Profissionais: 7152
Prontuários: 522055

Protocolos/Algoritmos/Diretrizes/Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

Recomendações sobre Diagnóstico e Tratamento da Espondilite Anquilosante (EA).

Sampaio-Barros, Percival Degrava et al.
Rev. Bras. Reumatol. 2013, vol.53, n.3, pp. 242-257.
Número: 2763 / Publicado em 22/10/2013 - 09:10

Em 2009, especialistas do grupo ASAS (Assessment on SpondyloArthritis International Society) propuseram a troca do nome do grupo para espondiloartrites (EpA), enfatizando os componentes axial ("espondilo") e periférico ("artrite") das doenças do grupo. Entre as doenças do grupo das EpA, sem dúvida a EA é a mais frequente e aquela que mais bem representa o conjunto das manifestações clássicas das EpA.

Abrir arquivo em PDF

Recomendações sobre Diagnóstico e Tratamento da Esclerose Sistêmica.

Sampaio-Barros, Percival Degrava et al
Rev. Bras. Reumatol. 2013, vol.53, n.3, pp. 258-275.
Número: 2762 / Publicado em 22/10/2013 - 09:06

A esclerose sistêmica (ES) é uma doença crônica do tecido conjuntivo caracterizada por manifestações ligadas à fibrose e disfunção vascular da pele e dos órgãos internos. Acredita-se que sua prevalência possa variar entre 30 e 300 indivíduos acometidos por milhão de pessoas adultas.

Abrir arquivo em PDF

Recomendações sobre Diagnóstico e Tratamento da Artrite Psoriásica.

Carneiro, Sueli et al.
Rev. Bras. Reumatol. 2013, vol.53, n.3, pp. 227-241.
Número: 2761 / Publicado em 22/10/2013 - 09:01

A psoríase cutânea é uma doença bastante frequente, podendo acometer 1-3% da população. Dentre as manifestações extracutâneas da psoríase, a artrite psoriásica (AP) é a mais frequente, afetando 8-42% dos pacientes psoriásicos. O quadro articular (artrite, entesite e/ou dactilite) pode cursar com significativa limitação funcional dos indivíduos acometidos. Por isso, seu diagnóstico precoce é importante para o estabelecimento de estratégias terapêuticas eficientes.

Abrir arquivo em PDF

Religião como um Fator Protetor para o Uso de Dogas entre Universitários Brasileiros: um estudo nacional

CISA - Centro de Informações sobre Saúde e Álcool
http://www.cisa.org.br
Número: 2760 / Publicado em 22/10/2013 - 08:05

Pesquisa aponta que universitários brasileiros que praticam religião são menos propensos a consumir bebidas alcoólicas e outras drogas do que aqueles que não praticam.

Abrir arquivo em PDF

Compreendendo o Uso de Álcool entre Universitários Brasileiros

CISA - Centro de Informações sobre Saúde e Álcool
http://www.cisa.org.br
Número: 2759 / Publicado em 22/10/2013 - 08:06

Dados do I Levantamento Nacional sobre o Uso de Álcool, Tabaco e Outras Drogas entre Universitários das 27 Capitais Brasileiras revelam como os universitários bebem e o quanto têm se exposto a comportamentos de risco.

Abrir arquivo em PDF

Malária - Tratamento com Coartem

Fundação de Vigilância em Saúde
Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas - 2007
Número: 2758 / Publicado em 16/09/2013 - 09:13

Tratamento, inclusive tratamento de emergência, de crianças e recém-nascidos com infecções agudas e sem complicações devido ao Plasmodium falciparum ou infecções mistas que incluem esse patógeno. Como Coartem® é eficaz contra cepas de P. falciparum sensíveis e resistentes a medicamentos, também se recomenda contra malária adquirida em regiões onde os parasitas são resistentes a outros antimaláricos.

Abrir arquivo em PDF

Antimicrobianos na Prática Clínica Pediátrica

Lincoln Marcelo S. Freire
Sociedade Brasileira de Pediatria
Número: 2757 / Publicado em 29/08/2013 - 10:50

O objetivo desse fascículo é proporcionar um conhecimento maior dessas dermatoses. Para tanto, serão enfocados os agentes envolvidos nas piodermites e na acne, proporcionando, assim, uma escolha terapêutica adequada do antimicrobiano. A indicação dos antibióticos será relatada de forma prática, já que as classes dos antibióticos foram bem estudadas nos fascículos anteriores. Atenção especial será dada aos antibióticos tópicos, já que esse uso é quase exclusivo das doenças cutâneas e tais antibióticos ainda não foram descritos nos fascículos anteriores.

Abrir arquivo em PDF

Dermatite Seborréica

Ana Luisa Sobral Bittencourt Sampaio, Thiago Jeunon de Sousa Vargas, Amanda Pedreira Nunes, Ângela Cristina Akel Mameri, Marcia Ramos-e-Silva, Sueli Coelho da Silva Carneiro.
An Bras Dermatol. 2011;86(6):1061-74.
Número: 2755 / Publicado em 29/08/2013 - 09:54

A dermatite seborreica é uma doença eritêmato-descamativa de caráter crônico-recidivante que acomete entre 1 e 3% da população geral dos Estados Unidos. Possui dois picos de incidência - o primeiro, durante os três primeiros meses de vida, e o segundo, a partir da puberdade, atingindo seu ápice entre os 40 e 60 anos de idade. Os indivíduos HIV positivos têm maior prevalência da doença, que apresenta maior intensidade e tendência à refratariedade ao tratamento. Doenças neurológicas e outras doenças crônicas também estão associadas ao desenvolvimento da dermatite seborreica.

Abrir arquivo em PDF

Condiloma Acuminado em Crianças e Adolescentes

Marta Francis Benevides Rehme, Newton Sérgio de Carvalho, Mauro Fernando Kürten Ihlenfeld, Ana Carolina Silva Chuery
RBGO - v. 20, nº 7, 1998
Número: 2754 / Publicado em 29/08/2013 - 09:43

A freqüência de crianças infectadas pelos papilomavírus humano (HPV) tem aumentado e parece ser relacionado ao aumento da incidência de condiloma em adultos. O abuso sexual tem sido considerado o principal modo de transmissão e alguns autores consideram que a simples presença de condiloma em crianças pode ser um indicativo de que esteja havendo abuso sexual.

Abrir arquivo em PDF

Candidíase

Leonardo S Barbedo & Diana BG Sgarbi
DST - J Bras Doenças Sex Transm 2010: 22(1): 22-38
Número: 2753 / Publicado em 29/08/2013 - 09:36

A candidíase ou candidose é uma micose oportunista primária ou secundária, endógena ou exógena, reconhecida como doença sexualmente transmissível (DST), causada por leveduras do gênero Candida. As lesões podem variar de superficiais a profundas; brandas, agudas ou crônicas; envolvendo diversos sítios, tais como boca, garganta, língua, pele, couro cabeludo, genitálias, dedos, unhas e por vezes órgãos internos. Espécies desse gênero residem como comensais fazendo parte da microbiota normal do trato digestório de 80% dos indivíduos sadios.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
14/09/2020
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter