Profissionais: 7132
Prontuários: 511319

Protocolos/Algoritmos/Diretrizes/Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

Imuno-Hematologia: Recomenda√ß√Ķes.

Antunes, EA et al.
Instituto Português do Sangue; 2008.
Número: 1535 / Publicado em 18/03/2012 - 18:10

A Imuno-hematologia eritrocitária é uma área essencialmente laboratorial que tem como objectivo garantir a segurança imunológica da transfusão. Como tal, abrange o estudo laboratorial no contexto clínico da imunologia do eritrócito (da interacção dos eritrócitos com o sistema imunitário).

Abrir arquivo em PDF

Fisiopatologia da Asma Grave.

Ana Todo-Bom, Anabela Mota Pinto.
Rev Port Imunoalergol. 2006;14(Supl 2):43-8
Número: 1534 / Publicado em 18/03/2012 - 17:59

A asma √©, por defini√ß√£o, uma doen√ßa inflamat√≥ria cr√≥nica das vias a√©reas caracterizada por uma obstru√ß√£o br√īnquica generalizada mas vari√°vel que √©, pelo menos parcialmente, revers√≠vel espontaneamente ou atrav√©s de interven√ß√£o farmacol√≥gica e que est√° associada a um aumento de reactividade a v√°rios est√≠mulos.

Abrir arquivo em PDF

S√≠ndrome de L√∂fgren: a Import√Ęncia da Radiografia Tor√°cica.

Ambrósio, C; Malcata, AB
Acta Reumatol Port. 2009 Apr-Jun;34(2):426-430.
Número: 1533 / Publicado em 18/03/2012 - 18:00

A sarcoidose √© uma granulomatose sist√©mica de etiologia desconhecida que se caracteriza pela forma√ß√£o de granulomas n√£o caseosos em v√°rios √≥rg√£os, podendo apresentar-se de forma cr√≥nica, subaguda ou aguda. O S√≠ndrome de L√∂fgren √© uma forma aguda de sarcoidose e caracteriza-se pela presen√ßa de artrite/artralgias, les√Ķes de eritema nodoso e adenopatias nos hilos pulmonares.

Abrir arquivo em PDF

Radiografia das Mãos: Elementos Típicos em Artropatias Comuns.

Barcelos, A; Nour, D; Pereira da Silva, JA.
Acta Reumatol Port. 2002;27:201-9
Número: 1532 / Publicado em 20/06/2012 - 10:06

A radiografia continua a ser um dos meios complementares de diagn√≥stico mais importantes em Reumatologia dado ser pouco onoroso, de f√°cil acesso e de existir longa experi√™ncia no seu uso e interpreta√ß√£o. A das m√£os √© particularmente interessante por que aqui podem ter impacto grande n√ļmero das artropatias comuns, assumindo caracter√≠sticas bastantes sugestivas.

Abrir arquivo em PDF

Arterite de Takayasu (AT): Discussão de 3 Casos Clínicos.

Reis, R; Costa, S; Parente, F; Alexandrino, MB; Moura, JA.
Med Interna. 2004 Jan;11(3):148-54
Número: 1531 / Publicado em 18/03/2012 - 18:01

A arterite de Takayasu (AT) √© uma doen√ßa inflamat√≥ria, cr√≥nica, das grandes e m√©dias art√©rias. Esta envolve particularmente a aorta e os seus ramos principais, sendo a art√©ria pulmonar tamb√©m frequentemente atingida, provocando les√Ķes nestes vasos, quer esten√≥ticas quer ectasiantes, predominando a oclus√£o.

Abrir arquivo em PDF

Procedimentos Cir√ļrgicos do Joelho na Artrite Reumat√≥ide.

Judas, F; Costa, P; Teixeira, L; Saavedra, MJ.
Acta Reumatol Port. 2007 Oct-Dec;32(4):333-9.
Número: 1530 / Publicado em 18/03/2012 - 18:02

A sinovectomia articular e, particularmente, a artroplastia total representam os procedimentos mais usados no tratamento cir√ļrgico do joelho reumat√≥ide.

Abrir arquivo em PDF

Outras Disfun√ß√Ķes Tiroideias do P√≥s-Parto.

Carrilho, F
Acta Med Port. 2003 Sep-Oct;16(5):353-4
Número: 1529 / Publicado em 20/06/2012 - 10:07

O autor refere a doen√ßa de Graves como a segunda causa mais frequente da disfun√ß√£o tiroideia p√≥s-parto. √Č mais frequente um longo per√≠odo de persist√™ncia do hipertiroidismo ainda que em alguns casos possa ocorrer um hipertiroidismo transit√≥rio. A doen√ßa hipot√°lamo-hipofis√°ria pode, ainda que muito raramente, ser respons√°vel pela disfun√ß√£o tiroideia do p√≥s-parto. A hipofisite autoimune e o s√≠ndroma de Sheehan s√£o causas poss√≠veis de hipotiroidismo que em regra se acompanham de d√©ficit na produ√ß√£o de outras hormonas hipofis√°rias.

Abrir arquivo em PDF

Síndrome de Hajdu-Cheney: a Propósito de um Caso de Acroosteólise.

Cunha, I; Saavedra, MJ; Oliveira, MA; Salvador, MJ; Malcata, AB.
Acta Reumatol Port. 2007 Apr-Jun;32(2):169-174.
Número: 1528 / Publicado em 18/03/2012 - 17:54

A acrooste√≥lise √© uma situa√ß√£o cl√≠nica pouco frequente, caracterizada por reabsor√ß√£o das extremidades √≥sseas. Pode surgir no contexto de diversas patologias ou ser idiop√°tica. Os autores descrevem o caso cl√≠nico de uma doente de 47 anos, com antecedentes de acrooste√≥lise dos dedos das m√£os e dos p√©s, desde a inf√Ęncia, amaurose cong√©nita unilateral, perda prematura da denti√ß√£o e mal perfurante plantar. A exuber√Ęncia e raridade das altera√ß√Ķes encontradas, neste caso concreto, sem uma patologia subjacente identificada, remetem-nos para uma situa√ß√£o de acrooste√≥lise idiop√°tica, tendo-se estabelecido o diagn√≥stico de s√≠ndrome de Hajdu-Cheney. Trata-se de uma doen√ßa rara com transmiss√£o autoss√≥mica dominante, estando descritos casos isolados resultantes de muta√ß√Ķes de novo. A prop√≥sito deste caso os autores fazem uma discuss√£o do diagn√≥stico diferencial da acrooste√≥lise e a descri√ß√£o das caracter√≠sticas desta s√≠ndrome rara.

Abrir arquivo em PDF

Avalia√ß√£o e Tratamento do Doente com Acne - Parte II: Tratamento T√≥pico, Sist√©mico e Cir√ļrgico, Tratamento da Acne na Gr√°vida, Algoritmo Terap√™utico.

Portuguese Acne Advisory Board - PAAB.
Rev Port Clin Geral. 2011;27:66-76.
Número: 1527 / Publicado em 18/03/2012 - 17:55

Nesta Parte II discute-se a abordagem terap√™utica ‚Äď t√≥pica e sist√©mica ‚Äď em cada forma cl√≠nica de acne, dando particular √™nfase aos retin√≥ides e aos antimicrobianos, e salientam-se as estrat√©gias a adoptar para limitar a crescente resist√™ncia bacteriana aos antibi√≥ticos. Referem-se as indica√ß√Ķes espec√≠ficas para terap√™utica hormonal e analisam-se as particularidades do tratamento da acne na gr√°vida e lactante. Descrevem-se algumas t√©cnicas para correc√ß√£o das cicatrizes da acne. Por √ļltimo, publica-se um algoritmo que pretende ilustrar a classifica√ß√£o da acne e definir, para cada tipo cl√≠nico, a abordagem terap√™utica consensualmente recomendada.

Abrir arquivo em PDF

Avaliação e Tratamento do Doente com Acne - Parte I: Epidemiologia, Etiopatogenia, Clínica, Classificação, Impacto Psicossocial, Mitos e Realidades, Diagnóstico Diferencial e Estudos Complementares.

Portuguese Acne Advisory Board - PAAB.
Rev Port Clin Geral. 2011;27:59-65.
Número: 1526 / Publicado em 18/03/2012 - 17:56

Nesta Parte I, rev√™em-se os principais aspectos da cl√≠nica e da fisiopatogenia da acne √† luz dos conhecimentos actuais. Discute-se a import√Ęncia do impacto psicol√≥gico e social desta entidade e analisam-se os principais mitos e realidades com ela relacionados. Descrevem-se, sucintamente, as patologias mais relevantes no diagn√≥stico diferencial das les√Ķes de acne. Enumeram-se as indica√ß√Ķes para estudo hormonal, bem como os exames a efectuar nos doentes com esta patologia.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
14/09/2020
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter