Profissionais: 7137
Prontuários: 513823

Protocolos/Algoritmos/Diretrizes/Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

Protocolo de Prevenção de Trombose Venosa Profunda em Cirurgia Plástica.

Jaime Anger, Antonio Cl√°udio Amaral Baruzzi, Elias Knobel
Revista Brasileira de Cirurgia Pl√°stica, Vol. 18 n¬ļ 1 - Jan/Fev/Mar de 2003
Número: 102 / Publicado em 18/09/2010 - 21:31

A ocorr√™ncia de trombose venosa profunda tem sido cada vez mais discutida na cirurgia pl√°stica. Embora os seus √≠ndices sejam pequenos, a repercuss√£o de suas complica√ß√Ķes √© importante. Ap√≥s rever a literatura, os autores constataram n√£o haver um protocolo espec√≠fico para esta especialidade que possa servir de base de avalia√ß√£o e conduta. Os autores prop√Ķem um protocolo espec√≠fico com fatores de risco avaliados em sistema de pontos que, uma vez somados, conferem o grau de risco, que pode ser pequeno, m√©dio e alto. Para cada n√≠vel de risco s√£o sugeridas medidas de preven√ß√£o farmacol√≥gicas e n√£o farmacol√≥gicas. Os autores concluem que este protocolo √© de f√°cil execu√ß√£o na rotina cl√≠nica, pode ser copiado e repetido e, tamb√©m, servir de par√Ęmetro de avalia√ß√£o para futuras pesquisas.

Abrir arquivo em PDF

Rea√ß√Ķes Cut√Ęneas Graves Adversas a Drogas - Aspectos Relevantes ao Diagn√≥stico e aoTratamento - Parte I - Anafilaxia e Rea√ß√Ķes Anafilact√≥ides, Eritrodermias e o Espectro Cl√≠nico da S√≠ndrome de Stevens-Johnson e Necr√≥lise Epid

Criado, Criado, Vasconcellos, Ramos et Gonçalves
An Bras Dermatol, Rio de Janeiro, 79(4):471-488, jul./ago. 2004.
Número: 100 / Publicado em 16/06/2012 - 18:07

As rea√ß√Ķes cut√Ęneas graves adversas a droga (RCGAD) s√£o as que geralmente necessitam de interna√ß√£o hospitalar, por vezes em unidade de terapia intensiva ou de queimados, com observa√ß√£o minuciosa dos sinais vitais e da fun√ß√£o de √≥rg√£os internos. O objetivo √© descrever essas rea√ß√Ķes, facilitando seu reconhecimento e tratamento. Fazem parte desse grupo a anafilaxia, a s√≠ndrome de Stevens-Johnson (SSJ), a necr√≥lise epid√©rmica t√≥xica (NET) e, dependendo do envolvimento sist√™mico, as eritrodermias. Neste artigo, s√£o abordados as caracter√≠sticas cl√≠nicas e o tratamento de algumas rea√ß√Ķes adversas a droga: anafilaxia, as eritrodermias, a s√≠ndrome de Stevens-Johnson (SSJ) e a necr√≥lise epid√©rmica t√≥xica (NET).

Abrir arquivo em PDF

Protocolo de Febre sem Sinais Localizatórios em Crianças até 3 anos

Hospital Israelita Albert Einstein - S√£o Paulo
Vers√£o Eletr√īnica atualizada - Dezembro de 2005
Número: 99 / Publicado em 26/09/2010 - 10:08

A inten√ß√£o deste protocolo √© de encorajar a uniformiza√ß√£o de alguns servi√ßos de sa√ļde prestados. Embora pretenda melhorar a efic√°cia e a qualidade dos servi√ßos, n√£o √© uma garantia absoluta sobre os resultados.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo para a Abordagem e Tratamento dos Pacientes com Dor Lombar Aguda ou Ci√°tica no Pronto-Atendimento do Hospital

Francisco dos Santos Silva et al
Hospital Sirio Libanes - S√£o Paulo - Outubro de 2002
Número: 98 / Publicado em 26/09/2010 - 10:09

Dor lombar aguda é queixa comum de procura de serviços de emergência.

Abrir arquivo em PDF

Guia de Conduta para Realização do Exame Baciloscópico.

Baptista I M F D, Sartori B C S, Trino L M.
Hansen int 2006; 31 (2): 39-41.
Número: 97 / Publicado em 26/09/2010 - 10:09

Esta abordagem tem o objetivo de fornecer orientação adequada para profissionais que realizam o exame baciloscópico em suas unidades de trabalho. A baciloscopia é um exame de auxilio diagnóstico na Hanseníase e o profissional que o realiza deve ter treinamento especializado.

Abrir arquivo em PDF

Propaganda de Medicamentos - Os √Čticos e a √Čtica da Ind√ļstria Farmac√™utica no Brasil.

Paula Renata Camargo de Jesus.
Universidade Metodista de S√£o Paulo/UMESP.
Número: 96 / Publicado em 28/06/2011 - 14:42

O tema Propaganda de Medicamentos, foi escolhido por ser muito questionado, j√° que a propaganda √© um instrumento persuasivo, o que gera uma contradi√ß√£o com a responsabilidade social da pr√≥pria ind√ļstria farmac√™utica. O estudo contou com a pesquisa bibliogr√°fica e entrevistas com profissionais da √°rea.

Abrir arquivo em PDF

Algoritmo para o Tratamento do Diabetes Tipo 2 - Atualização 2009.

Posicionamento Oficial SBD n¬ļ 2 ‚Äď 2009.
Sociedade Brasileira de Diabetes.
Número: 95 / Publicado em 28/06/2011 - 14:38

O objetivo final deste projeto em particular √© o de propor um novo algoritmo brasileiro para o tratamento do diabetes tipo 2, com base nas opini√Ķes de endocrinologistas que se manifestaram atrav√©s de enquete conduzida pelo site da SBD em rela√ß√£o ao √ļltimo algoritmo proposto pela ADA/EASD, publicado em janeiro de 2009.

Abrir arquivo em PDF

Pensando o Processo Sa√ļde Doen√ßa: a que responde o Modelo Biom√©dico?

José Augusto C. Barros
Sa√ļde e Sociedade V.11 No 1 jan-jul/2002
Número: 93 / Publicado em 16/06/2012 - 18:12

Com o prop√≥sito de efetuar uma cr√≠tica ao modelo biom√©dico, mecanicista, hegem√īnico na doutrina e pr√°tica que informa a medicina na atualidade, o texto parte de uma s√≠ntese hist√≥rico-evolutiva que contempla a apresenta√ßao das id√©ias e personagens chave que caracterizariam os quatro paradigmas ou modelos que, ao longo do tempo, precederam o modelo sob estudo. Em seguida discorre, efetuando uma an√°lise cr√≠tica, sobre o fen√īmeno da medicaliza√ßao, consequ√™ncia e est√≠mulo ao mesmo tempo para a hegemonia do modelo biom√©dico, contextualizando-a, brevemente, na sociedade de consumo, sob o imp√©rio da l√≥gica de mercado, tomando a quest√£o dos medicamentos como exemplo das distor√ß√Ķes advindas do incremento da medicaliza√ß√£o e dos fatores a ela subjacentes. Ao final, comenta-se a respeito das limita√ß√Ķes no alcance da desejada interfer√™ncia positiva da medicina, uma vez feita a op√ß√£o pelo modelo biom√©dico.

Abrir arquivo em PDF

Intera√ß√Ķes Medicamentosas: Fundamentos para a Pr√°tica Cl√≠nica da Enfermagem.

Secoli, SR.
Rev Esc Enf USP, v.35, n. 1, p. 28-34, mar. 2001.
Número: 92 / Publicado em 26/09/2010 - 10:11

O fen√īmeno das intera√ß√Ķes medicamentosas constitui na atualidade um dos temas mais importantes da farmacologia, para a pr√°tica cl√≠nica dos profissionais da sa√ļde. O uso concomitante de v√°rios medicamentos, enquanto estrat√©gia terap√™utica, e o crescente n√ļmero destes agentes no mercado s√£o alguns dos fatores que contribuem para ampliar os efeitos ben√©ficos da terapia, mas que tamb√©m possibilitam a interfer√™ncia m√ļtua de a√ß√Ķes farmacol√≥gicas podendo resultar em altera√ß√Ķes dos efeitos desejados. Este artigo, de revis√£o, tem por objetivos rever os princ√≠pios farmacol√≥gicos relacionados aos mecanismos das intera√ß√Ķes medicamentosas; descrever as classes dos medicamentos interativos, os grupos de pacientes expostos ao risco e sugerir medidas pr√°ticas para a equipe de enfermagem, no intuito de prevenir a ocorr√™ncia de rea√ß√Ķes adversas decorrentes de intera√ß√Ķes fortuitas.

Abrir arquivo em PDF

Aten√ß√£o Farmac√™utica na Preven√ß√£o de Intera√ß√Ķes Medicamentosas em Hipertensos.

Moreno AH, Nogueira EP, Perez MPMS, Lima LRO.
Rev Inst Ci√™nc Sa√ļde. 2007;25(4):373-7.
Número: 91 / Publicado em 26/09/2010 - 10:12

O uso concomitante de v√°rios medicamentos tem como objetivo a tentativa de que o tratamento seja eficaz e satisfat√≥rio. Por√©m, surge a possibilidade de interfer√™ncia m√ļtua de a√ß√Ķes e modifica√ß√£o dos efeitos terap√™uticos, no sentido de aumentar ou diminuir a efic√°cia terap√™utica e ainda acentuar ou atenuar os fen√īmenos indesej√°veis dos medicamentos, principalmente em indiv√≠duos idosos e portadores de doen√ßas cr√īnicas, como hipertens√£o arterial e diabetes. O objetivo do presente trabalho foi analisar poss√≠veis intera√ß√Ķes medicamentosas em pacientes idosos e hipertensos residentes no munic√≠pio de Araraquara-SP.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
14/09/2020
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter