Profissionais: 7226
Prontuários: 604762

Protocolos/Algoritmos/Diretrizes/Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

Diretrizes do Diagnóstico e Tratamento do Angioedema Hereditário

Pedro Giavina-Bianchi, Alfeu T. França, Anete S. Grumach, Abílio A. Motta, Fátima R. Fernandes, Regis A. Campos, Solange O. Valle, Nelson A. Rosário, Dirceu Solé, Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia
Rev. bras. alerg. imunopatol. ‚Äď Vol. 33. N¬į 6, 2010
Número: 2399 / Publicado em 11/05/2012 - 09:02

O angioedema heredit√°rio (AEH) √© uma doen√ßa transmitida por heran√ßa autoss√īmica dominante, caracterizada pela defici√™ncia quantitativa e/ou funcional do inibidor de C1 (C1-INH), anteriormente designado como inibidor de C1 esterase, o que acarreta crises de edema, com acometimento de diversos √≥rg√£os.

Abrir arquivo em PDF

Anafilaxia - Reação Anafilática (RA)

Comissão Científica da SAESP e Associação Paulista de Alergologia.
Sociedade de Anestesiologia do Estado de S√£o Paulo - SAESP
Número: 2398 / Publicado em 11/05/2012 - 08:58

A rea√ß√£o anafil√°tica (RA) √© pouco freq√ľente. Devido √† sua raridade, n√£o h√° estudo controlado aleat√≥rio sobre esse assunto. Essas recomenda√ß√Ķes s√£o baseadas em relatos de casos e na an√°lise de s√©ries de casos acumulados em um registro centralizado em uma determinada regi√£o ou pa√≠s. No Brasil n√£o h√° estat√≠sticas confi√°veis quanto √† incid√™ncia de rea√ß√£o anafil√°tica durante anestesia, mas, considerando os dados internacionais, pode ser estimada uma incid√™ncia em torno de um caso para cada 8 a 16 mil anestesias.

Abrir arquivo em PDF

IV Diretrizes Brasileiras para o Manejo da Asma

Roberto Stirbulov, Luiz Ant√īnio G. Bernd, Dirceu Sol√©
Rev. bras. alerg. imunopatol. ‚Äď Vol. 29, N¬ļ 5, 2006
Número: 2396 / Publicado em 11/05/2012 - 08:47

A Diretriz aborda os mecanismos fisiopatológicos, diagnóstico, avaliação clínico-laboratorial, possibilidades terapêuticas disponíveis no momento e os programas de educação em asma.

Abrir arquivo em PDF

Alergia à Proteína do Leite de Vaca (APLV): uma Perspectiva Imunológica

Sílvio César Zeppone
Universidade Estadual Paulista ‚ÄúJ√ļlio de Mesquita Filho‚ÄĚ - Faculdade de Ci√™ncias Farmac√™uticas - Araraquara 2008
Número: 2395 / Publicado em 11/05/2012 - 08:43

A utilização do teste de desencadeamento aberto com leite de vaca, segundo o protocolo da Sociedade de Gastroenterologia, mostrou-se prático para o diagnóstico de APLV em lactentes no dia-a-dia de um consultório de pediatria.

Abrir arquivo em PDF

Alergia às Proteínas do Leite de Vaca (APLV)

Liliana Marlene Oliveira Teixeira
Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação - Universidade do Porto - 2010
Número: 2394 / Publicado em 11/05/2012 - 08:37

A alergia √†s prote√≠nas do leite de vaca √© uma reac√ß√£o de hipersensibilidade √†s prote√≠nas do leite de vaca, onde interv√™m mecanismos imunol√≥gicos e que pode incluir reac√ß√Ķes mediadas ou n√£o por IgE. A APLV √©, principalmente, uma doen√ßa da inf√Ęncia, sendo mais prevalente durante o primeiro ano de vida. Os sinais e sintomas s√£o, muitas vezes, dif√≠ceis de objectivar, sendo os sintomas cut√Ęneos (50-70%) e os gastrointestinais (50-60%) os mais frequentes.

Abrir arquivo em PDF

Algoritmo Integral del Melanoma

Mario A. Marini, Mariano G. Marini, Miguel A. Allevato
Act Terap Dermatol 2006; 29: 198
Número: 2393 / Publicado em 11/05/2012 - 08:25

El manejo del melanoma est√° consensuado internacionalmente y no puede desconocerse. Hemos dise√Īado un algoritmo integral de melanoma que iremos describiendo.

Abrir arquivo em PDF

Instrumentos de Avaliação de Qualidade de Vida (WHOQOL-BREF)

Grupo de Qualidade de Vida da Divis√£o de Sa√ļde Mental da OMS
Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde - WHO - 1998
Número: 2392 / Publicado em 08/05/2012 - 07:46

O Grupo de Qualidade de Vida da divis√£o de Sa√ļde Mental da OMS definiu qualidade de vida como "a percep√ß√£o do indiv√≠duo de sua posi√ß√£o na vida no contexto da cultura e sistema de valores nos quais ele vive e em rela√ß√£o aos seus objetivos, expectativas, padr√Ķes e preocupa√ß√Ķes" (WHOQOL GROUP, 1994). Dessa forma, diferentemente de outros instrumentos utilizados para avalia√ß√£o de qualidade de vida, este question√°rio baseia-se nos pressupostos de que qualidade de vida √© um construto subjetivo (percep√ß√£o do indiv√≠duo em quest√£o), multidimensional e composto por dimens√Ķes positivas (p.ex.mobilidade) e negativas (p.ex.dor). Este projeto foi realizado com a colabora√ß√£o de 15 centros simultaneamente em diferentes culturas. Foram desenvolvidos at√© o momento dois instrumentos gerais de Qualidade de Vida: o WHOQOL-100 e o WHOQOL BREF. O WHOQOL-100 consta de 100 quest√Ķes que avaliam 6 dom√≠nios: F√≠sico, Psicol√≥gico, N√≠vel de Independ√™ncia, Rela√ß√Ķes sociais, Meio-ambiente e Espiritualidade/Cren√ßas Pessoais. J√° o WHOQOL BREF √© uma vers√£o abreviada composta pelas 26 quest√Ķes que obtiveram os melhores desempenhos psicom√©tricos extra√≠das do WHOQOL-100. A vers√£o abreviada √© composta por 4 dom√≠nios: F√≠sico, Psicol√≥gico, Rela√ß√Ķes Sociais e Meio ambiente.

Abrir arquivo em PDF

Instrumentos de Avaliação de Qualidade de Vida (WHOQOL-100)

Grupo de Qualidade de Vida da Divis√£o de Sa√ļde Mental da OMS
Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde - WHO - 1998
Número: 2391 / Publicado em 08/05/2012 - 07:43

O Grupo de Qualidade de Vida da divis√£o de Sa√ļde Mental da OMS definiu qualidade de vida como "a percep√ß√£o do indiv√≠duo de sua posi√ß√£o na vida no contexto da cultura e sistema de valores nos quais ele vive e em rela√ß√£o aos seus objetivos, expectativas, padr√Ķes e preocupa√ß√Ķes" (WHOQOL GROUP, 1994). Dessa forma, diferentemente de outros instrumentos utilizados para avalia√ß√£o de qualidade de vida, este question√°rio baseia-se nos pressupostos de que qualidade de vida √© um construto subjetivo (percep√ß√£o do indiv√≠duo em quest√£o), multidimensional e composto por dimens√Ķes positivas (p.ex.mobilidade) e negativas (p.ex.dor). Este projeto foi realizado com a colabora√ß√£o de 15 centros simultaneamente em diferentes culturas. Foram desenvolvidos at√© o momento dois instrumentos gerais de Qualidade de Vida: o WHOQOL-100 e o WHOQOL BREF. O WHOQOL-100 consta de 100 quest√Ķes que avaliam 6 dom√≠nios: F√≠sico, Psicol√≥gico, N√≠vel de Independ√™ncia, Rela√ß√Ķes sociais, Meio-ambiente e Espiritualidade/Cren√ßas Pessoais. J√° o WHOQOL BREF √© uma vers√£o abreviada composta pelas 26 quest√Ķes que obtiveram os melhores desempenhos psicom√©tricos extra√≠das do WHOQOL-100. A vers√£o abreviada √© composta por 4 dom√≠nios: F√≠sico, Psicol√≥gico, Rela√ß√Ķes Sociais e Meio ambiente.

Abrir arquivo em PDF

Os M√©dicos e os Planos de Sa√ļde - Guia de Direitos Contra os Abusos Praticados pelas Operadoras

C√Ęmara T√©cnica de Sa√ļde Suplementar do Cremesp
Conselho Regional de Medicina do Estado de S√£o Paulo - 2012
Número: 2390 / Publicado em 08/05/2012 - 07:26

Esta publica√ß√£o √© um esfor√ßo da C√Ęmara T√©cnica de Sa√ļde Suplementar do Cremesp de revelar o retrato das arbitrariedades e distor√ß√Ķes praticadas pelas empresas de planos de sa√ļde. Pretende , com isso, ser um instrumento a mais de defesa dos direitos de m√©dicos e pacientes.

Abrir arquivo em PDF

Mesotelioma - Você Conhece esta Doença?

Instituto Nacional do C√Ęncer - INCA
Minist√©rio da Sa√ļde - Julho de 2009
Número: 2389 / Publicado em 02/05/2012 - 15:07

O Mesotelioma √© uma neoplasia do mesot√©lio, tecido de origem mesod√©rmica. Ele cresce preferencialmente sobre as superf√≠cies serosas e atinge mais frequentemente a pleura, em 81% dos casos, o perit√īnio em 15%, e o peric√°rdio em 4%.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
14/09/2020
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter