Profissionais: 7137
Prontuários: 513755

Protocolos/Algoritmos/Diretrizes/Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

Manejo da Asma Aguda em Adultos na Sala de Emergência: Evidências Atuais.

Dalcin, Paulo de Tarso Roth; Perin, Christiano
Rev Assoc Med Bras;55(1): 82-88, 2009.
Número: 636 / Publicado em 18/06/2012 - 19:32

Asma √© uma doen√ßa com uma alta preval√™ncia em nosso meio e ao redor do mundo. Embora novas op√ß√Ķes terap√™uticas tenham sido recentemente desenvolvidas, parece haver um aumento mundial na sua morbidade e mortalidade. Em muitas institui√ß√Ķes, as exacerba√ß√Ķes asm√°ticas ainda se constituem em uma emerg√™ncia m√©dica muito comum. As evid√™ncias t√™m demonstrado que o manejo da asma aguda na sala de emerg√™ncia concentra decis√Ķes cruciais que podem determinar o desfecho desta situa√ß√£o cl√≠nica. Nesta revis√£o, enfocaremos a avalia√ß√£o e o tratamento do paciente com asma aguda na sala de emerg√™ncia, descrevendo uma estrat√©gia apropriada para o seu manejo.

Abrir arquivo em PDF

I Consenso Brasileiro de Ecoendoscopia.

Maluf-Filho F, Dotti CM, Farias AQ, Kupski C, Chaves DM, Artifon E, et al.
Arq. Gastroenterol. vol.44 no.4 S√£o Paulo Oct./Dec. 2007
Número: 635 / Publicado em 18/06/2012 - 19:33

Ainda que se reconhe√ßa a efici√™ncia da ecoendoscopia para o diagn√≥stico e at√© mesmo para o tratamento de v√°rias doen√ßas do aparelho digestivo, a sua inclus√£o nos algoritmos de decis√£o cl√≠nica em gastroenterologia tem sofrido restri√ß√Ķes. Este fato √© comprovado indiretamente atrav√©s da exist√™ncia de v√°rios estudos que se preocuparam em demonstrar o impacto do exame ecoendosc√≥pio na mudan√ßa de condutas e na redu√ß√£o de custos. Outra evid√™ncia, esta direta e identific√°vel em nosso meio, √© a disponibilidade bastante limitada da ecoendoscopia no Brasil.

Abrir arquivo em PDF

Erros Medicamentosos em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal.

Lerner RB et al.
J Pediatr (Rio J);84(2): 166-170, Mar.-Apr. 2008.
Número: 634 / Publicado em 18/06/2012 - 19:35

A incid√™ncia de erros no cuidado de rec√©m-nascidos de alto risco √© elevada. Deve-se incentivar estrat√©gias para melhorar a educa√ß√£o de profissionais da sa√ļde envolvidos no cuidado e o desenvolvimento da cultura local, divulgando algoritmos claros e acess√≠veis para orientar o comportamento quando h√° ocorr√™ncia de erros.

Abrir arquivo em PDF

Aliança Internacional dos Comitês de Ressuscitação (ILCOR): Papel nas Novas Diretrizes de Ressuscitação Cardiopulmonar e Cuidados Cardiovasculares de Emergência 2005-2010.

Timerman, Sergio et al.
Arq. Bras. Cardiol. 2006, vol.87, n.5, pp. e201-e208.
Número: 633 / Publicado em 18/06/2012 - 19:36

A doen√ßa isqu√™mica do cora√ß√£o √© a principal causa de morte no mundo. A morte s√ļbita √© respons√°vel por mais de 60% das 335 mil mortes anuais estimadas de doen√ßas coronarianas, nos Estados Unidos. A maior parte das v√≠timas morre fora do hospital sem receber as interven√ß√Ķes descritas nesta publica√ß√£o.

Abrir arquivo em PDF

Episiotomia Seletiva: Avanços Baseados em Evidências.

Carvalho, Cynthia Coelho Medeiros de; Souza, Alex Sandro Rolland; Moraes Filho, Olímpio Barbosa.
Femina;38(5)maio 2010.
Número: 632 / Publicado em 18/06/2012 - 19:37

A realização de episiotomia de forma rotineira foi, durante muitos anos, um grande exemplo de prática médica adotada sem base em estudos clínicos bem conduzidos. Permanece como o segundo procedimento mais comum em obstetrícia, tendo como objetivos prevenir severos danos perineais nas mulheres submetidas ao parto normal, assim como reduzir o período expulsivo. Contudo, vários ensaios clínicos randomizados bem controlados foram publicados contestando essas verdades, além de fornecer evidências de nível I.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo para Tratamento de Raiva Humana no Brasil.

Departamento de Vigil√Ęncia Epidemiol√≥gica - Secretaria de Vigil√Ęncia em Sa√ļde, Minist√©rio da Sa√ļde, Bras√≠lia-DF, Brasil
Epidemiol. Serv. Sa√ļde v.18 n.4 Bras√≠lia dez. 2009
Número: 630 / Publicado em 18/06/2012 - 19:50

A raiva √© uma encefalite viral aguda, transmitida por mam√≠feros com letalidade de aproximadamente 100%, considerada um problema de sa√ļde p√ļblica, principalmente em pa√≠ses em desenvolvimento. Em 2004, nos Estados Unidos, foi feito o primeiro relato, na literatura internacional, de cura da raiva em paciente que n√£o recebeu vacina. Nesse caso, foi realizado um tratamento baseado na utiliza√ß√£o de antivirais e seda√ß√£o profunda, denominado de Protocolo de Milwaukee. Em 2008, no Brasil, na Unidade de Terapia Intensiva do Servi√ßo de Doen√ßas Infecciosas do Hospital Universit√°rio Oswaldo Cruz da Universidade de Pernambuco, em Recife-PE, um tratamento semelhante ao utilizado na paciente norteamericana foi aplicado em um jovem de 15 anos de idade, mordido por um morcego hemat√≥fago, tendo como resultados a elimina√ß√£o viral (clearance viral) e a recupera√ß√£o cl√≠nica.

Abrir arquivo em PDF

Abordagem das Les√Ķes de Tend√Ķes Flexores na Zona II.

Fukushima, Walter Yoshinori; Fujiki, Edison Noboru; Ruggiero, Gustavo Mantovani; Cho, √Ālvaro Baik; Aita, M√°rcio Aur√©lio; Abdouni, Yussef Ali
Arq. bras. ci√™nc. sa√ļde;35(1)jan.-abr. 2010.
Número: 629 / Publicado em 18/06/2012 - 19:51

A restaura√ß√£o de les√Ķes nos tend√Ķes flexores da zona II √© um procedimento dif√≠cil devido √† sua complexidade anat√īmica, facilidade de formar ader√™ncias e dificuldade de estabelecer protocolos de reabilita√ß√£o que reduzam o n√ļmero de rupturas. O objetivo deste trabalho foi atualizar o tratamento cir√ļrgico das les√Ķes nos tend√Ķes flexores da zona II.

Abrir arquivo em PDF

Métodos Farmacológicos de Indução do Trabalho de Parto: Qual o melhor?

Souza, Alex Sandro Rolland; Amorim, Melania Maria Ramos; Noronha Neto, Carlos.
Femina;38(5)maio 2010.
Número: 628 / Publicado em 18/06/2012 - 19:13

A indu√ß√£o do parto consiste em estimular artificialmente as contra√ß√Ķes uterinas coordenadas e efetivas antes de seu in√≠cio espont√Ęneo, levando ao desencadeamento do trabalho de parto em mulheres que ultrapassaram a 22¬™ semana de gravidez. A antecipa√ß√£o do parto pode ser necess√°ria em diversas situa√ß√Ķes obst√©tricas, como gesta√ß√£o prolongada, diabetes, ruptura prematura das membranas e pr√©-ecl√Ęmpsia. Estima-se que mais de 15% de todas as gestantes apresentem alguma indica√ß√£o de indu√ß√£o do parto.

Abrir arquivo em PDF

Como o Anestesiologista pode Contribuir para a Preven√ß√£o de Infec√ß√£o no Paciente Cir√ļrgico.

Ferreira, Fabiana Aparecida Penachi Bosco; Marin, Maria Ligia Gomes; Strabelli, T√Ęnia Mara V; Carmona, Maria Jos√© Carvalho.
Rev Bras Anestesiol;59(6): 756-766, nov.-dez. 2009.
Número: 627 / Publicado em 18/06/2012 - 19:14

O paciente cir√ļrgico com infec√ß√£o hospitalar, al√©m de aumentar os custos hospitalares, pode n√£o recuperar sua condi√ß√£o pr√©via e at√© morrer. Al√©m dos riscos individuais bem estabelecidos, o desenvolvimento de infec√ß√£o p√≥soperat√≥ria depende do procedimento a que ser√° submetido, das condi√ß√Ķes hospitalares e do cirurgi√£o. Apesar de haver muitos protocolos visando o controle da infec√ß√£o, falta padroniza√ß√£o de interven√ß√Ķes intraoperat√≥rias visando a otimiza√ß√£o desse paciente.

Abrir arquivo em PDF

Evolu√ß√£o das Altera√ß√Ķes e Atualiza√ß√Ķes do Protocolo 2007 da American Heart Association para Preven√ß√£o da Endocardite Infecciosa.

Siviero, Marcelo; Kanegane, Kazue; Bispo, Carina Gisele Costa; Tortamano, Isabel Peixoto; Armonia, Paschoal Laércio.
Rev. Inst. Ci√™nc. Sa√ļde;27(2)abr.-jun. 2009.
Número: 626 / Publicado em 18/06/2012 - 19:15

Determinados procedimentos odontol√≥gicos podem causar bacteremia transit√≥ria. Pacientes com condi√ß√Ķes card√≠acas de risco podem desenvolver endocardite infecciosa. H√° d√©cadas a American Heart Association (AHA) estabelece recomenda√ß√Ķes sobre procedimentos odontol√≥gicos e condi√ß√Ķes card√≠acas de risco para endocardite, as quais devem receber profilaxia antibi√≥tica. O prop√≥sito desta revis√£o foi descrever a evolu√ß√£o das altera√ß√Ķes e divulgar as novas recomenda√ß√Ķes da AHA para a preven√ß√£o da endocardite infecciosa, publicadas em 2007.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
14/09/2020
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter