Profissionais: 6961
Prontuários: 440838

Esqueceu a senha? Cadastro da senha

Portal Saude Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos - Algoritmos - Diretrizes - Fluxogramas

Baixar o Adobe Acrobat Reader
Para visualizar os conteúdos abaixo é necessário ter o Adobe Acrobat Reader instalado.

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Drogas Psicotrópicas: Parte IV - Esteróides Anabolizantes

Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas - CEBRID
Secretaria Nacional Antidrogas – SENAD - 2007
Número: 2376 / Publicado em 24/04/2012 - 08:20

Aborda: Esteróides Anabolizantes.

Abrir arquivo em PDF

Drogas Psicotrópicas: Parte III - Drogas Pertubadoras do Sistema Nervoso Central

Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas - CEBRID
Secretaria Nacional Antidrogas – SENAD - 2007
Número: 2375 / Publicado em 24/04/2012 - 08:28

Aborda: Maconha, Cogumelos e Plantas Alucinógenas, Perturbadores Alucinógenos Sintéticos, Êxtase (MDMA), Anticolinérgicos.

Abrir arquivo em PDF

Drogas Psicotrópicas: Parte II - Drogas Estimulantes do Sistema Nervoso Central

Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas - CEBRID
Secretaria Nacional Antidrogas – SENAD - 2007
Número: 2374 / Publicado em 24/04/2012 - 08:24

Aborda: Anfetaminas, Cocaína, Tabaco.

Abrir arquivo em PDF

Drogas Psicotrópicas: Parte I - Drogas Depressoras do Sistema Nervoso Central

Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas - CEBRID
Secretaria Nacional Antidrogas – SENAD - 2007
Número: 2373 / Publicado em 24/04/2012 - 08:26

Aborda: Bebidas Alcoólicas, Solventes ou Inalantes, Tranquilizantes ou Ansiolíticos, Calmantes e Sedativos, Ópio e Morfina, Xaropes e Gotas para Tosse.

Abrir arquivo em PDF

Influenza

Secretaria de Vigilância em Saúde e Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde
Ministério da Saúde - 2006
Número: 2372 / Publicado em 22/04/2012 - 20:39

Este material contém informações técnicas resumidas sobre a influenza, doença que acomete distintas espécies animais e que, a intervalos de tempo que não podem ser previstos com exatidão, pode se manifestar na forma de pandemias.

Abrir arquivo em PDF

Notificação de Maus-Tratos contra Crianças e Adolescentes

Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo - São Paulo - 2004
Número: 2371 / Publicado em 22/04/2012 - 20:22

Os profissionais de saúde, preocupados com a garantia dos direitos das crianças e adolescentes e comprometidos com a promoção da saúde da população, muitas vezes sentem dúvidas quanto à maneira mais correta de agir. O estabelecimento de normas técnicas e de rotinas de procedimento para orientação desses profissionais tornou-se, portanto, uma demanda para apoiá-los no diagnóstico, registro e notificação desses casos de violência, como medidas iniciais para um atendimento de proteção às vítimas e de apoio a suas famílias.

Abrir arquivo em PDF

Monitorização das Doenças Diarréicas Agudas

Secretaria de Estado da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Centro de Vigilância Epidemiológica “Prof. Alexandre Vranjac”.
Governo do Estado de São Paulo - 2002
Número: 2370 / Publicado em 22/04/2012 - 20:18

A diarréia aguda é uma síndrome clínica de diversas etiologias que se caracteriza por alterações do volume, consistência e freqüência das fezes, mais comumente associada com a liquidez das fezes e o aumento no número de evacuações.

Abrir arquivo em PDF

Vigilância Epidemiológica e Controle da Esquistossomose

Secretaria de Estado da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Centro de Vigilância Epidemiológica “Prof. Alexandre Vranjac”.
Governo do Estado de São Paulo - 2007
Número: 2369 / Publicado em 22/04/2012 - 20:14

A esquistossomose mansônica é decorrente da infecção humana pelo trematódeo parasita Schistosoma mansoni. A transmissão do verme depende da presença de espécies suscetíveis de caramujos de água doce pertencentes ao gênero Biomphalaria. No Brasil as espécies naturalmente envolvidas na transmissão são: Biomphalaria glabrata, B. tenagophila e B. straminea. Embora a doença apresente manifestações graves, na maioria das vezes é assintomática. É digno de nota que a gravidade da esquistossomose depende da carga parasitária adquirida nos contatos com os ambientes hídricos contaminados e, quase sempre, de exposições sucessivas aos focos. A doença, entre outras denominações, também é conhecida como esquistossomíase, barriga d`água, bilharziose, xistosa, e doença do caramujo.

Abrir arquivo em PDF

Síndrome Hemolítico-Urêmica (SHU) - Normas e Instruções

Secretaria de Estado da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Centro de Vigilância Epidemiológica “Prof. Alexandre Vranjac”.
Governo do Estado de São Paulo - 2002
Número: 2368 / Publicado em 22/04/2012 - 20:09

A síndrome hemolítico-urêmica (SHU) é uma doença grave, observada mais freqüentemente em crianças de pouca idade, que se caracteriza por anemia hemolítica microangiopática, trombocitopenia e insuficiência renal aguda.

Abrir arquivo em PDF

Manual de Vigilância Epidemiológica: Caxumba e Varicela - Orientações para Surtos e Epidemias

Secretaria de Estado da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças . Centro de Vigilância Epidemiológica “Prof. Alexandre Vranjac”.
Governo do Estado de São Paulo - 2001
Número: 2367 / Publicado em 22/04/2012 - 20:05

Tanto a caxumba como a varicela não são doenças de notificação mas, como se sabe, é preciso notificar e investigar todo surto ou epidemia, independente da doença ou agravo, para a adoção das medidas de controle.

Abrir arquivo em PDF

Footer - v1.3
Atualizado em
26/10/2019
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter