Profissionais: 7132
Prontuários: 511925

Protocolos/Algoritmos/Diretrizes/Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

Rea√ß√Ķes Adversas a Medicamentos em Idosos: como Prev√™-las?

Maria Cristina Guerra Passarelli, Wilson Jacob Filho.
Einstein. 2007; 5(3):246-251.
Número: 87 / Publicado em 28/06/2011 - 14:37

Rea√ß√Ķes adversas a medicamentos (RAM) apresentam grande import√Ęncia epidemiol√≥gica em idosos em virtude de sua elevada preval√™ncia e potencial para complica√ß√Ķes. Este estudo teve como objetivos determinar os fatores de risco para RAM em uma popula√ß√£o idosa hospitalizada e, a partir destes, criar um instrumento que permita a sua previs√£o.

Abrir arquivo em PDF

Uso Paralelo e Simult√Ęneo de √Ālcool e Medicamentos Prescritos.

McCabe SE, Cranford JA, Morales M, Young A.
Journal of Studies on Alcohol 67:529-37, 2006 (IF: 1,884) Tradu√ß√£o CISA- Centro de Informa√ß√Ķes sobre Sa√ļde e √Ālcool
Número: 86 / Publicado em 26/09/2010 - 10:13

Nos EUA, muitos casos de morte, entre estudantes universitários, têm sido atribuídos à coingestão de álcool e medicamentos controlados por receituário médico. Um levantamento nacional norte-americano, realizado entre universitários, identificou que os estudantes que faziam uso recreacional de drogas prescritas tinham seis vezes mais chances de fazer uso pesado de álcool que os estudantes que não o faziam.

Abrir arquivo em PDF

Intera√ß√Ķes Medicamentosas Potenciais em Pacientes de Unidade de Terapia Intensiva de um Hospital Universit√°rio.

Lima REF, Cassiani SHDB
Rev Latino-am Enfermagem 2009 março-abril; 17(2)
Número: 85 / Publicado em 17/09/2010 - 12:02

Este estudo investigou intera√ß√Ķes medicamentosas (IM) potenciais em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital universit√°rio do Cear√°.

Abrir arquivo em PDF

Ocorr√™ncia de Intera√ß√Ķes Medicamentosas em Unidade de Terapia Intensiva: Avalia√ß√£o de Prescri√ß√Ķes M√©dicas.

Patrícia de Souza Rossignoli, Cristiane Fátima Guarido, Ivanice Maria Cestari
Rev. Bras. Farm., 87(4), 2006
Número: 84 / Publicado em 26/09/2010 - 10:14

Identificar a ocorr√™ncia de Intera√ß√Ķes Medicamentosas (IM) potenciais em prescri√ß√Ķes m√©dicas de pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e verificar a correla√ß√£o entre IM e idade, sexo dos pacientes e condi√ß√Ķes determinantes para admiss√£o em UTI.

Abrir arquivo em PDF

Erros: Evitar o Evit√°vel

Lenita Wannmacher
Unidade T√©cnica de Medicamentos e Tecnologias da Organiza√ß√£o Pan-Americana da Sa√ļde/ Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde. Uso Racional de Medicamentos Vol. 2, N¬ļ7 Bras√≠lia, junho de 2005
Número: 83 / Publicado em 17/09/2010 - 11:45

Erros com medicamentos s√£o mundialmente freq√ľentes, acarretando potencial de risco aos pacientes, e ocorrem devido a m√ļltiplos fatores (caracter√≠sticas dos pacientes, despreparo dos profissionais de sa√ļde, falhas nos sistemas de atendimento √† sa√ļde, insuficiente forma√ß√£o graduada e educa√ß√£o continuada dos diferentes profissionais, polifarm√°cia, uso de prepara√ß√Ķes injet√°veis, automedica√ß√£o e outros). No sentido de prevenir ou minimizar sua ocorr√™ncia e as poss√≠veis conseq√ľ√™ncias aos pacientes, enfatizam-se posturas e estrat√©gias, mais coletivas que individuais.

Abrir arquivo em PDF

Erros na Medica√ß√£o: An√°lise das Situa√ß√Ķes Relatadas pelos Profissionais de Enfermagem.

Carvalho VT; Cassiani SHB.
Medicina, Ribeir√£o Preto, 33: 322-330, jul./set. 2000.
Número: 81 / Publicado em 26/09/2010 - 10:15

Os erros na medica√ß√£o s√£o alguns dos indicadores da qualidade de sa√ļde prestada aos pacientes hospitalizados. O objetivo deste estudo foi analisar as situa√ß√Ķes que conduziram os profissionais de enfermagem aos erros na administra√ß√£o de medicamentos, com base em relatos de erros ocorridos. O local de estudo foi um hospital no interior do Estado de S√£o Paulo.

Abrir arquivo em PDF

Formulário Erro de Medicação

Centro Nacional de Monitorização de Medicamentos
Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria - C N M M / Unidade de Farmacovigil√Ęncia. Endere√ßo: SEPN 515, bloco B, 20 andar, sala 2. Edif√≠cio √Ēmega. CEP: 70770-502 Bras√≠lia, DF Tel / fax: (61) 3448-1275
Número: 80 / Publicado em 17/09/2010 - 11:24

Formul√°rio a ser preenchido pelo profissional da √°rea da sa√ļde, para relatar erro de medica√ß√£o.

Abrir arquivo em PDF

Medicamentos mais Utilizados pelos Idosos: Implica√ß√Ķes para a Enfermagem.

Fleming, I; Goetten, L.F.
Arq. Ci√™nc.Sa√ļde Unipar, Umuarama, 9(2), mai./ago. p.121-128, 2005.
Número: 76 / Publicado em 26/09/2010 - 10:18

Trata-se de uma pesquisa de campo explorat√≥ria com abordagem quanti-qualitativa realizada em um abrigo de idosos, atrav√©s de entrevista semi-estruturada com o objetivo de investigar os tr√™s medicamentos mais utilizados e as intera√ß√Ķes medicamentosas que podem vir a causar danos no organismo.

Abrir arquivo em PDF

Potenciais Intera√ß√Ķes Medicamentosas em Prescri√ß√Ķes de um Hospital-Escola de Porto Alegre.

Fernando Pivatto J√ļnior, Dalmon Bernardes Godoy, Daniel Fabiano dos Santos Pires, Evelise Pietrobon, Fabr√≠cio Tolotti √Āvila da Rosa, J√ļlia de Siqueira Saraiva, Helena Maria Tannhauser Barros
Revista da AMRIGS, Porto Alegre, 53 (3): 251-256, jul.-set. 2009
Número: 75 / Publicado em 16/06/2012 - 17:58

Relatos das preval√™ncias de intera√ß√Ķes medicamentosas em hospitais brasileiros s√£o escassos. Objetivos: Descrever a preval√™ncia de intera√ß√Ķes medicamentosas potenciais entre os f√°rmacos prescritos nas enfermarias cl√≠nicas e cir√ļrgicas de um hospital-escola. Secundariamente, descrever as caracter√≠sticas dessas intera√ß√Ķes e relacionar a sua ocorr√™ncia com o n√ļmero de medicamentos prescritos e a idade dos pacientes.

Abrir arquivo em PDF

Intera√ß√Ķes Medicamentosas: Inibidores da Enzima Conversora da Angiotensina, Bloqueadores dos Receptores da Angiotensina II, Inibidores Diretos da Renina

Gonzaga CC, Passarelli Jr. O, Amodeo C
Rev Bras Hipertens vol.16(4):221-225, 2009.
Número: 74 / Publicado em 26/09/2010 - 10:17

Os inibidores da enzima conversora da angiotensina (IECAs) s√£o em geral bem tolerados, sendo a tosse seca e hipercalemia os principais efeitos colaterais relatados. Nessas situa√ß√Ķes, a substitui√ß√£o do IECA por um bloqueador do receptor da angiotensina (BRA) pode ser uma op√ß√£o.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
14/09/2020
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter