Profissionais: 7133
Prontuários: 512018

Protocolos/Algoritmos/Diretrizes/Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

Critérios de Beers-Fick e Medicamentos Genéricos no Brasil.

Gorzoni, Milton Luiz; Fabbri, Renato Moraes Alves; Pires, Sueli Luciano
Rev Assoc Med Bras;54(4): 353-356, jul.-ago. 2008. tab
Número: 525 / Publicado em 18/06/2012 - 09:29

Há aproximadamente duas décadas surgiram instrumentos visando detectar potenciais riscos de iatrogenia medicamentosa em idosos, sendo o de Beers-Fick o mais utilizado deles. Beers et al, estabeleceram critérios, baseados em trabalhos publicados sobre medicamentos e farmacologia do envelhecimento, para definir lista de fármacos potencialmente inapropriados a adultos com 65 ou mais anos de idade.

Abrir arquivo em PDF

Análise do Perfil de Automedicação em Mulheres Idosas Brasileiras.

Bortolon, Paula Chagas; Medeiros, Elo√° F√°tima Ferreira de; Naves, Janeth Oliveira Silva; Karnikowski, Marg√ī Gomes de Oliveira; N√≥brega, Ot√°vio de Tol√™do
Ci√™nc. Sa√ļde Coletiva;13(4): 1219-1226, jul.-ago. 2008. tab
Número: 524 / Publicado em 18/06/2012 - 09:31

Idosos comp√Ķem o grupo et√°rio mais medicalizado na sociedade, o que pode levar ao uso irracional de f√°rmacos. Este trabalho descreve estudo transversal que avaliou a automedica√ß√£o de idosas atendidas no ambulat√≥rio de Aten√ß√£o ao Idoso do Hospital da Universidade Cat√≥lica de Bras√≠lia. As vari√°veis socioecon√īmicas analisadas consistiram na faixa et√°ria, escolaridade e renda familiar mensal. As classes medicamentosas envolvidas em automedica√ß√£o foram analisadas conforme preval√™ncia, adequa√ß√£o √† faixa et√°ria e poss√≠veis intera√ß√Ķes medicamentosas.

Abrir arquivo em PDF

Prevalência da Polifarmácia em Idosos com Demência.

Liana Tieko Evangelista Kusano
Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Tese de Mestrado - Fev 2009.
Número: 522 / Publicado em 18/06/2012 - 09:13

A polifarmácia entre os idosos tornou-se uma prática comum. A polifarmácia pode ser classificada como quantitativa e qualitativa. Dentre os conceitos para a quantitativa, definiu-se a mesma como sendo a utilização de dois ou mais medicamentos. Por sua vez, a polifarmácia qualitativa leva em consideração a racionalização da terapia farmacológica. A partir dos dois conceitos apresentados, este estudo objetivou avaliar a prevalência da polifarmácia nos idosos com demência e associa-las às características sócio-clínico-demográficas e farmacológicas.

Abrir arquivo em PDF

Implementa√ß√£o de um Programa para Evitar Poss√≠veis Intera√ß√Ķes F√°rmaco - Alimento em Pacientes Adultos Internados em Unidades Cl√≠nicas e Cir√ļrgicas de um Hospital Universit√°rio.

Magedanz L et al
Rev HCPA 2009;29(1)
Número: 521 / Publicado em 18/06/2012 - 09:15

Encontram-se, na literatura, v√°rios estudos experimentais e cl√≠nicos que avaliam as intera√ß√Ķes entre f√°rmacos, por√©m h√° poucos estudos conduzidos para avaliar intera√ß√Ķes entre medicamentos e alimentos. O conhecimento das intera√ß√Ķes entre medicamentos e entre medicamentos e alimentos √© importante para a correta conduta com os pacientes, principalmente tratando-se de polimedicados, idosos e usu√°rios de dietas especiais.

Abrir arquivo em PDF

Doadores Lim√≠trofes no Transplante de Rim: Quanto √† Transmiss√£o de Doen√ßas ou √† Presen√ßa de Anomalias Anat√īmicas.

Associa√ß√£o Brasileira de Transplante de √ďrg√£os.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 520 / Publicado em 09/03/2012 - 18:44

Revisar a evidência científica atual sobre os riscos e benefícios da utilização dos diferentes tipos de doadores limítrofes de rim. Permitir melhor padronização de condutas em relação à utilização desses doadores no território nacional.

Abrir arquivo em PDF

Doadores Limítrofes no Transplante de Rim: Quanto à Função.

Associa√ß√£o Brasileira de Transplante de √ďrg√£os.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 519 / Publicado em 09/03/2012 - 18:46

Um dos grandes problemas do transplante renal √© o n√ļmero insuficiente de √≥rg√£os para atender √† crescente demanda de pacientes em lista de espera. Como consequ√™ncia do desequil√≠brio entre o n√ļmero de transplantes e a lista de espera cresce o n√ļmero de √≥bitos, de pacientes em lista, h√° menor qualidade de vida, pior reabilita√ß√£o e aumento de custos ap√≥s o transplante renal.

Abrir arquivo em PDF

Doadores Limítrofes no Transplante de Pulmão.

Associa√ß√£o Brasileira de Transplante de √ďrg√£os.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 518 / Publicado em 09/03/2012 - 18:46

Estabelecer a defini√ß√£o de doador lim√≠trofe em transplante pulmonar exige primeiramente reconhecer qual o doador ideal nesse tipo de transplante. Com poucas modifica√ß√Ķes, os crit√©rios utilizados s√£o os mesmos nos diversos centros de transplante no mundo, e s√£o baseados ainda na experi√™ncia inicial dos transplantes pulmonares, n√£o sendo sustentados por estudos de maior consist√™ncia.

Abrir arquivo em PDF

Doadores Lim√≠trofes no Transplante de P√Ęncreas.

Associa√ß√£o Brasileira de Transplante de √ďrg√£os.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 517 / Publicado em 09/03/2012 - 18:47

A despropor√ß√£o entre o n√ļmero de transplantes de p√Ęncreas (TP) realizados e o de pacientes em lista de espera, no Brasil e no mundo, cria necessidade de expans√£o dos crit√©rios para aceita√ß√£o do √≥rg√£o, mesmo em condi√ß√Ķes n√£o ideais, assim denominados doadores lim√≠trofes (DL).

Abrir arquivo em PDF

Doadores Limítrofes no Transplante de Fígado.

Associa√ß√£o Brasileira de Transplante de √ďrg√£os.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 516 / Publicado em 09/03/2012 - 18:47

Revisar a evidência científica atual sobre os riscos e benefícios da utilização dos diferentes tipos de doadores limítrofes de fígado. Permitir melhor padronização de condutas em relação à utilização desses doadores no território nacional.

Abrir arquivo em PDF

Doadores Limítrofes no Transplante de Coração.

Associa√ß√£o Brasileira de Transplante de √ďrg√£os.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 515 / Publicado em 09/03/2012 - 18:44

Um doador √© considerado como n√£o ideal quando apresentar caracter√≠sticas cl√≠nicas desfavor√°veis, de origens card√≠acas ou sist√™micas, tidas previamente como contraindica√ß√Ķes para o transplante card√≠aco. Quest√Ķes log√≠sticas que envolvem o transplante podem se constituir em fatores determinantes para que um determinado doador, clinicamente adequado, seja considerado desfavor√°vel para determinados receptores. Na literatura, estes doadores desfavor√°veis t√™m recebido diferentes denomina√ß√Ķes, tais como: doadores expandidos, marginais, n√£o ideais ou doadores lim√≠trofes, onde esta √ļltima denomina√ß√£o ser√° aqui adotada por se adequar melhor a nossa l√≠ngua.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
14/09/2020
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter