Profissionais: 5632
Prontuários: 218668

Esqueceu a senha? Cadastro da senha

Portal Saude Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos - Algoritmos - Diretrizes - Fluxogramas

Baixar o Adobe Acrobat Reader
Para visualizar os conteúdos abaixo é necessário ter o Adobe Acrobat Reader instalado.

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Artrose do Joelho: Tratamento Cirúrgico.

Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, Colégio Brasileiro de Radiologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 505 / Publicado em 09/03/2012 - 15:33

A artrose ou osteoartrite do joelho é uma doença degenerativa articular, de etiologia primária ou secundária, que tem sua prevalência aumentada com o envelhecimento da população, assim como pela exposição do indivíduo jovem a situações de traumatismo articular. Esta situação é acentuada na pessoa com predisposição familiar. Apesar do avanço nos tratamentos conservadores, que envolvem medidas como mudança no estilo de vida, perda de peso, atividades físicas adequadas, fisioterapia, além do uso de medicamentos, como condroprotetores, analgésicos e antiinflamatórios, a progressão da artrose leva à perda progressiva da independência e da qualidade de vida do indivíduo. Hoje estão bem estabelecidos os benefícios de intervenções como cirurgias de alinhamento do tipo osteotomia e substituição articular do tipo artroplastia. No entanto, são pouco discutidas as evidências a respeito, assim como sua aplicabilidade à realidade brasileira.

Abrir arquivo em PDF

Bexiga Hiperativa: Tratamento Farmacológico.

Sociedade Brasileira de Urologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 503 / Publicado em 09/03/2012 - 15:34

Existem várias drogas utilizadas para o tratamento da bexiga hiperativa. A maioria teve sua indicação baseada em observações clínicas de pouca consistência. Muitas drogas têm efeito próximo ao placebo e outras com efeitos clínicos comprovados apresentam eventos adversos que dificultam sua utilização clínica. Outro problema importante é a necessidade de tratamentos de longa duração, o que dificulta a utilização de determinadas drogas e eleva o índice de abandono do tratamento, seja pelos eventos adversos ou pelo custo.

Abrir arquivo em PDF

Bexiga Hiperativa: Terapia Comportamental e Reabilitação do Assoalho Pélvico.

Sociedade Brasileira de Urologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 502 / Publicado em 09/03/2012 - 15:34

Uma vez estabelecido o diagnóstico de bexiga hiperativa, tratamentos conservadores constituem a primeira linha de opções entre os quais estão incluídos a reabilitação do assoalho pélvico e a terapia comportamental. A combinação de drogas e terapia comportamental em mulheres produz melhores resultados que o alcançado por ambas individualmente.

Abrir arquivo em PDF

Vacina Tríplice (DTP Acelular) Contra - Difteria/Tétano/Coqueluche.

Sociedade Brasileira de Pediatria.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 501 / Publicado em 09/03/2012 - 15:36

Esclarecer os procedimentos e as condutas relacionadas às indicações e contra-indicações da imunização com vacina tríplice DTP acelular.

Abrir arquivo em PDF

Vacina Tríplice (DTP) Contra - Difteria/Tétano/Coqueluche.

Sociedade Brasileira de Pediatria.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 500 / Publicado em 09/03/2012 - 15:37

Esclarecer os procedimentos e as condutas relacionadas às indicações e contra-indicações da imunização com vacina tríplice DTP.

Abrir arquivo em PDF

Vacina Dupla (DT ou dT) Contra Difteria e Tétano.

Sociedade Brasileira de Pediatria.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 499 / Publicado em 09/03/2012 - 15:38

Esclarecer os procedimentos e as condutas relacionadas às indicações e contra-indicações da imunização com vacina dupla DT.

Abrir arquivo em PDF

Vacina Contra Varicela-Zoster.

Sociedade Brasileira de Pediatria.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 498 / Publicado em 09/03/2012 - 15:38

Orientar o médico generalista na prescrição da vacina contra varicela.

Abrir arquivo em PDF

Vacina Contra Tuberculose.

Sociedade Brasileira de Pediatria, Sociedade Brasileira de Alergia e Imunopatologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 497 / Publicado em 09/03/2012 - 15:39

Recomendar os procedimentos clínicos referentes à vacinação contra a tuberculose.

Abrir arquivo em PDF

Vacina Contra Rubéola.

Sociedade Brasileira de Pediatria.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 496 / Publicado em 09/03/2012 - 15:40

Orientar o médico generalista na prescrição da vacina contra rubéola.

Abrir arquivo em PDF

Vacina Contra Raiva Humana.

Sociedade Brasileira de Pediatria.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 495 / Publicado em 09/03/2012 - 15:41

Orientar as medidas preventivas antes e após o estabelecimento do risco de exposição ao vírus da raiva.

Abrir arquivo em PDF

Footer - v1.3
Atualizado em
04/02/2016
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter