Profissionais: 6930
Prontuários: 430564

Esqueceu a senha? Cadastro da senha

Portal Saude Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos - Algoritmos - Diretrizes - Fluxogramas

Baixar o Adobe Acrobat Reader
Para visualizar os conteúdos abaixo é necessário ter o Adobe Acrobat Reader instalado.

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Angioedema Hereditário: Diagnóstico Laboratorial - AEH

Luis Eduardo Coelho Andrade
Visão Médica - edição 15 - Abr/ Mai/ Jun - 2013
Número: 2795 / Publicado em 14/01/2014 - 10:30

Ainda hoje pouco conhecido na comunidade médica, o angioedema hereditário (AEH) é uma doença rara, frequentemente subdiagnosticada e confundida com outras condições, como reação adversa a drogas ou alergia alimentar.

Abrir arquivo em PDF

Diretrizes para Abordagem da Abstinência Alcoólica

Alexandre de Araújo Pereira
Universidade Federal de Minas Gerais
Número: 2775 / Publicado em 02/12/2013 - 16:29

A cessação da ingestão crônica de álcool ou sua redução pode levar ao aparecimento de um conjunto de sinais e sintomas de desconforto definidos como Síndrome de Abstinência do Álcool (SAA).

Abrir arquivo em PDF

Abortamento Seguro: Orientação Técnica e de Políticas para Sistemas de Saúde - Parte II

Centro Latinoamericano de Perinatologia/Saúde da Mulher e Reprodutiva
Organização Mundial da Saúde 2013
Número: 2774 / Publicado em 02/12/2013 - 09:37

Em praticamente todos os países desenvolvidos, os abortamentos em condições seguras têm amparo legal, por exclusiva solicitação da mulher ou sobre uma ampla base social e econômica, e é possível dispor e ter acesso facilmente aos serviços em geral. Nos países onde o abortamento induzido legal está sumamente restrito ou não está disponível, na maioria das vezes o abortamento seguro se torna um privilégio dos ricos, e as mulheres de baixa renda são mais suscetíveis a procurar métodos inseguros de abortamento, que provocam a morte e morbidades, gerando responsabilidade social e financeira para o sistema de saúde pública.

Abrir arquivo em PDF

Abortamento Seguro: Orientação Técnica e de Políticas para Sistemas de Saúde - Parte I

Centro Latinoamericano de Perinatologia/Saúde da Mulher e Reprodutiva
Organização Mundial da Saúde 2013
Número: 2773 / Publicado em 02/12/2013 - 09:36

Em praticamente todos os países desenvolvidos, os abortamentos em condições seguras têm amparo legal, por exclusiva solicitação da mulher ou sobre uma ampla base social e econômica, e é possível dispor e ter acesso facilmente aos serviços em geral. Nos países onde o abortamento induzido legal está sumamente restrito ou não está disponível, na maioria das vezes o abortamento seguro se torna um privilégio dos ricos, e as mulheres de baixa renda são mais suscetíveis a procurar métodos inseguros de abortamento, que provocam a morte e morbidades, gerando responsabilidade social e financeira para o sistema de saúde pública.

Abrir arquivo em PDF

Atenção Humanizada ao Abortamento: Norma Técnica - Parte II

Departamento de Ações Programáticas Estratégicas
Ministério da Saúde – Brasília 2011
Número: 2772 / Publicado em 02/12/2013 - 09:27

O abortamento representa um grave problema de saúde pública. Estima-se que ocorram, considerando apenas o Brasil, mais de um milhão de abortamentos induzidos ao ano, sendo uma das principais causas de morte materna no País.

Abrir arquivo em PDF

Atenção Humanizada ao Abortamento: Norma Técnica - Parte I

Departamento de Ações Programáticas Estratégicas
Ministério da Saúde – Brasília 2011
Número: 2771 / Publicado em 02/12/2013 - 09:26

O abortamento representa um grave problema de saúde pública. Estima-se que ocorram, considerando apenas o Brasil, mais de um milhão de abortamentos induzidos ao ano, sendo uma das principais causas de morte materna no País.

Abrir arquivo em PDF

ABC Infecção Hospitalar: Check-list do Controle de Infecção Hospitalar

Maria Terezinha Leão
Curitiba. - 2011. 3v.: il.
Número: 2687 / Publicado em 05/04/2013 - 08:49

O visitante é considerado como parte contribuinte na recuperação do ser humano quando hospitalizado. Sendo o hospital um ambiente insalubre inerente às atividades exercidas e à sua clientela, algumas considerações a respeito de visitantes devem ser feitas a fim de proteger os pacientes e os visitantes de possíveis contaminações. O potencial benefício da visita de familiares deve ser avaliado frente ao potencial risco de transmissão de agentes infecciosos. Embora não se tenha demonstrado a relação entre a taxa de infecção hospitalar e os visitantes, teme-se a disseminação de flora bacteriana hospitalar resistente para a comunidade.

Abrir arquivo em PDF

ABC Infecção Hospitalar: Bactérias e Infecção Hospitalar

Maria Terezinha Leão
Curitiba. - 2011. 3v.: il.
Número: 2686 / Publicado em 05/04/2013 - 08:43

Nas infecções hospitalares, o achado de germes gram-positivos fala a favor de origem ou contaminações de pele ou subcutâneo, enquanto que germes gram-negativos sugerem origem em soluções, materiais úmidos ou que não foram adequadamente secos. A origem dupla, ou seja, de germes gram-positivos e gram-negativos fala a favor de contaminação grosseira pela autoclave desregulada ou materiais não limpos adequadamente.

Abrir arquivo em PDF

ABC Infecção Hospitalar: Antibióticos e Infecção

Maria Terezinha Leão
Curitiba. - 2011. 3v.: il.
Número: 2685 / Publicado em 05/04/2013 - 08:39

O maior problema é a prescrição inapropriada de antibióticos. Dezenas de milhões de antibióticos prescritos nos consultórios médicos são para infecções virais, que não são tratáveis com antibióticos. Há muitas razões para isto, inclusive a demanda dos pacientes, pressão do tempo sobre os médicos, e a incerteza do diagnóstico. O paciente quer voltar ao trabalho ou voltar para a escola, e o médico quer o paciente satisfeito com o tratamento. O resultado é a superprescrição de antibióticos, resultando no desenvolvimento de resistência bacteriana. A melhor maneira de combater esta prática é educar os médicos e o público para diminuir a demanda e a superprescrição. Além disso, prover os clínicos de melhores maneiras de diagnóstico de infecções do trato respiratório pode remover a incerteza que leva à superprescrição.

Abrir arquivo em PDF

Diabetes Gestacional: Como Tratar?

Coutinho T, Coutinho CM, Duarte AMBR, Zimmermmann JB, Coutinho LM
FEMINA Outubro 2010 vol 38 nº 10
Número: 2667 / Publicado em 01/01/2013 - 21:37

O diabetes gestacional está associado a aumento do risco de complicações para o binômio materno-fetal e sua incidência é crescente. O tratamento específico é recomendado para reduzir complicações durante a gravidez, o parto e a vida adulta. O objetivo principal desta revisão foi pesquisar evidências acerca das opções de tratamento do diabetes gestacional, incluindo monitoramento glicêmico, dieta, exercícios físicos e, para algumas pacientes, farmacoterapia e conduta obstétrica específica, como antecipação do parto.

Abrir arquivo em PDF

Footer - v1.3
Atualizado em
04/09/2019
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter