Profissionais: 7133
Prontuários: 512018

Protocolos/Algoritmos/Diretrizes/Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

Promovendo o Aleitamento Materno

Secretaria de Aten√ß√£o √† Sa√ļde e UNICEF
Minist√©rio da Sa√ļde 2¬™ edi√ß√£o, revisada. Bras√≠lia: 2007
Número: 2060 / Publicado em 30/03/2012 - 08:33

Desejamos que este √°lbum seriado ajude as crian√ßas a terem o seu direito de mamar no peito at√© os dois anos de idade ou mais garantido e respeitado. A amamenta√ß√£o, isto √©, dar o peito, √© a primeira e mais importante a√ß√£o no combate √† fome, √†s doen√ßas e √† desnutri√ß√£o, e no fortalecimento do v√≠nculo fundamental entre m√£e e Ô¨Ālho. Com a participa√ß√£o da fam√≠lia e da comunidade, a amamenta√ß√£o promove o desenvolvimento infantil adequado.

Abrir arquivo em PDF

Amamenta√ß√£o e Uso de Medicamentos e Outras Subst√Ęncias

Secretaria da Aten√ß√£o √† Sa√ļde, Departamento de A√ß√Ķes Program√°ticas e Estrat√©gicas, 2. ed
Minist√©rio da Sa√ļde ‚Äď Bras√≠lia : Editora do Minist√©rio da Sa√ļde, 2010.
Número: 2059 / Publicado em 30/03/2012 - 08:26

√Č muito frequente o uso de medicamentos e outras subst√Ęncias por mulheres que est√£o amamentando. A maioria √© compat√≠vel com a amamenta√ß√£o; poucos s√£o os f√°rmacos formalmente contraindicados e alguns requerem cautela ao serem prescritos durante a amamenta√ß√£o, devido aos riscos de efeitos adversos nos lactentes e/ou na lacta√ß√£o. No entanto, com frequ√™ncia os profissionais de sa√ļde recomendam a interrup√ß√£o do aleitamento materno quando as m√£es s√£o medicadas, muitas vezes porque desconhecem o grau de seguran√ßa do uso das diversas drogas (tamb√©m referidas como medicamentos ou f√°rmacos) durante o per√≠odo de lacta√ß√£o. Por isso, cabe ao profissional de sa√ļde, antes de tomar qualquer decis√£o, buscar informa√ß√Ķes atualizadas para avaliar adequadamente os riscos e os benef√≠cios do uso de uma determinada droga em uma mulher que est√° amamentando.

Abrir arquivo em PDF

Manual de Orienta√ß√Ķes B√°sicas para Prescri√ß√£o M√©dica

Célia Maria Dias Madruga, Eurípedes Sebastião Mendonça de Souza
UFPB - João Pessoa: Idéia, 2009.
Número: 2058 / Publicado em 29/03/2012 - 21:49

O Manual dirige-se aos profissionais m√©dicos, esperando que esta coleta de atuais informa√ß√Ķes proporcione uma boa pr√°tica de Prescri√ß√£o M√©dica. Pretende esclarecer as d√ļvidas mais frequentes e evitar os erros prescritivos que ocorrem no exerc√≠cio da profiss√£o m√©dica.

Abrir arquivo em PDF

Caderno Colorido - √Ālcool e suas Conseq√ľ√™ncias: uma Abordagem Multiconceitual

Andrade AG, Anthony JC, Silveira CM.
√Ālcool e suas conseq√ľ√™ncias: uma abordagem multiconceitual. Barueri, SP: Minha Editora, 2009.
Número: 2057 / Publicado em 29/03/2012 - 20:31

√Ālcool e suas conseq√ľ√™ncias: uma abordagem multiconceitual tem o intuito de reunir conceitos e resultados provenientes de estudos cient√≠ficos recentes sobre padr√Ķes de consumo do √°lcool e conseq√ľ√™ncias agudas e cr√īnicas decorrentes destes padr√Ķes. Escrito por especialistas do meio acad√™mico-cient√≠fico nacionais e internacionais com vasta experi√™ncia neste tema, este livro pode ser considerado uma refer√™ncia na √°rea.

Abrir arquivo em PDF

Sum√°rio - √Ālcool e suas Conseq√ľ√™ncias: uma Abordagem Multiconceitual

Andrade AG, Anthony JC, Silveira CM.
Centro de Informa√ß√Ķes sobre Sa√ļde e √Ālcool (CISA): Minha Editora, 2009.
Número: 2056 / Publicado em 29/03/2012 - 20:27

Abstin√™ncia e permissividade, ou algo semelhante a isso, s√£o escolhas que toda sociedade deve fazer, com base no n√≠vel de conhecimento cient√≠fico e na forma√ß√£o moral da pr√≥pria sociedade. Este importante e bem-editado livro ajuda a enfrentar algumas dessas quest√Ķes pol√™micas, apresentando provas cient√≠ficas relevantes sem qualquer parcialidade. Esta obra oferece um panorama geral espantoso dos desafios que o √°lcool representa para indiv√≠duos e sociedades, expondo evid√™ncias emp√≠ricas e deixando as conclus√Ķes para o leitor.

Abrir arquivo em PDF

Cap√≠tulo 9 - Consumo Nocivo de √Ālcool Durante a Gravidez

Hermann Grinfeld
Centro de Informa√ß√Ķes sobre Sa√ļde e √Ālcool (CISA).
Número: 2055 / Publicado em 29/03/2012 - 20:22

O uso do álcool é o vetor mais relevante de retardo mental nos filhos de mães usuárias dessa droga, além de ser o principal responsável por teratogenias no mundo ocidental. O consumo excessivo de álcool entre as mulheres grávidas constitui um dos problemas mais relevantes da dependência alcoólica, pois pode levar à síndrome alcoólica fetal (SAF), isto é, à expressão de maior comprometimento neuropsiquiátrico em filhos de mulheres que beberam em excesso durante a gestação.

Abrir arquivo em PDF

Cap√≠tulo 8 - Problemas Espec√≠ficos - √Ālcool e Tr√Ęnsito

Vilma Leyton, Julio de Carvalho Ponce, Gabriel Andreuccetti
Centro de Informa√ß√Ķes sobre Sa√ļde e √Ālcool (CISA).
Número: 2054 / Publicado em 29/03/2012 - 20:06

A ingest√£o de pequenas quantidades de √°lcool pode provocar altera√ß√Ķes cognitivas e comportamentais. Assim, indiv√≠duos com alcoolemia baixa podem apresentar sinais e sintomas de intoxica√ß√£o alco√≥lica incompat√≠veis com o ato de dirigir.

Abrir arquivo em PDF

Cap√≠tulo 7 - A Viol√™ncia e o Consumo Nocivo de √Ālcool

Danilo Antonio Baltieri, Fernanda Cestaro Prado Cortez
Centro de Informa√ß√Ķes sobre Sa√ļde e √Ālcool (CISA).
Número: 2053 / Publicado em 29/03/2012 - 20:04

A rela√ß√£o entre consumo de √°lcool e crime √© reconhecida como um s√©rio problema social em todo o mundo. O √°lcool pode ser a causa direta de um crime, uma vez que acarreta desinibi√ß√£o ou preju√≠zo cognitivo, e ambos podem compartilhar um terceiro fator complicador, como personalidade e desvantagens sociais. As atividades criminosas podem facilitar o consumo de bebidas alco√≥licas, mas essa associa√ß√£o tamb√©m pode ser esp√ļria.

Abrir arquivo em PDF

Cap√≠tulo 6 - Problemas Espec√≠ficos - √Ālcool e HIV AIDS

André Malbergier, Luciana Roberta Donola Cardoso
Centro de Informa√ß√Ķes sobre Sa√ļde e √Ālcool (CISA).
Número: 2052 / Publicado em 29/03/2012 - 20:02

O consumo de bebidas alco√≥licas √© uma pr√°tica freq√ľente na sociedade contempor√Ęnea. Segundo o √ļltimo levantamento domiciliar sobre o uso de drogas psicotr√≥picas no Brasil, realizado pelo Centro Brasileiro de Informa√ß√Ķes sobre Drogas Psicotr√≥picas do Departamento de Psicobiologia da Universidade Federal de S√£o Paulo (Cebrid/Unifesp), 74,6% dos brasileiros j√° fizeram uso de √°lcool alguma vez na vida, 50% fizeram no √ļltimo ano e 38,3% no m√™s anterior √† entrevista. Todavia, sabe-se que pessoas que consomem bebidas alco√≥licas t√™m duas vezes mais chances de contrair o v√≠rus da imunodefici√™ncia humana (HIV) que pessoas que nunca consumiram essa subst√Ęncia.

Abrir arquivo em PDF

Cap√≠tulo 5 - Padr√Ķes de Consumo do √Ālcool e Problemas Decorrentes do Beber Pesado Epis√≥dico no Brasil

Laura Helena S. G. Andrade, Camila Magalh√£es Silveira, Silvia S. Martins, Carla L. Storr, Yuan-Pang Wang, Maria Carmen Viana
Centro de Informa√ß√Ķes sobre Sa√ļde e √Ālcool (CISA).
Número: 2051 / Publicado em 29/03/2012 - 19:58

Estudos recentes, tendo como base as popula√ß√Ķes dos pa√≠ses da Am√©rica Latina e regi√£o do Caribe (ALC), como o M√©xico, o Chile e o Brasil, deram suporte √† literatura cient√≠fica com evid√™ncias sobre a carga crescente de doen√ßas mentais, incluindo o consumo do √°lcool, nesta regi√£o. Murray e Lopez previram, em 1996, que, at√© o ano de 2020, a propor√ß√£o de anos vividos com incapacita√ß√£o (disability-adjusted life years ‚Äď DALY) atribu√≠da a condi√ß√Ķes neuropsiqui√°tricas ser√° de 20,6% nessa regi√£o.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
14/09/2020
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter