Profissionais: 6902
Prontuários: 420505

Esqueceu a senha? Cadastro da senha

Portal Saude Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos - Algoritmos - Diretrizes - Fluxogramas

Baixar o Adobe Acrobat Reader
Para visualizar os conteúdos abaixo é necessário ter o Adobe Acrobat Reader instalado.

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Câncer de Próstata Metastático: Tratamento e Complicações.

Sociedade Brasileira de Urologia
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina
Número: 284 / Publicado em 09/03/2012 - 18:22

O câncer de próstata metastático (estadiamento M1) é considerado incurável. O tratamento visa melhorar a sobrevida e a qualidade de vida.

Abrir arquivo em PDF

Demência do Idoso: Diagnóstico na Atenção Primária à Saúde.

Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade Academia Brasileira de Neurologia
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina
Número: 269 / Publicado em 09/03/2012 - 18:32

A demência pode ser definida como o comprometimento adquirido da memória associado a um prejuízo em pelo menos uma das outras funções cognitivas da linguagem, gnosias, praxias ou funções executivas, que interferem na capacidade funcional, desempenho social ou profissional do indivíduo.

Abrir arquivo em PDF

Cistites em Situações Especiais: Tratamento

Sociedade Brasileira de Infectologia e Sociedade Brasileira de Urologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina
Número: 261 / Publicado em 09/03/2012 - 18:38

Em pacientes grávidas com cistite devem ser realizados, além do exame de elementos anormais e sedimento de urina (urina tipo I), valorizando-se leucocitúria e, secundariamente, hematúria, a cultura de urina e o teste de sensibilidade a antimicrobianos (antibiograma). A infecção urinária no homem não é habitual, tornando-se mais freqüente nos pacientes com idade superior a 60 anos, em função do aumento da glândula prostática. A infecção urinária é a mais comum e a primeira causa de bacteriemia no idoso e tende a ser mais complicada no paciente idoso e no diabético. A infecção urinária na criança não é um evento raro, estimando-se que aos sete anos de idade 2% de meninos e 8% de meninas tenham este tipo de infecção.

Abrir arquivo em PDF

Cesariana - Indicações.

Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 258 / Publicado em 09/03/2012 - 18:40

O índice de cesarianas apresentou um importante aumento nas últimas décadas no Brasil. Hoje, apresentamos um dos maiores índices de cesarianas de todo o mundo: cerca de 36% dos nascimentos são por via alta. Quando tomamos como referência hospitais particulares, estes índices são ainda maiores, chegando a 80% a 90%.

Abrir arquivo em PDF

Cefaléias em Adultos na Atenção Primária à Saúde: Diagnóstico e Tratamento.

Sociedade Brasileira de Medicina da Família e Comunidade, Associação Brasileira de Medicina Física e Reabilitação, Academia Brasileira de Neurologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina
Número: 257 / Publicado em 09/03/2012 - 18:41

A cefaleia é uma condição prevalente, incapacitante, muitas vezes sem diagnóstico e tratamento adequados. Ela afeta mais as mulheres e tem maior frequência nos anos de maior produtividade. No Brasil, as cefaleias são responsáveis por 9% das consultas por problemas agudos em atenção primária.

Abrir arquivo em PDF

A Doença de Parkinson e o Uso da Atividade Física e do Condicionamento Físico em Reabilitação.

Rebeca Boltes Cecatto, Cristiane Isabela de Almeida
einstein: Educ Contin Saúde. 2010;8(2 Pt 2): 59-61
Número: 253 / Publicado em 18/06/2012 - 08:24

A doença de Parkinson (DP) é uma doença neurodegenerativa que afeta milhões de pessoas e que vem crescendo em número a cada ano, especialmente na população em envelhecimento. O sistema dopaminérgico encefálico tem sido reconhecido por participar do aperfeiçoamento do desempenho motor e da coordenação sensitiva motora, e a perda gradual de neurônios nigroestriatais e a depleção do neurotransmissor dopamina (DA) têm sido consideradas como a base fisiopatológica dos transtornos motores da DP.

Abrir arquivo em PDF

Algoritmos de Tratamento - A Importância da Avaliação Geriátrica Ampla nos Pacientes Idosos Oncológicos.

Theodora Karnakis
einstein: Educ Contin Saúde. 2010;8(2 Pt 2): 98-9
Número: 246 / Publicado em 16/06/2012 - 21:52

Definir qual o melhor tratamento oncológico nos idosos implica abordá-los em uma dimensão global, considerando sua expectativa de vida, reserva funcional, suporte social e decisões pessoais.

Abrir arquivo em PDF

Interação de Drogas: O que há de novo na Prática da Anestesia?

Carlos Alberto de Souza Martins
Medicina Perioperatória Capítulo 44
Número: 236 / Publicado em 16/06/2012 - 21:41

O anestesiologista cada vez mais se vê às voltas com pacientes que chegam para a avaliação anestésica em uso de cerca de dez (10) ou mais medicamentos diferentes. Esse número pode ser ainda maior se for considerada a idade do paciente porquanto os pacientes idosos fazem uso de um número maior de substâncias devido à presença de alterações funcionais e patologias outras além daquela que deverá ser tratada pela cirurgia. O potencial para interação medicamentosa aumenta exponencialmente com o número de drogas que o paciente recebe e deverá ser uma das preocupações de quem vai submetê-lo à anestesia.

Abrir arquivo em PDF

Principais Interações no Uso de Medicamentos Fitoterápicos.

Nicoletti ,M.A. et cols
Infarma v.19, nº 1/2, 2007
Número: 235 / Publicado em 16/06/2012 - 21:42

A cultura popular na utilização de plantas medicinais, trazida através dos tempos, corrobora no uso indiscriminado de plantas medicinais dentro do contexto da automedicação que é entendida como a utilização de medicamentos sem prescrição, orientação e/ou o acompanhamento do médico ou dentista e, o fácil acesso às plantas medicinais, incentiva busca do “medicamento” por um custo mais acessível a grande parcela da população.

Abrir arquivo em PDF

Aspectos dos Processos de Prescrição e Dispensação de Medicamentos na Percepção do Paciente: estudo de base populacional em Fortaleza, Ceará, Brasil.

Paulo Sérgio Dourado Arrais, Maurício Lima Barreto, Helena Lutéscia Luna Coelho.
Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 23(4):927-937, abr, 2007
Número: 234 / Publicado em 16/06/2012 - 21:43

O estudo visa avaliar aspectos da relação médicopaciente e dispensador-paciente, durante a conduta prescritiva e no ato da dispensação de medicamentos, a partir do ponto de vista dos pacientes. Trata-se de um estudo transversal de base populacional realizado em Fortaleza, Ceará, Brasil, no qual foram utilizadas informações de 957 pessoas, sendo que 904 responderam sobre a última consulta médica; e 831, sobre a última dispensação. As informações coletadas dizem respeito às práticas desses profissionais e do comportamento do paciente, no que diz respeito às perguntas e informações formuladas para melhor direcionar a escolha e o consumo dos medicamentos. Na escolha da terapêutica, o médico falha ao não perguntar sobre alergias medicamentosas anteriores (65%) e uso de outros medicamentos (64,1%), e menospreza, na maioria das vezes, os cuidados com as possíveis reações adversas (73,3%) e interações medicamentosas (58,2%). Na dispensação do medicamento, a situação é ainda mais grave, pois ela é realizada, principalmente, pelos balconistas (57,1%). O estudo sugere a baixa qualidade no atendimento médico e farmacêutico e a apatia do paciente no processo que envolve a prescrição e dispensação de medicamentos e seu uso racional.

Abrir arquivo em PDF

Footer - v1.3
Atualizado em
04/09/2019
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter