Profissionais: 6902
Prontuários: 420366

Esqueceu a senha? Cadastro da senha

Portal Saude Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos - Algoritmos - Diretrizes - Fluxogramas

Baixar o Adobe Acrobat Reader
Para visualizar os conteúdos abaixo é necessário ter o Adobe Acrobat Reader instalado.

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Bexiga Hiperativa: Terapia Comportamental e Reabilitação do Assoalho Pélvico.

Sociedade Brasileira de Urologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 502 / Publicado em 09/03/2012 - 15:34

Uma vez estabelecido o diagnóstico de bexiga hiperativa, tratamentos conservadores constituem a primeira linha de opções entre os quais estão incluídos a reabilitação do assoalho pélvico e a terapia comportamental. A combinação de drogas e terapia comportamental em mulheres produz melhores resultados que o alcançado por ambas individualmente.

Abrir arquivo em PDF

Transtornos na Extremidade Inferior do Paciente Diabético.

Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 482 / Publicado em 09/03/2012 - 19:02

Estas normas de orientação clínica foram elaboradas com o intuito de orientação geral aos agentes de saúde que deparam-se com pacientes diabéticos. As normas de orientação clínica não compõem orientação definitiva e devem sempre ser analisadas de modo crítico e aplicação individualizada. A identificação e classificação do paciente de risco, o tratamento precoce, agressivo e educação, individual, familiar e comunitária compreendem as bases sólidas para a prevenção da amputação de membros nesta população.

Abrir arquivo em PDF

Síndrome Metabólica: Tratamento Não Farmacológico para Redução do Risco Cardiovascular.

Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 459 / Publicado em 09/03/2012 - 16:02

Uma abordagem agressiva de pacientes com a Síndrome Metabólica (SM) deve ser instituída com o objetivo de prevenir ou pelo menos retardar o início do diabetes mellitus, hipertensão e a doença cardiovascular. O primeiro tipo de intervenção recomendada para estes pacientes é a modificação do estilo de vida, priorizando-se uma dieta saudável, a prática regular de atividade física, além do combate ao tabagismo, uso abusivo de álcool e estresse.

Abrir arquivo em PDF

Síndrome Metabólica: Tratamento com Fibratos.

Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabolismo.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 458 / Publicado em 09/03/2012 - 16:03

A síndrome metabólica consiste na associação de sobrepeso com a predominância abdominal, elevação da pressão arterial, dislipidemia aterogênica e uma alteração no metabolismo da glicose e insulina. Em todo o mundo, tem havido, nas últimas décadas, um aumento na incidência da síndrome metabólica devido a uma maior prevalência de sobrepeso/obesidade na população geral. Por esta doença apresentar um aumento na mortalidade cardiovascular, houve maior preocupação no diagnóstico e no manejo da síndrome metabólica.

Abrir arquivo em PDF

Genética Médica: Teste Laboratorial para Diagnóstico de Doenças Sintomáticas.

Sociedade Brasileira de GenéŽtica Clí’nica.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 429 / Publicado em 09/03/2012 - 16:34

Pode ser definido como “teste genético” qualquer exame laboratorial que possibilite a análise de DNA, RNA, cromossomos, proteínas, e certos metabólitos humanos, com o objetivo de detectar genótipos relacionados às doenças genéticas e hereditárias em geral.

Abrir arquivo em PDF

Assistência aoTrabalho de Parto.

Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia.
Projeto Diretrizes- Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 421 / Publicado em 09/03/2012 - 16:46

Examinar as principais condutas na assistência ao parto à luz das melhores evidências disponíveis. Duração do trabalho de parto, incidência de cesariana, lacerações de trajeto, uso de ocitocina, índice de Apgar.

Abrir arquivo em PDF

Melanoma Cutâneo: Abordagem da Lesão Primária.

Sociedade Brasileira de Dermatologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 411 / Publicado em 09/03/2012 - 16:56

O melanoma cutâneo primário (MC) é definido como qualquer lesão primária, com confirmação histopatológica, sem evidências clínicas ou histológicas que caracterize doença metastática.

Abrir arquivo em PDF

Litíase Urinária: Cirurgia Convencional (Aberta).

Sociedade Brasileira de Urologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 404 / Publicado em 09/03/2012 - 17:02

A introdução da litotripsia extracorpórea por ondas de choque (LEOC) e o desenvolvimento da endourologia para a remoção de cálculos diminuiu, dramaticamente, o papel da cirurgia aberta, especialmente para procedimento de remoção de cálculos. A cirurgia aberta é, atualmente, um dos tratamentos menos comuns para a doença calculosa.

Abrir arquivo em PDF

Litíase Urinária: Aspectos Metabológicos em Adultos e Crianças.

Sociedade Brasileira de Urologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 403 / Publicado em 09/03/2012 - 17:02

Apesar de muitos médicos de pacientes que apresentam litíase urinária entenderem que deva haver investigação, não existe unanimidade entre os especialistas.

Abrir arquivo em PDF

Hipertensão Arterial: Abordagem Geral.

Sociedade Brasileira de Cardiologia e Sociedade Brasileira de Nefrologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 371 / Publicado em 09/03/2012 - 17:27

A hipertensão é um dos principais agravos à saúde no Brasil. Eleva o custo médico-social, principalmente pelas suas complicações, como as doenças cérebro-vascular, arterial coronariana e vascular de extremidades, além da insuficiência cardíaca e da insuficiência renal crônica.

Abrir arquivo em PDF

Footer - v1.3
Atualizado em
04/09/2019
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter