Profissionais: 7132
Prontuários: 511929

Protocolos/Algoritmos/Diretrizes/Fluxogramas

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Adobe Acrobat Reader
É necessário o Adobe Acrobat Reader instalado.

Orienta√ß√Ķes sobre Urologia Pedi√°trica.

S. Tekg√ľl, H. Riedmiller, E. Gerharz, P. Hoebeke, R. Kocvara, J.M. Nijman, Chr. Radmayr, R. Stein.
www.uroweb.org
Número: 1515 / Publicado em 18/03/2012 - 17:48

A informa√ß√£o fornecida apresenta uma selec√ß√£o das orienta√ß√Ķes mais abrangentes sobre Urologia Pedi√°trica. O √Ęmbito destas orienta√ß√Ķes n√£o tem como inten√ß√£o incluir todos os diferentes t√≥picos, mas antes oferecer uma selec√ß√£o baseada em considera√ß√Ķes pr√°ticas.

Abrir arquivo em PDF

Sistematização do Atendimento dos Portadores de Infecção Perianal pelo Papilomavirus Humano (HPV).

Sidney Roberto Nadal e Cols.
Rev bras Coloproct, 2004;24(4):322-328.
Número: 1514 / Publicado em 18/03/2012 - 17:39

O condiloma acuminado anogenital foi a doen√ßa sexualmente transmiss√≠vel mais diagnosticada no Brasil durante o per√≠odo de 1998 a 2001. Sua incid√™ncia vem aumentando nos √ļltimos anos, associada ao AIDS. O diagn√≥stico na maioria das vezes √© cl√≠nico e o diagn√≥stico de certeza √© dado pela presen√ßa do v√≠rus nos tecidos. Muitos doentes s√£o resistentes ao tratamento e apresentam elevada incid√™ncia de recidivas.

Abrir arquivo em PDF

Tratamento Farmacológico do Transtorno de Ansiedade Generalizada: Perspectivas Futuras.

Roberto Andreatini, Roseli Boerngen-Lacerda e Dirceu Zorzetto Filho
Rev Bras Psiquiatr 2001;23(4):233-42
Número: 1513 / Publicado em 21/06/2012 - 09:38

O presente artigo apresenta uma vis√£o atualizada e ampla do tratamento farmacol√≥gico do transtorno de ansiedade generalizada (TAG). S√£o revistos os medicamentos com efic√°cia comprovada em estudos controlados e atualmente dispon√≠veis na cl√≠nica (benzodiazep√≠nicos, buspirona, antidepressivos, betabloqueadores, antipsic√≥ticos e extrato de kava-kava). A seguir, baseados nesses dados, prop√Ķe-se um algoritmo de tratamento do TAG. S√£o apresentadas as principais linhas de pesquisa de novos f√°rmacos ansiol√≠ticos, descrevendo os principais achados cl√≠nicos e pr√©-cl√≠nicos.

Abrir arquivo em PDF

Protocolos de Atendimento de Urgências e Emergências - Parte II (páginas 144-286).

Comissão Especial de Revisão e Disposição dos Protocolos Clínicos da SES-DF.
Secretaria de Estado de Sa√ļde do Distrito Federal - SES-DF 2006.
Número: 1512 / Publicado em 18/03/2012 - 17:43

Com esta publica√ß√£o, queremos oferecer aos profissionais de sa√ļde da SES-DF uma preciosa ferramenta de trabalho, cuja utiliza√ß√£o resultar√° em melhoria na qualidade da assist√™ncia prestada aos nossos usu√°rios, aumentando o n√ļmero de pacientes internados com diagn√≥stico, diminuindo o tempo de perman√™ncia do paciente internado e racionalizando o emprego dos recursos dispon√≠veis.

Abrir arquivo em PDF

Protocolos de Atendimento de Urgências e Emergências - Parte I (páginas 001-143).

Comissão Especial de Revisão e Disposição dos Protocolos Clínicos da SES-DF.
Secretaria de Estado de Sa√ļde do Distrito Federal - SES-DF 2006.
Número: 1511 / Publicado em 18/03/2012 - 17:42

Em raz√£o do impacto causado pelo crescente n√ļmero de acidentes, da viol√™ncia urbana e da atual pr√°tica de assist√™ncia aos usu√°rios da SES-DF, deu-se relev√Ęncia √† √°rea de Urg√™ncia e Emerg√™ncia onde o racioc√≠nio r√°pido e a tomada de decis√£o acertada e imediata fazem a diferen√ßa na qualidade do atendimento e nos seus resultados. Procurou-se abordar os temas mais freq√ľentes e de forma objetiva para facilitar consultas r√°pidas e esclarecedoras.

Abrir arquivo em PDF

Diagnóstico de Tuberculose Extrapulmonar em Adultos e Crianças.

WHO
http://whqlibdoc.who.int/hq/2004/WHO_HTM_TB_2004.329_por_chap5.pdf
Número: 1510 / Publicado em 21/06/2012 - 09:41

A tuberculose extrapulmonar pode ocorrer em qualquer idade. Crianças pequenas e adultos HIV-positivos são particularmente susceptíveis. Os casos de tuberculose extrapulmonar (TBE) representam até 25% dos casos de TB. Crianças com menos de 2 anos de idade têm o risco de disseminação da doença causando TB miliar ou meningite TB. As formas mais comuns de TBE associada ao HIV são as seguintes: linfadenopatia, derrame pleural, doença pericárdica, miliar e meningite. Muitos doentes com tuberculose extrapulmonar têm TB pulmonar coexistente.

Abrir arquivo em PDF

A Criança com Febre no Consultório.

Jayme Murahovschi.
Jornal de Pediatria - Vol.79, Supl.1, 2003
Número: 1509 / Publicado em 21/06/2012 - 09:42

A criança com febre exige do pediatra conhecimentos técnicos que se aplicam a todos os casos, e empatia, para individualizar a conduta.

Abrir arquivo em PDF

Fatores Nutricionais Relacionados à Enxaqueca.

Iglesias et al.
Com. Ci√™ncias Sa√ļde. 2009;20(3):229-240
Número: 1508 / Publicado em 21/06/2012 - 09:44

Alguns nutrientes e certos alimentos têm sido apontados como fatores desencadeantes da crise de dor de cabeça em pessoas com predisposição à enxaqueca. Contudo, para se estabelecer uma estratégia nutricional individualizada no tratamento da enxaqueca, é importante a identificação dos fatores desencadeantes e do padrão de evolução das crises. São necessários mais estudos para uma melhor compreensão do papel dos fatores nutricionais relacionados à enxaqueca.

Abrir arquivo em PDF

Enxaqueca: Mal Antigo com Roupagem Nova.

Lenita Wannmacher e Maria Beatriz Cardoso Ferreira.
Organiza√ß√£o Pan-Americana da Sa√ļde/Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde - Brasil, 2004.
Número: 1507 / Publicado em 21/06/2012 - 09:45

O manejo de enxaqueca engloba medidas n√£o-medicamentosas e medicamentosas, destinadas a tratamento agudo de crises e profilaxia de novos epis√≥dios. Algumas dessas estrat√©gias n√£o t√™m evid√™ncias para sustent√°-las, principalmente em crian√ßas. O aspecto mais bem estudado √© o tratamento de crises de diferentes intensidades. Contemporaneamente, opta-se pelo uso de analg√©sicos simples e antiinflamat√≥rios n√£o-ester√≥ides, isoladamente ou em associa√ß√£o com cafe√≠na, coadjuvados por metoclopramida, em pacientes com enxaqueca de intensidade leve a moderada e n√°useas. Triptanos e derivados erg√≥ticos s√£o destinados ao controle de crises intensas, em pacientes sem contra-indica√ß√Ķes a eles. Os triptanos apresentam diferen√ßas de efic√°cia marginais. Os medicamentos usados em profilaxia t√™m efic√°cia moderada e propiciam o surgimento de efeitos adversos.

Abrir arquivo em PDF

Enxaqueca: da Clínica para a Etiopatogenia.

Isabel Pav√£o Martins.
Acta Med Port 2009; 22: 589-598
Número: 1506 / Publicado em 21/06/2012 - 09:47

A enxaqueca √© uma das doen√ßas neurol√≥gicas mais frequentes, com grande impacto social e econ√≥mico nos pa√≠ses industrializados. √Č uma cefaleia epis√≥dica, tipicamente unilateral e puls√°til, associada a queixas gastro intestinais, intoler√Ęncia aos est√≠mulos sensoriais e, em 20% dos doentes, sintomas neurol√≥gicos transit√≥rios que se designam por aura.

Abrir arquivo em PDF

Portal Saúde Direta - Footer
Atualizado em
14/09/2020
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter