Profissionais: 5755
Prontuários: 232232

Esqueceu a senha? Cadastro da senha

Portal Saude Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos - Algoritmos - Diretrizes - Fluxogramas

Baixar o Adobe Acrobat Reader
Para visualizar os conteúdos abaixo é necessário ter o Adobe Acrobat Reader instalado.

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Redesenho de Atividades da Enfermagem para Redução de Erros de Medicação em Pediatria

Yamanaka TI, et al.
Rev Bras Enferm, Brasília 2007 mar-abr; 60(2):190-6.
Número: 2482 / Publicado em 27/06/2012 - 21:28

Neste estudo os pesquisadores enfatizaram que para reduzir os erros de medicação haveria a necessidade de promover medidas de educação e implementar ferramentas de gestão da assistência de enfermagem que permitissem desenvolver a prática e monitorar resultados.

Abrir arquivo em PDF

Fluxograma de Atendimento de Pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave SRAG – Adulto

Ana Cristina Búrigo, Fabio Gaudenzi de Faria, Gustavo Araújo Pinto, Israel Silva Maia, Ivete Ioshiko Masukawa, Mariangela Pincelli, Marcello Vieira, Silvia Cristina de Carvalho Flôres.
Hospital Nereu Ramos - SES
Número: 2481 / Publicado em 27/06/2012 - 11:47

Todos os pacientes devem ser mantidos sob precauções padrão mais gotículas (ver orientações de Precauções e Isolamento H1N1). Controle de sinais vitais e saturação de oxigênio devem ser monitorizados pelo menos quatro vezes ao dia. Todos os exames alterados devem ser repetidos no mínimo a cada 48H.

Abrir arquivo em PDF

Infecções de Pele e Partes Moles: Proposta de Protocolo de Atendimento em Unidade Pediátrica

Isabel Cristina Leal Firmino
Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal - Hospital Regional da Asa Sul - 2010
Número: 2480 / Publicado em 27/06/2012 - 11:28

As infecções de pele e partes moles constituem infecções comuns, principalmente na faixa etária pediátrica, respondendo por 9% de todas as infecções encontradas em consultas médicas. Pode variar de quadros leves à rapidamente progressivos e fatais. Em razão disto objetivamos realizar revisão da literatura nos bancos de dados MEDLINE, LILACS-BIREME e COCHRANE, selecionando artigos dos últimos 10 anos. Após essa revisão, foi proposto protocolos de atendimento para afecções mais comuns: impetigo, erisipela, celulite, fasciíte necrosante, piomiosite, abscesso, furunculose, incluindo também, infecções por mordidas de animais e humanos e infecções de sítios cirúrgicos.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo para Atendimento de Acidente Vascular Cerebral Isquêmico: Terapia Trombolítica com Alteplase

Secretaria da Saúde
Prefeitura Municipal de São Paulo
Número: 2479 / Publicado em 27/06/2012 - 09:25

O acidente vascular cerebral é muito prevalente, sendo a 2ª causa de morte no mundo e 3ª em paises industrializados (1ª coração e 2ª câncer). A elevada incidência de seqüelas após o AVC determina importante impacto social e econômico. O AVC isquêmico é o mais prevalente (84% dos casos), sendo os principais fatores de risco a Hipertensão Arterial Sistêmica, Diabetes Mellitus, dislipidemia e a fibrilação atrial entre outros.

Abrir arquivo em PDF

Consenso 2012 da Sociedade Brasileira de Reumatologia para o Tratamento da Artrite Reumatoide (AR)

Mota et al.
Rev Bras Reumatol 2012;52(2):135-174
Número: 2477 / Publicado em 26/06/2012 - 09:03

A artrite reumatoide (AR) é uma doença autoimune inflamatória sistêmica caracterizada pelo comprometimento da membrana sinovial das articulações periféricas. A prevalência da AR é estimada em 0,5%–1% da população, com predomínio em mulheres e maior incidência na faixa etária de 30–50 anos.

Abrir arquivo em PDF

Novos Padrões da American Diabetes Association para Cuidados de Diabéticos

Augusto Pimazoni Netto
American Diabetes Association. Standards of Medical Care in Diabetes – 2012. Diabetes Care 35 (Suppl 1):S11-S63, 2012.
Número: 2476 / Publicado em 24/06/2012 - 20:40

Em janeiro de cada ano, a American Diabetes Association publica uma revisão dos padrões e recomendações para os cuidados médicos de pessoas com diabetes. Este nosso artigo resume os principais tópicos de terapia farmacológica abordados na publicação Standards of Medical Care in Diabetes – 2012.

Abrir arquivo em PDF

Medicamento x CID atendido CEAF (Grupos 1 e 2)

CGCEAF em novembro de 2011
Ministério da Saúde - MS
Número: 2475 / Publicado em 23/06/2012 - 23:58

Componente Especializado da Assistência Farmacêutica alterada pela Portaria GM/MS nº 3.439 de 11 de novembro de 2010

Abrir arquivo em PDF

CID Agrupados por Procedimentos (Medicamentos)

Secretaria de Atenção à Saúde
Ministério da Saúde - MS - 2011
Número: 2474 / Publicado em 23/06/2012 - 23:54

Procedimento x CID. Total de Procedimentos: 248. 55 Páginas.

Abrir arquivo em PDF

Situações Clínicas e seus Respectivos Medicamentos

CGCEAF em janeiro/2012
Portaria GM/MS 3.439/2010
Número: 2473 / Publicado em 23/06/2012 - 23:50

Tabelas de doenças e os medicamentos recomendados.

Abrir arquivo em PDF

Alergia - Provas Diagnósticas

Ana Carla C. S. Botelho, Fabiano Brito
Grumach AS. Alergia e Imunologia na Infância e na Adolescência. 2ed. 2009.
Número: 2472 / Publicado em 10/01/2014 - 11:51

Os algoritmos de diagnóstico médico têm como objetivo sintetizar condutas fundamentadas na literatura, mas não substituem os documentos científicos. Decisões clínicas são individualizadas e não devem basear-se exclusivamente nos algoritmos.

Abrir arquivo em PDF

Footer - v1.3
Atualizado em
04/02/2016
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter