Profissionais: 6923
Prontuários: 429289

Esqueceu a senha? Cadastro da senha

Portal Saude Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos - Algoritmos - Diretrizes - Fluxogramas

Baixar o Adobe Acrobat Reader
Para visualizar os conteúdos abaixo é necessário ter o Adobe Acrobat Reader instalado.

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Análise do Perfil de Automedicação em Mulheres Idosas Brasileiras.

Bortolon, Paula Chagas; Medeiros, Eloá Fátima Ferreira de; Naves, Janeth Oliveira Silva; Karnikowski, Margô Gomes de Oliveira; Nóbrega, Otávio de Tolêdo
Ciênc. Saúde Coletiva;13(4): 1219-1226, jul.-ago. 2008. tab
Número: 524 / Publicado em 18/06/2012 - 09:31

Idosos compõem o grupo etário mais medicalizado na sociedade, o que pode levar ao uso irracional de fármacos. Este trabalho descreve estudo transversal que avaliou a automedicação de idosas atendidas no ambulatório de Atenção ao Idoso do Hospital da Universidade Católica de Brasília. As variáveis socioeconômicas analisadas consistiram na faixa etária, escolaridade e renda familiar mensal. As classes medicamentosas envolvidas em automedicação foram analisadas conforme prevalência, adequação à faixa etária e possíveis interações medicamentosas.

Abrir arquivo em PDF

Implementação de um Programa para Evitar Possíveis Interações Fármaco - Alimento em Pacientes Adultos Internados em Unidades Clínicas e Cirúrgicas de um Hospital Universitário.

Magedanz L et al
Rev HCPA 2009;29(1)
Número: 521 / Publicado em 18/06/2012 - 09:15

Encontram-se, na literatura, vários estudos experimentais e clínicos que avaliam as interações entre fármacos, porém há poucos estudos conduzidos para avaliar interações entre medicamentos e alimentos. O conhecimento das interações entre medicamentos e entre medicamentos e alimentos é importante para a correta conduta com os pacientes, principalmente tratando-se de polimedicados, idosos e usuários de dietas especiais.

Abrir arquivo em PDF

Doadores Limítrofes no Transplante de Coração.

Associação Brasileira de Transplante de Órgãos.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 515 / Publicado em 09/03/2012 - 18:44

Um doador é considerado como não ideal quando apresentar características clínicas desfavoráveis, de origens cardíacas ou sistêmicas, tidas previamente como contraindicações para o transplante cardíaco. Questões logísticas que envolvem o transplante podem se constituir em fatores determinantes para que um determinado doador, clinicamente adequado, seja considerado desfavorável para determinados receptores. Na literatura, estes doadores desfavoráveis têm recebido diferentes denominações, tais como: doadores expandidos, marginais, não ideais ou doadores limítrofes, onde esta última denominação será aqui adotada por se adequar melhor a nossa língua.

Abrir arquivo em PDF

Anestesia Venosa Total para Sedação.

Sociedade Brasileira de Anestesiologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 514 / Publicado em 09/03/2012 - 15:18

A sedação é um método controlado para reduzir o nível de consciência. Existem vários níveis de sedação, variando de leve até a anestesia geral, que se distinguem entre si pela capacidade do paciente em manter reflexos protetores e vias aéreas patentes. Como não existem limites precisos separando os diferentes níveis de sedação, o paciente pode transitar rapidamente para níveis mais profundos de sedação. Por isso, o profissional deve estar capacitado para manejar todos esses níveis, inclusive de anestesia geral, mesmo que a intenção inicial tenha sido apenas a sedação leve.

Abrir arquivo em PDF

Avaliação Genético - Clínica do Recém-Nascido.

Sociedade Brasileira de Genética Clínica.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 508 / Publicado em 09/03/2012 - 15:31

O exame físico com a descrição pormenorizada do fenótipo morfológico (exame genético-clínico), e quando necessário a documentação fotográfica, fornecem a informação mais importante para a definição diagnóstica, já que a maioria dos quadros dismórficos são de diagnóstico clínico.

Abrir arquivo em PDF

Avaliação Nutrológica Pré e Pós-operatória em Cirurgia Bariátrica.

Associação Brasileira de Nutrologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 507 / Publicado em 09/03/2012 - 15:30

A realização de cirurgias para redução gástrica e intestinal (cirurgia bariátrica) tem aumentado como alternativa terapêutica, além de ter se mostrado eficiente na perda de peso em médio e longo prazo e na queda de mortalidade entre os obesos graves. Por outro lado, pacientes submetidos a esse procedimento são suscetíveis ao desenvolvimento de deficiências nutricionais causadas pela redução na digestão e na absorção de nutrientes em curto, médio e longo prazo.

Abrir arquivo em PDF

Avaliação de Condutores e Candidatos a Condutores de Veículos Automotores Portadores de Epilepsia.

Associação Brasileira de Medicina de Tráfego.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 506 / Publicado em 09/03/2012 - 15:27

A permissão para dirigir veículos ou a renovação da habilitação para pessoas portadoras de epilepsia é um problema que envolve médicos peritos examinadores, consultores das autoridades de trânsito, bem como aqueles que promovem o tratamento destes pacientes.

Abrir arquivo em PDF

Bexiga Hiperativa: Terapia Comportamental e Reabilitação do Assoalho Pélvico.

Sociedade Brasileira de Urologia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 502 / Publicado em 09/03/2012 - 15:34

Uma vez estabelecido o diagnóstico de bexiga hiperativa, tratamentos conservadores constituem a primeira linha de opções entre os quais estão incluídos a reabilitação do assoalho pélvico e a terapia comportamental. A combinação de drogas e terapia comportamental em mulheres produz melhores resultados que o alcançado por ambas individualmente.

Abrir arquivo em PDF

Traumatismo Craniencefálico Grave: Situações Especiais.

Sociedade Brasileira de Neurocirurgia.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 476 / Publicado em 09/03/2012 - 19:08

Situações especiais em traumatismo craniencefálico (TCE) grave foram aqui agrupadas por constituírem-se em situações específicas e menos freqüentes, que não justificam um capítulo de diretrizes próprio para cada tema. Por terem estas características, estas diretrizes se compõem de orientações gerais, que não devem substituir a avaliação pessoal do neurocirurgião, considerando-se a disponibilidade de recursos diagnósticos, terapêuticos e de monitorização, bem como a rapidez com que podem ser obtidos.

Abrir arquivo em PDF

Utilização da Bioimpedância para Avaliação da Massa Corpórea.

Associação Brasileira de Nutrologia, Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral.
Projeto Diretrizes - Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina.
Número: 466 / Publicado em 09/03/2012 - 15:54

Entre os métodos instrumentais utilizados para tal fim podem ser destacados os radiológicos, os relacionados com a utilização do ultrassom e aqueles que estimam os compartimentos orgânicos por meio da medida da passagem de uma corrente elétrica pelo corpo. Nesta situação, mede-se o efeito da passagem da corrente elétrica e o respectivo efeito causado sobre as células do corpo, conhecido como bioimpedância (Bioelectrical Impedance Analysis).

Abrir arquivo em PDF

Footer - v1.3
Atualizado em
04/09/2019
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter