Profissionais: 7137
Prontuários: 513715

Protocolos/Algoritmos/Diretrizes/Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

Infecção de Trato Urinário

Hospital S√£o Luiz - S√£o Paulo
http://www.saoluiz.com.br/Area_medica/paginas/Protocolos_medicos.aspx
Número: 2625 / Publicado em 01/01/2013 - 22:37

Algoritmo de investigação.

Abrir arquivo em PDF

Infecção Puerperal

Hospital S√£o Luiz - S√£o Paulo
http://www.saoluiz.com.br/Area_medica/paginas/Protocolos_medicos.aspx
Número: 2624 / Publicado em 01/01/2013 - 22:37

√Č aquela que se origina do aparelho genital ap√≥s parto recente. O conceito de infec√ß√£o puerperal deve ser complementado com o de morbidade febril puerperal pela dificuldade de caracterizar a infec√ß√£o que ocorre logo ap√≥s o parto.

Abrir arquivo em PDF

Infecção Neonatal por Herpes Simples

Hospital S√£o Luiz - S√£o Paulo
http://www.saoluiz.com.br/Area_medica/paginas/Protocolos_medicos.aspx
Número: 2623 / Publicado em 01/01/2013 - 22:38

A transmiss√£o do v√≠rus herpes da m√£e para o feto ou rec√©mnascido (RN) ocorre: ‚ÄĘ Por infec√ß√£o genital materna durante a passagem do feto pelo canal de parto, por via ascendente, por via transplacent√°ria ‚ÄĘ Atrav√©s de infec√ß√£o n√£o genital da m√£e ou do pai localizada na boca, nas m√£os ou nos mamilos ‚ÄĘ Por contato com outros portadores de les√Ķes vesiculosas herp√©ticas

Abrir arquivo em PDF

Infecção Neonatal

Hospital S√£o Luiz - S√£o Paulo
http://www.saoluiz.com.br/Area_medica/paginas/Protocolos_medicos.aspx
Número: 2622 / Publicado em 01/01/2013 - 22:39

A aplica√ß√£o deste protocolo inclui a descri√ß√£o de 2 conceitos: ‚ÄĘ Risco de infec√ß√£o de origem materna ‚ÄĘ ‚ÄúScreening‚ÄĚ infeccioso

Abrir arquivo em PDF

Indução do Parto

Hospital S√£o Luiz - S√£o Paulo
http://www.saoluiz.com.br/Area_medica/paginas/Protocolos_medicos.aspx
Número: 2621 / Publicado em 01/01/2013 - 22:39

Desencadear contra√ß√Ķes uterinas efetivas, por meio de m√©todos espec√≠ficos, antes do deflagrar espont√Ęneo. Usada em pacientes fora de trabalho de parto.

Abrir arquivo em PDF

Indica√ß√Ķes do Ecocardiograma fetal

Hospital S√£o Luiz - S√£o Paulo
http://www.saoluiz.com.br/Area_medica/paginas/Protocolos_medicos.aspx
Número: 2620 / Publicado em 01/01/2013 - 22:38

Momento adequado para realiza√ß√£o ‚ÄĘ Idade gestacional indicada de 18 semanas a 34 semanas. O ideal √© realizar o ecocardiograma de 24 semanas a 28 semanas ‚ÄĘ Seguir com reavalia√ß√Ķes peri√≥dicas quando apresentar exame alterado ou exame inconclusivo

Abrir arquivo em PDF

Imunização do Recém-Nascido e Palivizumabe

Hospital S√£o Luiz - S√£o Paulo
http://www.saoluiz.com.br/Area_medica/paginas/Protocolos_medicos.aspx
Número: 2619 / Publicado em 01/01/2013 - 22:39

Os recém-nascidos (RN) prematuros < 37 semanas e os RN com peso < 2.500 g podem receber as vacinas para a mesma idade cronológica recomendadas de rotina para o termo. Durante o período de internação do RN Prematuro na UTI Neonatal e/ou Semi-Intensiva, indicamos as vacinas segundo o esquema descrito abaixo:

Abrir arquivo em PDF

Icterícia Neonatal

Hospital S√£o Luiz - S√£o Paulo
http://www.saoluiz.com.br/Area_medica/paginas/Protocolos_medicos.aspx
Número: 2618 / Publicado em 01/01/2013 - 22:40

A icterícia ou hiperbilirrubinemia é alteração frequente no período neonatal. Em geral, é decorrente do aumento da bilirrubina indireta (BI), apresenta evolução favorável e benigna. A icterícia por aumento da fração direta é menos frequente e não será discutida neste capítulo. Apesar de a maioria dos recém-nascidos (RN) apresentarem evolução benigna, alguns podem desenvolver a encefalopatia bilirrubínica (Kernicterus).

Abrir arquivo em PDF

HIV e Gestação

Hospital S√£o Luiz - S√£o Paulo
http://www.saoluiz.com.br/Area_medica/paginas/Protocolos_medicos.aspx
Número: 2617 / Publicado em 01/01/2013 - 22:38

Solicitar sorologia na 1¬™ consulta pr√©-natal; se negativa, repetir no 3¬ļ trimestre. O diagn√≥stico √© feito diante de 2 testes tipo ELISA (que detecta anticorpos para HIV1+ e HIV2+), confirmados por meio do Western Blot (ou de imunofluoresc√™ncia indireta), em nova amostra de sangue.

Abrir arquivo em PDF

Hipotens√£o Arterial

Hospital S√£o Luiz - S√£o Paulo
http://www.saoluiz.com.br/Area_medica/paginas/Protocolos_medicos.aspx
Número: 2616 / Publicado em 01/01/2013 - 22:40

√Č definida como a press√£o arterial (PA) < percentil 5 ou 10 (< P5 ou P10) para idade gestacional (IG) e p√≥s-natal. Os percentis referidos s√£o baseados em valores normativos populacionais. Por essa defini√ß√£o, 50% dos rec√©m-nascidos de muito baixo peso (MBP) t√™m hipotens√£o arterial. N√≥s utilizamos o percentil 10 ou a IG para caracterizar a hipotens√£o arterial.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
14/09/2020
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter