Profissionais: 6927
Prontuários: 430096

Esqueceu a senha? Cadastro da senha

Portal Saude Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos - Algoritmos - Diretrizes - Fluxogramas

Baixar o Adobe Acrobat Reader
Para visualizar os conteúdos abaixo é necessário ter o Adobe Acrobat Reader instalado.

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Tabela de Conteúdo de Vitamina E nos Alimentos.

Sílvia Cozzolino.
Biodisponibilidade de Nutrientes - Editora Manole.
Número: 1417 / Publicado em 22/06/2012 - 08:55

O termo vitamina E cobre oito compostos encontrados na natureza. Quatro deles são chamados tocoferóis e quatro são tocotrienóis, sendo identificados pelos prefixos a-, b-, g- e d. O alfa-tocoferol é o mais comum e o mais activo biologicamente destas formas de ocorrência natural de vitamina E. O nome tocoferol deriva da palavra grega tocos, que significa nascimento, e pherein, que significa transportar. O nome foi dado para ressaltar o seu papel essencial na reprodução das várias espécies animais. O –ol final identifica a substância como sendo um álcool.

Abrir arquivo em PDF

Tabela de Conteúdo de Vitamina A nos Alimentos.

Sílvia Cozzolino.
Biodisponibilidade de Nutrientes - Editora Manole.
Número: 1416 / Publicado em 22/06/2012 - 08:55

A vitamina A, uma vitamina lipossolúvel, ocorre sob duas formas principais na natureza – o retinol, o qual se encontra apenas em fontes animais e certos carotenóides (provitaminas), as quais se encontram apenas em fontes vegetais. Os carotenóides são os compostos que dão a vários frutos e vegetais a sua cor amarela ou laranja. O carotenóide mais abundante e mais conhecido é o beta-caroteno. O beta-caroteno é um precursor da vitamina A ou “provitamina A”, porque a sua actividade como vitamina A ocorre apenas após a sua conversão para retinol no interior do corpo. Uma molécula de beta-caroteno pode ser clivada por uma enzima intestinal específica em duas moléculas de vitamina A.

Abrir arquivo em PDF

Anemia Ferropriva e Anemia de Doença Crônica: Distúrbios do Metabolismo de Ferro.

Miriam Corrêa de Carvalho, Emílio Carlos Elias Baracat, Valdemiro Carlos Sgarbieri.
Segurança Alimentar e Nutricional, Campinas, 13(2): 54-63, 2006
Número: 1410 / Publicado em 18/06/2012 - 08:09

A anemia ferropriva e a anemia de doença crônica correspondem às anemias mais comuns por distúrbios do metabolismo de ferro. A anemia ferropriva, desordem nutricional mais prevalente em todo o mundo, acomete principalmente crianças menores de cinco anos e mulheres em idade fértil. Os sinais clínicos da deficiência de ferro não são facilmente identificáveis e, muitas vezes, a anemia não é diagnosticada. Estes sinais incluem palidez, anorexia, apatia, irritabilidade, diminuição da atenção e deficiências psicomotoras. A anemia de doença crônica está presente em processos inflamatórios, infecciosos ou neoplásicos. Alguns autores entendem que, em lugar de considerar a anemia como uma anormalidade em doenças crônicas com quadro de infecção/inflamação, esta possa ser considerada como um mecanismo de defesa, não específico, em resposta do hospedeiro à invasão microbiana. A noção de que a deficiência de ferro representa um fator de proteção contra a infecção é baseada em estudos que demonstram a necessidade de ferro para o crescimento bacteriano e produção de toxinas.

Abrir arquivo em PDF

Vitamina A e Diabetes Gestacional.

Larissa Queiroz de Lira, Roberto Dimenstein.
Rev Assoc Med Bras 2010; 56(3): 355-9
Número: 1407 / Publicado em 22/06/2012 - 09:08

Atualmente, existem evidências de uma forte associação entre a DM e os níveis de retinol sérico em mulheres grávidas. A presença desta patologia durante o período gestacional torna essas mulheres mais propensas a apresentar estado bioquímico marginal ou deficiente em vitamina A. Esta condição, além potencializar as complicações causadas pela própria evolução do diabetes nas gestantes, tornará seus filhos mais vulneráveis ao desenvolvimento de uma das carências mais prevalentes e importantes mundialmente, a deficiência em vitamina A, quando comparadas com as de gestação saudável.

Abrir arquivo em PDF

Guideline sobre Abortamento Legal.

Avelar de Holanda Barbosa, Celeste Reggiani, Jefferson Drezett, Jorge Andalaft Neto
Sociedade Brasileira de Reprodução Humana.
Número: 1387 / Publicado em 22/06/2012 - 09:27

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o abortamento inseguro representa um problema de saúde pública em todo mundo, particularmente mais grave para os países em desenvolvimento e para aqueles que mantém leis restritivas que proíbem sua prática. No Brasil, o abortamento é crime tipificado pelo Código Penal brasileiro, com exceção das situações previstas pelos incisos I e II do artigo 128, que estabelece, desde 1940, o direito ao abortamento em casos de gravidez decorrente estupro (abortamento sentimental), ou quando há risco de morte para a gestante (abortamento necessário). Mais recentemente, como conseqüência da incontestável evolução da propedêutica fetal, o Poder Judiciário passou a conceder autorização para o abortamento em casos de gestações com anomalias fetais graves e incompatíveis com a vida extra-uterina, situação essa ainda não contemplada pelo Código Penal.

Abrir arquivo em PDF

Guideline para Abordagem da Infertilidade Conjugal.

Joaquim Roberto Costa Lopes, Rui Alberto Ferriani, Mariangela Badalotti, Ricardo Teodoro Beck, Marcelo Gomes.
Sociedade Brasileira de Reprodução Humana.
Número: 1384 / Publicado em 22/06/2012 - 09:31

Considera-se infertilidade conjugal quando não surge uma gravidez após um ano de exposição ao coito, em casal sexualmente ativo e sem uso de métodos anticonceptivos.

Abrir arquivo em PDF

Manual de Orientação Clínica: Diabetes mellitus.

Ada Leticia Barbosa Murro, Marcos Tambascia, Marcelo de Carvalho Ramos.
Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo - 2011.
Número: 1382 / Publicado em 22/06/2012 - 09:33

As orientações aqui apresentadas são indicativas da melhor conduta a ser adotada nos casos de indivíduos com diabetes. Presume-se que a história do paciente, o exame físico e seus desdobramentos tenham sido adequadamente realizados durante a consulta médica.

Abrir arquivo em PDF

Cadernos de Atenção Básica: Diabetes mellitus.

Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica.
Ministério da Saúde - Brasilia - 2006.
Número: 1380 / Publicado em 22/06/2012 - 09:35

O Diabetes Mellitus configura-se hoje como uma epidemia mundial, traduzindose em grande desafio para os sistemas de saúde de todo o mundo. O envelhecimento da população, a urbanização crescente e a adoção de estilos de vida pouco saudáveis como sedentarismo, dieta inadequada e obesidade são os grandes responsáveis pelo aumento da incidência e prevalência do diabetes em todo o mundo.

Abrir arquivo em PDF

Cuidados de Enfermagem em Diabetes mellitus.

Sonia Aurora Alves Grossi e Paula Maria Pascali.
Departamento de Enfermagem da Sociedade Brasileira de Diabetes. São Paulo - 2009.
Número: 1376 / Publicado em 22/06/2012 - 09:36

O Diabetes mellitus é um grupo de doenças metabólicas caracterizadas por hiperglicemia resultante de defeitos na secreção e/ou ação da insulina.

Abrir arquivo em PDF

Guidelines Sobre Suspensão e Abstenção de Tratamento em Doentes Terminais.

Serviço de Bioética e Ética Médica.
Faculdade de Medicina do Porto. 26 de Maio de 2008.
Número: 1363 / Publicado em 22/06/2012 - 09:49

A fase final da vida de uma pessoa suscita desde há largos anos inúmeras questões éticas e dúvidas de natureza existencial, sobretudo quando existe a possibilidade de intervir medicamente para aliviar a dor e o sofrimento.

Abrir arquivo em PDF

Footer - v1.3
Atualizado em
04/09/2019
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter