Profissionais: 7152
Prontuários: 520352

Protocolos/Algoritmos/Diretrizes/Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

Parte IV ‚Äď Protocolos de Trauma: Trauma Pedi√°trico (Cap√≠tulo 113).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Sa√ļde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 873 / Publicado em 12/03/2012 - 11:04

O traumatismo da cabe√ßa √© a causa mais comum de √≥bito ap√≥s trauma em pacientes pedi√°trico. As les√Ķes da cabe√ßa s√£o mais frequentes na crian√ßa devido ao tamanho e peso desta em rela√ß√£o ao corpo. As crian√ßascostumam apresentar um progn√≥stico melhor do que adultos com o mesmo grau de les√£o e a recupera√ß√£o pode ser completa mesmo em pacientes com les√Ķes graves. O traumatismo de abdome representa a segunda causa de √≥bito ap√≥s trauma em pacientes pedi√°tricos. Sua principal manifesta√ß√£o √© o choque hemorr√°gico causado pela rotura do f√≠gado e do ba√ßo. Estes org√£os s√£o menos protegidos pelas costelas e s√£o relativamente maiores em crian√ßas.

Abrir arquivo em PDF

Parte IV ‚Äď Protocolos de Trauma: Trauma na Gravidez (Cap√≠tulo 112).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Sa√ļde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 872 / Publicado em 12/03/2012 - 11:04

A incid√™ncia de traumatismos durante o per√≠odo gestacional vem aumentando nos √ļltimos anos. As causas mais comuns s√£o: acidentes automobil√≠sticos, atropelamentos e outros tipos de agress√£o. O trauma √© a principal causa n√£o-obst√©trica de mortalidade maternofetal. Cerca de 80% das gestantes com choque hemorr√°gico tem morte do feto.

Abrir arquivo em PDF

Parte IV ‚Äď Protocolos de Trauma: Traumatismo de Abdome (Cap√≠tulo 111).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Sa√ļde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 871 / Publicado em 12/03/2012 - 11:04

Causa 50% das mortes evit√°veis por trauma. Dependendo da integridade da parede abdominal √© classificado em fechado e penetrante. Os traumatismos abdominais fechados s√£o cinco vezes mais frequentes que os penetrantes. A principal complica√ß√£o no ambiente pr√©-hospitalar √© a les√£o de v√≠sceras maci√ßas e estruturas vasculares, causando o choque hipovol√™mico. A les√£o de v√≠sceras ocas leva a peritonite, mas as manifesta√ß√Ķes cl√≠nicas s√£o tardias ocorrendo geralmente no hospital.

Abrir arquivo em PDF

Parte IV ‚Äď Protocolos de Trauma: Atendimento ao Grande Queimado (Cap√≠tulo 110).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Sa√ļde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 870 / Publicado em 12/03/2012 - 11:04

As queimaduras podem ser classificadas quanto a etiologia em: t√©rmicas, el√©tricas, qu√≠micas e por radia√ß√£o. A classifica√ß√£o da gravidade da queimadura √© essencial para determinar a indica√ß√£o de admiss√£o em centro de queimados, guiar a ressuscita√ß√£o inicial e estabelecer o progn√≥stico. A gravidade da queimadura depende de uma s√©rie de fatores: etiologia, profundidade, extens√£o, localiza√ß√£o, idade da v√≠tima e comorbidades. √Č importante que o socorrista saiba que a queimadura n√£o √© uniforme e que existem v√°rios graus de profundidade em um mesma les√£o.

Abrir arquivo em PDF

Parte IV ‚Äď Protocolos de Trauma: Afogamento (Cap√≠tulo 109).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Sa√ļde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 869 / Publicado em 12/03/2012 - 11:05

√Č definido como a sufoca√ß√£o ap√≥s imers√£o em meio l√≠quido. Complica√ß√Ķes: hipoxemia causada por asfixia ou pela les√£o pulmonar aguda, hipotermia, arritmias card√≠acas decorrentes de hipoxemia e aspira√ß√£o pulmonar de √°gua polu√≠da ou contaminada. A associa√ß√£o com traumatismos, especialmente de coluna vertebral, √© encontrada em afogamento ap√≥s mergulho em √°gua rasa ou ap√≥s queda n√£o intencional na √°gua. Afogamento secund√°rio a mal s√ļbito (epilepsia, arritmias card√≠acas) ou intoxica√ß√£o ex√≥gena.

Abrir arquivo em PDF

Parte IV ‚Äď Protocolos de Trauma: Hipotermia (Cap√≠tulo 108).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Sa√ļde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 868 / Publicado em 12/03/2012 - 11:05

√Č a redu√ß√£o da temperatura corporal, que ocorre geralmente ap√≥s exposi√ß√£o a baixas temperaturas. √Č mais comum em idosos, crian√ßas, desnutridos, pacientes com traumatismos de medula espinhal, grandes queimados, indiv√≠duos inconscientes e alcoolizados. Pode ser classificada em leve, moderada e grave, de acordo com a temperatura corporal. A imers√£o em l√≠quidos com temperatura baixa acelera muito a perda de calor.

Abrir arquivo em PDF

Parte IV ‚Äď Protocolos de Trauma: Interma√ß√£o (Cap√≠tulo 107).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Sa√ļde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 867 / Publicado em 12/03/2012 - 11:05

A interma√ß√£o √© uma causa de hipertermia decorrente da dificuldade do corpo em se resfriar adequadamente num ambiente com calor excessivo. √Č uma emerg√™ncia cl√≠nica com alto risco de morte. O diagn√≥stico e, consequentemente, o in√≠cio do tratamento precoces podem melhorar o progn√≥stico. Pode estar relacionada ou n√£o a atividade f√≠sica. Esta √ļltima √© conhecida como forma cl√°ssica e geralmente afeta pacientes com condi√ß√Ķes m√©dicas que impe√ßam o resfriamento e desta forma, n√£o h√° mecanismo de prote√ß√£o ao calor do ambiente. Pode ocorrer, por exemplo, em rec√©m-nascidos ou em idosos, ou em pacientes com dist√ļrbios neurol√≥gicos, mentais ou cardiopulmonares graves.

Abrir arquivo em PDF

Parte IV ‚Äď Protocolos de Trauma: Tamponamento Card√≠aco (Cap√≠tulo 106).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Sa√ļde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 866 / Publicado em 12/03/2012 - 11:06

Geralmente ocorre após trauma penetrante de tórax, mas pode ocorrer no trauma fechado. Devido ao pericárdio ser uma estrutura não elástica, a hemorragia intrapericárdica restringe o enchimento diastólico de ambos os ventrículos.

Abrir arquivo em PDF

Parte IV ‚Äď Protocolos de Trauma: T√≥rax Inst√°vel (Cap√≠tulo 105).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Sa√ļde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 865 / Publicado em 12/03/2012 - 11:06

Ocorre quando tr√™s costelas adjacentes est√£o fraturadas no m√≠nimo em dois pontos. O resultado √© a perda da continuidade da parede tor√°cica com a separa√ß√£o de um segmento. Geralmente ocorre na parede anterior ou lateral do t√≥rax, sendo rara na posterior pois a musculatura estabiliza o segmento. Complica√ß√Ķes: hipoxemia causada contus√£o pulmonar. O paciente tamb√©m tem risco elevado de desenvolver pneumot√≥rax ou hemot√≥rax.

Abrir arquivo em PDF

Parte IV ‚Äď Protocolos de Trauma: Contus√£o Mioc√°rdica (Cap√≠tulo 104).

Fernando Suarez Alvarez, Marcelo Dominguez Canetti, Wilson Braz Corrêa Filho, Danielle Borghi
Secretaria de Sa√ļde e Defesa Civil - Governo do Rio de Janeiro - 2010
Número: 864 / Publicado em 12/03/2012 - 11:06

O traumatismo fechado de t√≥rax pode produzir les√£o card√≠aca de intensidade vari√°vel. As consequ√™ncias podem ser: dist√ļrbios no sistema de condu√ß√£o, arritmias, redu√ß√£o do d√©bito card√≠aco, tamponamento card√≠aco, ruptura de mioc√°rdio ou v√°lvulas. Suspeitar quando a v√≠tima apresenta contus√£o ou fratura esternal ou mecanismo de les√£o compat√≠vel.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
14/09/2020
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter