Profissionais: 6955
Prontuários: 438866

Esqueceu a senha? Cadastro da senha

Portal Saude Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos - Algoritmos - Diretrizes - Fluxogramas

Baixar o Adobe Acrobat Reader
Para visualizar os conteúdos abaixo é necessário ter o Adobe Acrobat Reader instalado.

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Manual de Orientação Clínica: Diabetes mellitus.

Ada Leticia Barbosa Murro, Marcos Tambascia, Marcelo de Carvalho Ramos.
Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo - 2011.
Número: 1382 / Publicado em 22/06/2012 - 09:33

As orientações aqui apresentadas são indicativas da melhor conduta a ser adotada nos casos de indivíduos com diabetes. Presume-se que a história do paciente, o exame físico e seus desdobramentos tenham sido adequadamente realizados durante a consulta médica.

Abrir arquivo em PDF

Manual Oficial de Contagem de Carboidratos para Profissionais de Saúde

Bressan R. Monteiro et al.
Sociedade Brasileira de Diabetes – Rio de Janeiro, 2009
Número: 1381 / Publicado em 22/06/2012 - 09:34

A contagem de carboidratos deve ser inserida no contexto de uma alimentação saudável, que nada mais é do que aquela capaz de oferecer todos os nutrientes necessários para o corpo humano, promovendo saúde e bem-estar. Uma boa alimentação é importante para todas as pessoas, pois é a partir dos alimentos que o organismo retira os nutrientes necessários para seu crescimento e desenvolvimento, manutenção de tecidos, resistência às doenças, etc.

Abrir arquivo em PDF

Diretrizes para Avaliação e Tratamento de Pacientes com Arritmias Cardíacas.

Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC).
Arq Bras Cardiol volume 79, (suplemento V), 2002.
Número: 1364 / Publicado em 22/06/2012 - 09:48

O Departamento de Arritmias e Eletrofisiologia Clínica (DAEC) decidiu realizar um documento mais amplo que nos consensos realizados anteriormente, revisando criticamente, não apenas as informações das especialidades intervencionistas, como a eletrofisiologia invasiva e a estimulação cardíaca artificial, mas propondo diretrizes para temas anteriormente não abordados, de especial interesse dos cardiologistas clínicos, como as indicações e interpretações dos métodos não invasivos e o tratamento clínico das arritmias cardíacas.

Abrir arquivo em PDF

Diretrizes para Tratamento da Sepse Grave/Choque Séptico - Avaliação da Perfusão Tecidual.

Glauco Adrieno Westphal, Anderson R. Gonçalves, Milton Caldeira Filho, Eliezer Silva, Reinaldo Salomão, Wanderley Marques Bernardo, Flávia Ribeiro Machado.
Rev Bras Ter Intensiva. 2011; 23(1):6-12.
Número: 1362 / Publicado em 22/06/2012 - 09:49

A sepse tem alta incidência, alta letalidade e custos elevados, sendo a principal causa de mortalidade em Unidades de terapia intensiva. Está claramente demonstrado que pacientes reconhecidos e tratados precocemente tem melhor prognóstico. A formulação de diretrizes de tratamento é fundamental para a adequação desse tratamento.

Abrir arquivo em PDF

Primeiras Diretrizes Clínicas na Saúde Suplementar

Agência Nacional de Saúde Suplementar, Associação Médica Brasileira.
Ministério da Saúde – Rio de Janeiro: ANS, 2009.
Número: 1359 / Publicado em 22/06/2012 - 09:54

Assistência ao Trabalho de Parto, Dispepsia Funcional e Helicobacter Pylori, Doença Nodular da Tireóide: Diagnóstico, Doença Nodular da Tireóide: Tratamento e Seguimento, Hipotireoidismo: Diagnóstico, Hipotireoidismo: Tratamento, Imunodeficiências Primárias: Diagnóstico, Incontinência Urinária Feminina: Tratamento Cirúrgico, Nefrolitíase: Abordagem Urológica, Sepse: Sedação, Analgesia e Bloqueio Neuromuscular, Sepse: Ventilação Mecânica, Sepse : Abordagem do Agente Infeccioso – Diagnóstico, Sepse: Controle do Foco e Tratamento Antimicrobiano, Sepse: Avaliação da Perfusão Tecidual, Sepse: Ressuscitação Hemodinâmica, Sepse: Uso de Hemoderivados, Sepse: Intervenções Complementares, Sepse: Controle Glicêmico, Sepse: Proteína C Ativada Sepse: Nutrição, Tabagismo.

Abrir arquivo em PDF

Diretrizes Assistenciais para a Saúde Mental na Saúde Suplementar.

Ana Paula Silva Cavalcante, Bruna Alessandra Vale Delocco, Jorge Luís Carvalho, Kátia Audi Curci, Luciana Massad Fonseca, Rochele Alberto Santos, Thiago Enrico Massi Werneck
Agência Nacional de Saúde Suplementar - Brasil - Rio de Janeiro: ANS, 2008.
Número: 1355 / Publicado em 22/06/2012 - 10:03

Segundo o Ministério da Saúde, 3% da população geral sofre com transtornos mentais severos e persistentes; mais de 6% da população apresenta transtornos psiquiátricos graves decorrentes do uso de álcool e outras drogas e 12% da população necessita de algum atendimento em saúde mental, seja ele contínuo ou eventual (BRASIL, 2008).

Abrir arquivo em PDF

Manual de Procedimentos: Prevenção e Tratamento das Intercorrências Mamárias na Amamentação.

Programa de Aleitamento Materno.
Secretaria Municipal da Saúde - Ribeirão Preto - SP - 1998.
Número: 1348 / Publicado em 22/06/2012 - 10:11

As nossas ações são embasadas na anatomia da mama, fisiologia da lactação e mecanismo da sucção. Faz-se necessário, mesmo que resumidamente, a apresentação de aspectos anatômicos e fisiológicos da mama e mecanismo da sucção, para melhor compreensão dos conceitos e procedimentos adotados pelo Núcleo de Aleitamento Materno (NALMA) e pelo Programa de Aleitamento Materno da SMS (P.A.M. - SMS) e pelo Banco de Leite do HCFMRP-USP.

Abrir arquivo em PDF

Manual Prático de Procedimentos: Assistência Segura para o Paciente e para o Profissional de Saúde - 2009

Grupo de Controle de Infecção Hospitalar
Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - São Paulo - 2009
Número: 1344 / Publicado em 22/06/2012 - 10:15

Este guia descreve os principais procedimentos de enfermagem, padronizados em reuniões sistemáticas com representantes de todos os institutos, hospitais auxiliares e OSS do Complexo do Hospital das Clínicas da FMUSP.

Abrir arquivo em PDF

Guia de Utilização de Anti-infecciosos e Recomendações para a Prevenção de Infecções Hospitalares.

Grupo e Subcomissões de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital das Clínicas.
Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - São Paulo - 2012-2014
Número: 1343 / Publicado em 22/06/2012 - 10:16

A resistência bacteriana decorre do uso de antimicrobianos.

Abrir arquivo em PDF

Dengue - Roteiro para Capacitação de Profissionais Médicos no Diagnóstico e Tratamento: Manual do Aluno.

Secretaria de Vigilância em Saúde, Diretoria Técnica de Gestão. – 3. ed.
Ministério da Saúde – Brasília 2007
Número: 1337 / Publicado em 22/06/2012 - 10:20

A capacitação de profissionais de saúde no atendimento aos pacientes com dengue é um dos principais componentes do Programa Nacional de Controle da Dengue (PNCD) do Ministério da Saúde. Para atender a essa necessidade, a Secretaria de Vigilância em Saúde, elaborou o presente material de treinamento para profissionais médicos, enfocando os principais problemas que têm sido observados na assistência ao doente.

Abrir arquivo em PDF

Footer - v1.3
Atualizado em
26/10/2019
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter