Profissionais: 5632
Prontuários: 218668

Esqueceu a senha? Cadastro da senha

Portal Saude Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos - Algoritmos - Diretrizes - Fluxogramas

Baixar o Adobe Acrobat Reader
Para visualizar os conteúdos abaixo é necessário ter o Adobe Acrobat Reader instalado.

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Psoríase: Outras Modalidades Terapêuticas (Capítulo 12).

Ricardo Romiti
Consenso Brasileiro de Psoríase 2009 - Sociedade Brasileira de Dermatologia
Número: 715 / Publicado em 19/06/2012 - 07:36

Grande percentual dos doentes com psoríase moderada a grave responde de forma favorável às medidas terapêuticas padronizadas, especialmente, no início do tratamento. Por vezes, o advento de efeitos adversos relacionados às drogas, o diagnóstico de comorbidades - impedindo a instituição ou manutenção do tratamento - bem como a perda de eficácia das diferentes medicações inviabiliza a utilização do acervo terapêutico padrão disponível.

Abrir arquivo em PDF

Psoríase: Imunobiológicos (Capítulo 11).

Luna Azulay-Abulafia e Paulo Antônio Oldani Felix.
Consenso Brasileiro de Psoríase 2009 - Sociedade Brasileira de Dermatologia
Número: 714 / Publicado em 19/06/2012 - 07:37

São proteínas recombinantes, criadas por engenharia genética, que podem ser anticorpos monoclonais, proteínas de fusão ou citocinas humanas recombinantes. Nas duas primeiras categorias, estão incluídos os novos medicamentos, já aprovados para o tratamento da psoríase e da artrite psoriásica, no Brasil. Eles bloqueiam, neutralizam ou antagonizam alvos específicos do processo inflamatório.

Abrir arquivo em PDF

Psoríase: Ciclosporina (Capítulo 10).

Jesus Rodriguez Santamaria e Tania F. Cestari.
Consenso Brasileiro de Psoríase 2009 - Sociedade Brasileira de Dermatologia
Número: 713 / Publicado em 19/06/2012 - 07:37

As propriedades imunossupressoras da ciclosporina foram demonstradas no início da década de 70, e logo passou a ser utilizada como medicação imunossupressora nos transplantes de órgãos. Atualmente, as indicações se estenderam e a ciclosporina é usada também para controlar doenças inflamatórias, em vários órgãos, como pele, articulações e trato gastrintestinal.

Abrir arquivo em PDF

Psoríase: Acitretina (Capítulo 9).

Gladys Aires Martins
Consenso Brasileiro de Psoríase 2009 - Sociedade Brasileira de Dermatologia.
Número: 712 / Publicado em 19/06/2012 - 07:38

Em psoríase, a acitretina está indicada nas formas pustulosa, eritrodérmica, palmoplantar e em placa, com envolvimento de mais de 20% da superfície corporal. Na artrite psoriásica, mostra-se menos efetiva do que o MTX e a ciclosporina; no entanto, não existem estudos controlados para essa indicação.

Abrir arquivo em PDF

Psoríase: Metotrexate (Capítulo 8).

Silvio Alencar Marques
Consenso Brasileiro de Psoríase 2009 - Sociedade Brasileira de Dermatologia
Número: 711 / Publicado em 18/06/2012 - 21:22

Em princípio, o metotrexato é indicado para psoríase eritrodérmica, psoríase artropática moderada a grave, psoríase pustulosa aguda (generalizada ou localizada), psoríase em placas grave ou incapacitante, e naqueles casos com má resposta à fototerapia e / ou tratamento com retinoides.

Abrir arquivo em PDF

Psoríase: Fotototerapia (Capítulo 7).

Ida Duarte
Consenso Brasileiro de Psoríase 2009 - Sociedade Brasileira de Dermatologia
Número: 710 / Publicado em 18/06/2012 - 21:23

A psoríase é uma das principais indicações da fototerapia, e todos os tipos podem ser tratados com essa metodologia. O mecanismo de ação se faz através da atividade antiproliferativa, anti-inflamatória e imunossupressora.

Abrir arquivo em PDF

Psoríase: Tratamento Tópico (Capítulo 5).

Gladys Aires Martins e Aiçar Chaul.
Consenso Brasileiro de Psoríase 2009 - Sociedade Brasileira de Dermatologia
Número: 709 / Publicado em 18/06/2012 - 21:24

O tratamento tópico - administração de medicamento diretamente sobre a lesão cutânea - permite minimizar possíveis efeitos colaterais do tratamento em outros órgãos e na pele não-lesada.

Abrir arquivo em PDF

Psoríase: Instrumentos de Avaliação de Gravidade (Capítulo 4).

Silvio Alencar Marques
Consenso Brasileiro de Psoríase 2009 - Sociedade Brasileira de Dermatologia
Número: 708 / Publicado em 18/06/2012 - 21:25

O conceito de gravidade, em psoríase, depende muito de quem é o observador e atende a série de visões subjetivas, mas às quais se procura agregar elementos objetivos.

Abrir arquivo em PDF

Psoríase: Artrite Psoriásica e Comorbidades (Capítulo 3).

Artur Antonio Duarte e Jackson Machado-Pinto.
Consenso Brasileiro de Psoríase 2009 - Sociedade Brasileira de Dermatologia
Número: 707 / Publicado em 18/06/2012 - 21:25

A artrite psoriásica é uma inflamação autoimune, mediada por linfócitos CD-8, que afeta ligamentos, tendões, fáscias, articulações espinais e periféricas, em pacientes portadores de psoríase cutânea ou não. Em geral, o comprometimento articular se revela após o aparecimento da psoríase cutânea, em 70% dos pacientes e pode preceder o aparecimento das lesões cutâneas, em 14 a 21% das vezes, podendo ser concomitante, em 11% a 15% dos pacientes.

Abrir arquivo em PDF

Psoríase: Manifestações Clínicas, Diagnóstico, Diagnóstico Diferencial (Capítulo 2).

Maria Denise Fonseca Takahashi
Consenso Brasileiro de Psoríase 2009 - Sociedade Brasileira de Dermatologia
Número: 706 / Publicado em 18/06/2012 - 21:26

A lesão típica de psoríase, seja uma única pápula, seja extensa placa, é sempre característica e apresenta: eritema, escamação e elevação.

Abrir arquivo em PDF

Footer - v1.3
Atualizado em
04/02/2016
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter