevenção do local errado, procedimento errado, e Cirurgia na pessoa errada. Este documento foi adaptado do protocolo completo universal. Para os requisitos específicos de Protocolo Universal, ver as normas da Comissão Mista.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo de Seguimento Pós-Transplante de Fígado.

Protocolos Gerenciados.
Hospital Israelita Albert Einstein - Janeiro – 2009.
Número: 1704 / Publicado em 20/06/2012 - 18:02

Protocolo de acompanhamento e fluxogramas.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo de Paracentese para Transplante de Fígado.

Protocolos Gerenciados.
Hospital Israelita Albert Einstein - Janeiro – 2011.
Número: 1703 / Publicado em 20/06/2012 - 18:02

Fluxograma.

Abrir arquivo em PDF

Preparo e Acompanhamento do Candidato ao Transplante de Fígado

Protocolos Gerenciados.
Hospital Israelita Albert Einstein - Janeiro – 2009.
Número: 1702 / Publicado em 20/06/2012 - 18:04

Os pacientes na lista de espera para transplante hepático deverão ser reavaliados ambulatorialmente de acordo com a necessidade de renovação do MELD, seguindo a cronologia determinada pela portaria nº1.160, de 29 de maio de 2006.

Abrir arquivo em PDF

Transplante de Fígado para Situações Especiais.

Protocolos Gerenciados.
Hospital Israelita Albert Einstein - Janeiro – 2009.
Número: 1701 / Publicado em 20/06/2012 - 18:05

Condições clínicas agravantes com priorização para transplante segundo o critério do Kings College ou Clichy (Anexo II da Portaria no 1160, de 29 de maio de 2006).

Abrir arquivo em PDF

Protocolo de Avaliação Cardiológica em Pacientes Candidatos ao Transplante Hepático

Protocolos Gerenciados.
Hospital Israelita Albert Einstein - Janeiro – 2011.
Número: 1700 / Publicado em 20/06/2012 - 18:07

Identificar a indicação do transplante hepático como melhor opção terapêutica.

Abrir arquivo em PDF

Preparo e Acompanhamento do Transplante de Coração

Protocolos Gerenciados.
Hospital Israelita Albert Einstein - Janeiro – 2009.
Número: 1699 / Publicado em 20/06/2012 - 18:09

O candidato a transplante é portador da chamada “CARDIOPATIA TERMINAL”, aquela onde o tratamento clínico otimizado, procedimentos intervencionistas ou mesmo cirurgias não são suficientes para melhorar a qualidade ou prolongar a vida.

Abrir arquivo em PDF

Diagnóstico das Infecções Relacionadas aos Cateteres Vasculares Centrais no HIAE

Diretrizes Assistenciais.
Hospital Israelita Albert Einstein - Março – 2009.
Número: 1698 / Publicado em 20/06/2012 - 18:13

O diagnóstico clínico da infecção da corrente sangüínea relacionada ao cateter vascular (ICS-RC) é muitas vezes difícil. Em muitos casos este diagnóstico é superestimado, resultando na remoção desnecessária do cateter e no uso abusivo de antimicrobianos.

Abrir arquivo em PDF

Footer - v1.3
Atualizado em
04/02/2016
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter