Profissionais: 7169
Prontuários: 531405

Protocolos/Algoritmos/Diretrizes/Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas - Fluxograma de Tratamento da Acromegalia.

Secretaria de Aten√ß√£o √† Sa√ļde
Minist√©rio da Sa√ļde
Número: 1094 / Publicado em 23/06/2012 - 09:46

Octreotida, Lanreotida, Bromocriptina, Cabergolina

Abrir arquivo em PDF

Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas - Fluxograma de Tratamento da Acne.

Secretaria de Aten√ß√£o √† Sa√ļde
Minist√©rio da Sa√ļde
Número: 1093 / Publicado em 23/06/2012 - 09:47

Uso da Isotretinoína.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas - Fluxograma de Tratamento da Doença de Parkinson

Secretaria de Aten√ß√£o √† Sa√ļde
Minist√©rio da Sa√ļde
Número: 1092 / Publicado em 23/06/2012 - 09:48

Levodopa/Carbidopa, Levodopa/Benserazida, Bromocriptina, Pergolida, Pramipexol,Cabergolina, Amantadina, Biperideno, Triexifenidil, Selegilina, Entacapone, Tolcapone.

Abrir arquivo em PDF

Vigil√Ęncia de Tabagismo em Escolares - Vigescola.

Coordena√ß√£o de Preven√ß√£o e Vigil√Ęncia do Instituto Nacional de C√Ęncer - INCA
Minist√©rio da Sa√ļde.
Número: 1090 / Publicado em 23/06/2012 - 09:50

Este material tem, por finalidade, divulgar os dados que hoje podem contribuir para a avalia√ß√£o da ‚ÄúConven√ß√£o Quadro para o Controle do Tabaco‚ÄĚ (CQCT) nos diversos aspectos de sua implementa√ß√£o. A CQCT √© um instrumento legal, sob forma de um tratado internacional, no qual os pa√≠ses signat√°rios (Estados Partes) concordam em empreender esfor√ßos para alcan√ßar objetivos definidos previamente. O objetivo principal da CQCT √© preservar as gera√ß√Ķes, presentes e futuras, das conseq√ľ√™ncias sanit√°rias, sociais, ambientais e econ√īmicas do consumo e da exposi√ß√£o √† fuma√ßa do tabaco. O folheto contribui ainda, como fonte de informa√ß√£o, para a avalia√ß√£o do Programa Nacional de Controle do Tabagismo e outros Fatores de Risco de C√Ęncer nas escolas Programa Saber Sa√ļde - que √© realizado pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Sa√ļde em parceria com as Secretarias Estaduais e Municipais de Educa√ß√£o, com orienta√ß√£o da Coordena√ß√£o de Preven√ß√£o e Vigil√Ęncia do Instituto Nacional de C√Ęncer.

Abrir arquivo em PDF

Cuidados Paliativos Oncológicos - Controle da Dor.

Instituto Nacional de C√Ęncer (INCA).
Minist√©rio da Sa√ļde - Junho 2002.
Número: 1089 / Publicado em 23/06/2012 - 09:51

O sucesso no tratamento da dor requer uma avalia√ß√£o cuidadosa de sua natureza, entendimento dos diferentes tipos e padr√Ķes de dor e conhecimento do melhor tratamento. A boa avalia√ß√£o inicial da dor ir√° atuar como uma linha de base para o julgamento de interven√ß√Ķes subseq√ľentes.

Abrir arquivo em PDF

Diretriz para o Rastreamento para o C√Ęncer da Pr√≥stata.

Instituto Nacional de C√Ęncer (INCA)
Minist√©rio da Sa√ļde.
Número: 1088 / Publicado em 23/06/2012 - 09:52

Por n√£o haver, at√© o momento, evid√™ncias cient√≠ficas de que o rastreamento do c√Ęncer de pr√≥stata possa produzir mais benef√≠cio que dano, o Instituto Nacional de C√Ęncer recomenda que n√£o se organizem a√ß√Ķes de rastreamento para o c√Ęncer da pr√≥stata e que homens que demandam espontaneamente a realiza√ß√£o de exames de rastreamento, sejam informados por seus m√©dicos sobre os riscos e benef√≠cios associados a esta pr√°tica.

Abrir arquivo em PDF

Recomenda√ß√Ķes do INCA para Reduzir a Mortalidade por C√Ęncer de Mama no Brasil.

Instituto Nacional de C√Ęncer (INCA)
Minist√©rio da Sa√ļde.
Número: 1087 / Publicado em 23/06/2012 - 09:53

O INCA convida as organiza√ß√Ķes governamentais e n√£o governamentais, as entidades representativas de profissionais, o setor privado e toda a sociedade civil a apoiar as recomenda√ß√Ķes para a redu√ß√£o da mortalidade por c√Ęncer de mama no Brasil. O trabalho envolveu profissionais de diferentes √°reas de atua√ß√£o do INCA. Objetivo √© traduzir as principais evid√™ncias da literatura cient√≠fica atual em linguagem simples e objetiva. Esperamos que estas recomenda√ß√Ķes possam contribuir para a redu√ß√£o da mortalidade por c√Ęncer de mama no Brasil por meio da difus√£o de evid√™ncias cient√≠ficas e da mobiliza√ß√£o e participa√ß√£o social.

Abrir arquivo em PDF

Relação Nacional de Medicamentos Essenciais: RENAME 7ª Edição - 2010

Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos.
Minist√©rio da Sa√ļde - Bras√≠lia, 2010.
Número: 1086 / Publicado em 23/06/2012 - 09:55

A RENAME tem tamb√©m o papel fundamental de orientar a pol√≠tica p√ļblica de desenvolvimento cient√≠fico e tecnol√≥gico, apontar prioridades nacionais na √°rea de produ√ß√£o de medicamentos e do desenvolvimento tecnol√≥gico de insumos estrat√©gicos para a sa√ļde, visando dotar o Pa√≠s de capacidade tecnol√≥gica e produtiva, para atender √†s necessidades do Sistema √önico de Sa√ļde.

Abrir arquivo em PDF

Recomenda√ß√Ķes para Terapia Antirretroviral em Adultos Infectados pelo HIV - Suplemento III - Tratamento e Preven√ß√£o - 2008

Secretaria de Vigil√Ęncia em Sa√ļde, Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais.
Secretaria de Aten√ß√£o √† Sa√ļde - Minist√©rio da Sa√ļde - Bras√≠lia - Outubro 2010
Número: 1082 / Publicado em 23/06/2012 - 09:57

O acesso universal ao tratamento e √† preven√ß√£o do HIV e de doen√ßas sexualmente transmiss√≠veis possibilitou transformar o cen√°rio da epidemia no pa√≠s. A queda nas taxas de transmiss√£o vertical do HIV, a redu√ß√£o da morbimortalidade da infec√ß√£o e o aumento da expectativa e qualidade de vida das pessoas que vivem com HIV e AIDS s√£o uma realidade, caracterizando o atual perfil cr√īnico da doen√ßa.

Abrir arquivo em PDF

Linha Guia de Aten√ß√£o √† Sa√ļde: Aten√ß√£o √† Sa√ļde do Adolescente.

Secretaria de Estado de Sa√ļde de Minas Gerais.
Governo do Estado de Minas Gerais - Belo Horizonte, 2006 - 1a Edição
Número: 1078 / Publicado em 23/06/2012 - 09:59

Esta Linha-Guia reflete tal postura e com responsabilidade vem para alertar os profissionais sobre as situa√ß√Ķes de riscos na adolesc√™ncia, reafirmando as importantes parcerias institucionais e tendo cuidado no tratamento das quest√Ķes mais complexas. Mostra uma grande preocupa√ß√£o integrando a√ß√Ķes num sistema de rede que possa interligar os diversos programas j√° em funcionamento, desenvolvidos pelas Secretarias de Estado, pela Prefeitura, sociedade organizada, evitando uma postura de isolamento, de duplica√ß√£o de a√ß√Ķes e de auto-resolu√ß√£o de problemas.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
14/09/2020
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter