Profissionais: 5757
Prontuários: 232267

Esqueceu a senha? Cadastro da senha

Portal Saude Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos - Algoritmos - Diretrizes - Fluxogramas

Baixar o Adobe Acrobat Reader
Para visualizar os conteúdos abaixo é necessário ter o Adobe Acrobat Reader instalado.

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Protocolo de Heparina: Pacientes Cardiológicos.

Diretrizes Assistenciais.
Hospital Israelita Albert Einstein - janeiro 2012
Número: 1203 / Publicado em 22/06/2012 - 20:52

Os objetivos do protocolo são de fornecer um sistema seguro de heparinização por via venosa administrado pela enfermagem através de: Padronização da solução de heparinização reduzindo a possibilidade de erro; Padronização da coleta de exames laboratoriais de controle; Agilidade e comodidade na prescrição médica.

Abrir arquivo em PDF

Guia Alimentar para a População Brasileira - Promovendo a Alimentação Saudável.

Coordenação-Geral da Política de Alimentação e Nutrição - Série A. Normas e Manuais Técnicos.
Secretaria de Atenção à Saúde - MS - Brasilia 2005.
Número: 1202 / Publicado em 22/06/2012 - 20:53

O Guia Alimentar para a População Brasileira contém as primeiras diretrizes alimentares oficiais para a nossa população. Hoje existem evidências científicas que apontam de forma inequívoca o impacto da alimentação saudável na prevenção das mortes prematuras, causadas por doenças cardíacas e câncer. Além disso, as orientações do guia são adequadas para a prevenção de outras doenças crônicas não-transmissíveis, tais como diabetes e hipertensão, e compõem, certamente, o elenco de ações para a prevenção da obesidade que, por si só, aumenta o risco dessas e de outras doenças graves.

Abrir arquivo em PDF

Como Tornar-se Doente Mental - III e IV.

J. L. Pio Abreu
Controvérsias Volume II, Nº6. Novembro/Dezembro 2000
Número: 1201 / Publicado em 22/06/2012 - 20:54

A razão desta série de artigos foi explicada em números anteriores. Grosso modo, são um ensaio de solução do paradoxo dos psiquiatras: os verdadeiros doentes (com diagnóstico a preceito) não aceitam, geralmente, tratar-se, enquanto um sem número de pessoas sem diagnóstico claro procura uma doença e o seu miraculoso tratamento. Espero, com este ensaio, contentar uns e outros, contribuindo assim para terminar com o jogo do gato e do rato que se trava frequentemente nos consultórios psiquiátricos. Dado porém o possível efeito prejudicial destes artigos, aconselho a que a sua leitura seja reservada a pessoas inteligentes e com espírito de humor.

Abrir arquivo em PDF

Diretrizes para um Modelo de Assistência Integral em Saúde Mental no Brasil.

Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Associação Médica Brasileira - 2006
Número: 1200 / Publicado em 22/06/2012 - 20:56

Desde 1995, o Ministério da Saúde adota como premissa para a construção do seu modelo de assistência, a exclusão do médico da equipe que assiste o doente mental e vem fazendo isto progressivamente. A alegação da falta de médicos especializados não procede, o que acontece é o abuso da informalidade e dos baixos valores com que o trabalho do psiquiatra tem sido remunerado. O médico psiquiatra vem sendo colocado mais e mais como profissional secundário e prescindível e a ele têm sido atribuídas as mazelas do sistema. Este movimento ganhou suficiente espaço na mídia para estigmatizar os psiquiatras, numa orquestração bem engendrada que não dá espaço para as manifestações e opiniões contrárias.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo Gerenciado: IAM c/ supra ST

Luciano Forlenza (UPA Morumbi/ Programa de Cardiologia).
Hospital Israelita Albert Einstein – Dezembro de 2010.
Número: 1199 / Publicado em 22/06/2012 - 21:00

Atendimento Pré-Hospitalar para Unidades Avançadas e Unidades Móveis.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo de Alergia ao Látex.

Unidade de Anestesia.
Hospital Israelita Albert Einstein - Março de 2009.
Número: 1198 / Publicado em 22/06/2012 - 21:01

Alergia ao látex é qualquer reação imunomediada a proteína do látex, associada a sintomas clínicos. Sensibilização pelo látex é definida como a presença de anticorpos Ig E ao látex, mas sem manifestações clínicas.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo de Atendimento de Reação Adversa a Medicações.

Unidade de Anestesia.
Hospital Israelita Albert Einstein - Março de 2009.
Número: 1197 / Publicado em 22/06/2012 - 21:02

Reação Adversa a Medicações segundo OMS: Uma resposta a droga que é nóxica e não intencional e ocorre em doses usualmente utilizadas no homem para profilaxia, diagnóstico ou terapêutico de doenças, ou para modificação de função fisiológica.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo de Consciência Durante Anestesia.

Unidade de Anestesia.
Hospital Israelita Albert Einstein - Março de 2009.
Número: 1196 / Publicado em 22/06/2012 - 21:02

A consciência durante anestesia geral é um importante problema clínico na anestesiologia, seqüelas psicológicas importantes podem ocorrer após um episódio de consciência durante anestesia, e afeta pacientes que podem ficar severamente incapacitados por longos períodos de tempo. O objetivo é identificar fatores de risco que podem ser associados com a consciência intraoperatória, proporcionar ferramentas para capacitar os médicos a reduzir a freqüência de consciência intraoperatória não intencional, estimular a avaliação de estratégias que possam prevenir ou reduzir a freqüência de consciência intraoperatória, e proporcionar orientação quanto ao uso de monitores de função cerebral de modo a relacionar com consciência introperatória.

Abrir arquivo em PDF

Retirada de Cateter Peridural.

A A C N. Procedure Manual for Critical Care/American Association of Critical Care Nurse -1993
Hospital Israelita Albert Einstein - Março de 2009.
Número: 1195 / Publicado em 22/06/2012 - 21:03

Sistematizar a retirar do cateter peridural com segurança.

Abrir arquivo em PDF

Política de Sedação para Médicos Não Anestesiologistas.

Antonio Silva B. Neto
Hospital Israelita Albert Einstein - Março de 2009.
Número: 1194 / Publicado em 22/06/2012 - 21:04

Diretriz que expressa os limites entre os diferentes níveis conceituais de sedação (leve, moderada ou consciente e profunda), delineando cuidados desde o planejamento, execução e alta dos pacientes, baseado em evidências e parâmetros clínicos, assim como habilitações profissionais requeridas e condições estruturais para realização dos procedimentos com sedação no HIAE pelos médicos não especializados em anestesiologia.

Abrir arquivo em PDF

Footer - v1.3
Atualizado em
04/02/2016
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter