Profissionais: 7220
Prontuários: 595108

Protocolos/Algoritmos/Diretrizes/Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas - Angioedema

Secretaria de Aten√ß√£o √† Sa√ļde
Minist√©rio da Sa√ļde
Número: 191 / Publicado em 16/06/2012 - 20:48

O Angioedema Hereditário (AEH) é uma doença genética causada pela atividade deficiente do inibidor da C1 esterase (C1INH). O Angioedema Adquirido (AEA) ocorre por redução do C1INH decorrente da sua clivagem por autoanticorpos ou por uma anormalidade estrutural do C1-INH levando à sua ligação com a albumina, formando complexos inativos e o consumo excessivo desta serinoprotease. O diagnóstico diferencial entre o AEH e AEA pode ser feito através da dosagem da fração C1q do complemento, a qual se encontra reduzida no AEA.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas - Osteodistrofia Renal

Secretaria de Aten√ß√£o √† Sa√ļde
Minist√©rio da Sa√ļde
Número: 190 / Publicado em 16/06/2012 - 20:49

A insufici√™ncia renal cr√īnica (IRC) leva a altera√ß√Ķes no metabolismo √≥sseo, com progress√£o destas altera√ß√Ķes com o decl√≠nio da fun√ß√£o renal. Os n√≠veis de c√°lcio e f√≥sforo e de seus horm√īnios reguladores, horm√īnio da paratire√≥ide (PTH) e calcitriol, s√£o alterados por m√ļltiplos fatores, mas principalmente pela diminui√ß√£o da elimina√ß√£o renal do f√≥sforo com conseq√ľente hiperfosfatemia, pela diminui√ß√£o da produ√ß√£o do calcitriol pelo rim e pela hipocalcemia resultante destes dois processos.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas - Insuficiência Pancreática Exócrina

Secretaria de Aten√ß√£o √† Sa√ļde
Minist√©rio da Sa√ļde
Número: 189 / Publicado em 16/06/2012 - 20:50

A digest√£o e absor√ß√£o dos alimentos ingeridos s√£o processos complexos que envolvem pelo menos 3 fases. A primeira √© a fase luminal, em que os alimentos s√£o digeridos na luz do tubo digestivo por enzimas presentes em secre√ß√Ķes ou na borda em escova do epit√©lio intestinal. A segunda fase √© a absortiva, em que h√° fluxo dos nutrientes da luz do tubo digestivo para o meio interno. Na terceira fase os nutrientes alcan√ßam a circula√ß√£o sangu√≠nea. O p√Ęncreas exerce papel fundamental na fase luminal da digest√£o, pois secreta para a luz intestinal diversas enzimas fundamentais para essa fase. Existe grande reserva funcional, sendo que a m√° absor√ß√£o de gordura e prote√≠nas n√£o √© aparente at√© que haja uma diminui√ß√£o para menos de 10% na fun√ß√£o pancre√°tica ex√≥crina. A principal causa de defici√™ncia pancre√°tica ex√≥crina n√£o gen√©tica √© a pancreatite cr√īnica. Outras causas menos frequentes s√£o os tumores pancre√°ticos, quando causam obstru√ß√£o do ducto pancre√°tico, e as pancreatectomias totais ou subtotais.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas - Hipotireoidismo Congênito

Secretaria de Aten√ß√£o √† Sa√ļde
Minist√©rio da Sa√ļde
Número: 188 / Publicado em 16/06/2012 - 20:51

O hipotireoidismo cong√™nito tem incid√™ncia vari√°vel, ocorrendo de 1:1.800 a 1:10.000 nascidos-vivos, na Gr√©cia e na Fran√ßa, respectivamente. No Brasil, a incid√™ncia relatada de aproximadamente 1 caso para cada 2.500 nascidos-vivos. Nas regi√Ķes n√£o deficientes em iodo (como no Brasil), as principais causas de hipotireoidismo cong√™nito s√£o: ectopia tireoideana (em torno de 60%), agenesia tireoideana (em torno de 15%), e defici√™ncia na s√≠ntese hormonal (em torno de 15%). Os casos de hipotireoidismo cong√™nito central s√£o mais raros, ocorrendo em cerca de 1:25.000 - 1:100.000 nascidos vivos, sendo diagnosticados com base na aferi√ß√£o do T4 em conjunto com TSH.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas - Doença Falciforme

Secretaria de Aten√ß√£o √† Sa√ļde
Minist√©rio da Sa√ļde
Número: 187 / Publicado em 16/06/2012 - 20:52

A doen√ßa falciforme (DF) √© uma condi√ß√£o gen√©tica autoss√īmica recessiva decorrente de defeitos na estrutura da hemoglobina (Hb) associada ou n√£o a defeitos na sua s√≠ntese. As hemoglobinopatias decorrentes dos defeitos na estrutura da Hb s√£o mais frequentes em povos africanos, enquanto as talassemias decorrentes de defeitos na s√≠ntese da Hb, em povos do Mediterr√Ęneo, da √Āsia e da China. Apesar dessa predile√ß√£o √©tnica, a DF est√° presente em todos os continentes como consequ√™ncia das migra√ß√Ķes populacionais. No Brasil, que reconhecidamente apresenta uma das popula√ß√Ķes de maior heterogeneidade gen√©tica do mundo, a maior preval√™ncia da doen√ßa ocorre nas Regi√Ķes Norte e Nordeste.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas - Miastenia Gravis

Secretaria de Aten√ß√£o √† Sa√ļde
Minist√©rio da Sa√ļde
Número: 186 / Publicado em 16/06/2012 - 19:19

A Miastenia Gravis (MG) √© uma doen√ßa autoimune da por√ß√£o p√≥s-sin√°ptica da jun√ß√£o neuromuscular caracterizada por fraqueza flutuante que melhora com o repouso e piora com o exerc√≠cio, infec√ß√Ķes, menstrua√ß√£o, ansiedade, estresse emocional e gravidez. Tal fraqueza pode ser limitada a grupos musculares espec√≠ficos (i.e., m√ļsculos oculares, faciais, bulbares) ou ser generalizada. A crise miast√™nica √© definida por insufici√™ncia respirat√≥ria associada a fraqueza muscular grave.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas - Hiperplasia Adrenal Congênita

Secretaria de Aten√ß√£o √† Sa√ļde
Minist√©rio da Sa√ļde
Número: 185 / Publicado em 16/06/2012 - 19:21

A denomina√ß√£o hiperplasia adrenal cong√™nita (HAC) engloba um conjunto de s√≠ndromes transmitidas de forma autoss√īmica recessiva, que se caracterizam por diferentes defici√™ncias enzim√°ticas na s√≠ntese dos ester√≥ides adrenais. A incid√™ncia de HAC √© vari√°vel entre diferentes popula√ß√Ķes, com incid√™ncias da forma perdedora de sal variando de 1:280 a 1:42.000 nascidos-vivos.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas - Insuficiência Adrenal Primária (Doença de Addison)

Secretaria de Aten√ß√£o √† Sa√ļde
Minist√©rio da Sa√ļde
Número: 184 / Publicado em 16/06/2012 - 19:22

A insufici√™ncia adrenal prim√°ria (Doen√ßa de Addison) corresponde √† fal√™ncia do c√≥rtex da gl√Ęndula adrenal em produzir os horm√īnios cortisol e aldosterona. √Č uma condi√ß√£o pouco freq√ľente, com preval√™ncia entre 0,45-11,7 casos por 100.000 habitantes.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas - Hipoparatireoidismo

Secretaria de Aten√ß√£o √† Sa√ļde
Minist√©rio da Sa√ļde
Número: 183 / Publicado em 16/06/2012 - 19:23

Em seres humanos, o metabolismo do c√°lcio √© controlado pelas a√ß√Ķes diretas e indiretas do horm√īnio da paratire√≥ide (PTH) e da vitamina D sobre rins, trato digestivo e ossos. O PTH, uma mol√©cula de 84 amino√°cidos secretada pelas gl√Ęndulas paratire√≥ides, √© o principal horm√īnio no controle dos n√≠veis circulantes de c√°lcio. O Hipoparatireoidismo, caracterizado pela diminui√ß√£o da libera√ß√£o de PTH pelas paratire√≥ides, manifesta-se atrav√©s dos sinais e sintomas da hipocalcemia.

Abrir arquivo em PDF

Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas - Ictioses Hereditárias

Secretaria de Aten√ß√£o √† Sa√ļde
Minist√©rio da Sa√ļde
Número: 182 / Publicado em 16/06/2012 - 19:24

As ictioses são um grupo heterogêneo de doenças hereditárias ou adquiridas que tem como característica comum a diferenciação (cornificação) anormal da epiderme. O processo de cornificação é complexo e não completamente conhecido. Defeitos em diferentes passos e aspectos desse processo promovem um resultado similar: camada córnea anormal, descamação, eritema e hiperceratose.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
14/09/2020
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter