Profissionais: 7133
Prontuários: 512016

Protocolos/Algoritmos/Diretrizes/Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

Tromboembolismo Venoso: Profilaxia em Pacientes Clínicos Parte I.

Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular e outras.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 473 / Publicado em 09/03/2012 - 19:10

Tromboembolismo venoso (TEV) representa um espectro de doen√ßas que inclui trombose venosa profunda, trombose associada a cateteres venosos centrais e, a complica√ß√£o mais grave, tromboembolismo pulmonar (TEP). Tanto epis√≥dios assintom√°ticos, quanto aqueles clinicamente aparentes em pacientes hospitalizados, est√£o associados a fatalidade. Na primeira parte, encontram-se as informa√ß√Ķes sobre: mobilidade reduzida, idade > 55 anos, hist√≥ria pr√©via de TEV, varizes, insufici√™ncia venosa cr√īnica, insufici√™ncia arterial perif√©rica, obesidade, trombofilias heredit√°rias e adquiridas.

Abrir arquivo em PDF

Tromboembolismo Venoso: Profilaxia em Pacientes Clínicos Parte II.

Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular e outras.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 472 / Publicado em 09/03/2012 - 19:11

Tromboembolismo venoso (TEV) representa um espectro de doenças que inclui trombose venosa profunda, trombose associada a cateteres venosos centrais e, a complicação mais grave, tromboembolismo pulmonar (TEP). Tanto episódios assintomáticos, quanto aqueles clinicamente aparentes em pacientes hospitalizados, estão associados a fatalidade. Na segunda parte: gravidez, pós-parto, reposição hormonal, contraceptivos, insuficiência cardíaca congestiva classes III-IV, infarto agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral isquêmico, acidente vascular cerebral hemorrágico, paresia e paralisia de membros inferiores.

Abrir arquivo em PDF

Tromboembolismo Venoso: Profilaxia em Pacientes Clínicos Parte III.

Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular e outras.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 471 / Publicado em 09/03/2012 - 19:12

Tromboembolismo venoso (TEV) representa um espectro de doen√ßas que inclui trombose venosa profunda, trombose associada a cateteres venosos centrais e, a complica√ß√£o mais grave, tromboembolismo pulmonar (TEP). Tanto epis√≥dios assintom√°ticos, quanto aqueles clinicamente aparentes em pacientes hospitalizados, est√£o associados √† fatalidade. Na terceira parte: doen√ßa reumatol√≥gica ativa, doen√ßa inflamat√≥ria intestinal, doen√ßas respirat√≥rias graves, infec√ß√Ķes com exce√ß√£o das tor√°cicas, s√≠ndrome nefr√≥tica, c√Ęncer, quimioterapia, hormonioterapia, interna√ß√£o em unidade de terapia intensiva, uso de cateteres venosos centrais, uso de cateteres para hemodi√°lise, uso de Swan-Ganz.

Abrir arquivo em PDF

Tumores Adrenocorticais.

Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, Colégio Brasileiro de Radiologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 470 / Publicado em 09/03/2012 - 19:12

O c√≥rtex da gl√Ęndula supra-renal humana pode ser afetado por processos neopl√°sicos benignos ou malignos. Estes tumores podem se desenvolver em ambos os sexos e em qualquer faixa et√°ria. A grande parte dos tumores adrenocorticais, no entanto, √© pequena e de comportamento benigno. Em contraposi√ß√£o, os tumores adrenocorticais malignos ou carcinomas adrenocorticais s√£o raros, agressivos e com progn√≥stico desfavor√°vel.

Abrir arquivo em PDF

Tumores Congênitos do Pescoço.

Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Colégio Brasileiro de Radiologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 469 / Publicado em 09/03/2012 - 15:51

A complexidade anat√īmica do pesco√ßo propicia o surgimento de diversos tipos de anomalias cong√™nitas, que devem ser diferenciadas de doen√ßas inflamat√≥rias e de neoplasias. Como em outras regi√Ķes, as anomalias cong√™nitas cervicais s√£o mais comumente diagnosticadas nos primeiros anos de vida. Apesar disso, muitos casos se manifestam mais tardiamente, inclusive na terceira idade.

Abrir arquivo em PDF

Ureterocele.

Sociedade Brasileira de Urologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 468 / Publicado em 09/03/2012 - 15:52

A ureterocele √© definida como uma dilata√ß√£o c√≠stica do ureter submucoso intravesical, cuja etiologia ainda n√£o est√° bem definida. √Č muito importante diagnostic√°-la precocemente, pois pode acarretar infec√ß√£o urin√°ria de repeti√ß√£o e septicemia. Embora o tratamento da ureterocele seja eminentemente cir√ļrgico, o tipo de procedimento a ser empregado √© motivo de muita controv√©rsia.

Abrir arquivo em PDF

Ureteroscopia.

Sociedade Brasileira de Urologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 467 / Publicado em 09/03/2012 - 15:53

A ureteroscopia e a ureterolitotripsia transureteroscópica têm sido cada vez mais utilizadas, graças ao aperfeiçoamento dos ureterorrenoscópios, a partir do início da década de oitenta. De todas as ureteroscopias realizadas, 94% se dirigem ao tratamento de cálculos ureterais.

Abrir arquivo em PDF

Utiliza√ß√£o da Bioimped√Ęncia para Avalia√ß√£o da Massa Corp√≥rea.

Associação Brasileira de Nutrologia, Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 466 / Publicado em 09/03/2012 - 15:54

Entre os m√©todos instrumentais utilizados para tal fim podem ser destacados os radiol√≥gicos, os relacionados com a utiliza√ß√£o do ultrassom e aqueles que estimam os compartimentos org√Ęnicos por meio da medida da passagem de uma corrente el√©trica pelo corpo. Nesta situa√ß√£o, mede-se o efeito da passagem da corrente el√©trica e o respectivo efeito causado sobre as c√©lulas do corpo, conhecido como bioimped√Ęncia (Bioelectrical Impedance Analysis).

Abrir arquivo em PDF

Uso do Cinto de Segurança Durante a Gravidez.

Associação Brasileira de Medicina de Trá‡fego.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 465 / Publicado em 09/03/2012 - 15:55

As les√Ķes causadas pelos acidentes de tr√°fego s√£o as principais causas de morte por traumatismo, a d√©cima causa de todas as mortes e a nona causa de morbidade em todo o mundo. Muitas destas les√Ķes e mortes podem ser prevenidas por dispositivos de seguran√ßa, entre os quais o cinto de seguran√ßa ocupa lugar de destaque. Seu uso reduz a mortalidade e a gravidade das les√Ķes provocadas em ocupantes de ve√≠culos automotores envolvidos em acidentes.

Abrir arquivo em PDF

Testes de Função Pulmonar.

Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia,
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 464 / Publicado em 09/03/2012 - 15:56

Os testes de função pulmonar são usualmente realizados com sistemas computadorizados que analisam os dados e fornecem resultados imediatos. O controle de qualidade é uma preocupação permanente.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
14/09/2020
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter