Profissionais: 6927
Prontuários: 430184

Esqueceu a senha? Cadastro da senha

Portal Saude Direta - Busca Palavra

BUSCA POR PALAVRA

POSTAGENS ANTERIORES

TAGS CLOUD

Protocolos - Algoritmos - Diretrizes - Fluxogramas

Baixar o Adobe Acrobat Reader
Para visualizar os conteúdos abaixo é necessário ter o Adobe Acrobat Reader instalado.

Advertência: Estes artigos e resumos são protegidos pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), sendo vedada a sua transcrição sem citação da fonte e a sua reprodução com finalidades comerciais sem autorização dos autores.

Alterações Genéticas Submicroscópicas: Parte I

Raskin S, Souza J, Pilotto RF, Perez ABA, Simões R
Sociedade Brasileira de Genética Médica. 27 de junho de 2011
Número: 1893 / Publicado em 07/03/2012 - 18:12

Nos últimos vinte anos foram desenvolvidas novas técnicas na tentativa de minimizar estas limitações do cariótipo, com destaque para a hibridização in situ por fluorescência (FISH) e amplificação dependente de ligação por múltiplas sondas (MLPA). Estas técnicas passaram a permitir a detecção não só de grandes anormalidades cromossômicas estruturais, mas em especial aquelas menores do que 10 Mb, possibilitando definir a etiologia de quadros clínicos cujas causas eram até então indefinidas.

Abrir arquivo em PDF

Aloimunização Rh na Gestação

Brizot ML, Nishie EN, Liao AW, Zugaib M, Simões R
Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia. 10 de outubro de 2011
Número: 1892 / Publicado em 07/03/2012 - 18:08

A aloimunização Rh consiste na sensibilização ao antígeno D presente na superfície eritrocitária. Durante a gestação e parto, pequenas quantidades de hemácias fetais podem atingir a circulação materna. Nos casos em que a grávida é Rh negativo (desprovida do antígeno D) e a criança, Rh positivo, a mãe pode ser sensibilizada e passa a produzir anticorpos anti-D. Estes atravessam a barreira placentária e acarretam doença hemolítica perinatal, a qual pode cursar com repercussões graves determinando morbidade e mortalidade fetal e perinatal aumentadas.

Abrir arquivo em PDF

Dor Torácica Aguda - Avaliação e Triagem. Acute Chest Pain - Evaluation and Triage

Guidelines & Protocols Advisory Committee
British Columbia Medical Association Guidelines. Effective Date: November 10, 2008
Número: 1889 / Publicado em 07/03/2012 - 17:45

O objetivo deste guia é para melhorar a eficiência e a eficácia do diagnóstico de síndrome coronariana aguda (SCA) em pacientes com dor torácica aguda.

Abrir arquivo em PDF

Algoritmo: Investigação da Hematúria Microscópica Persistente em Adultos - Algorithm: Investigation of Persistent Microscopic Hematuria in Adults

Guidelines and Protocols Advisory Committee
British Columbia Medical Association - Effective Date: April 22, 2009
Número: 1888 / Publicado em 07/03/2012 - 17:51

Esta diretriz trata da investigação de sangue em tiras de teste de urina e hematúria microscópica persistente em adultos (19 anos e mais).

Abrir arquivo em PDF

Deficiência de Ferro, Investigação e Gestão - Iron Deficiency, Investigation and Management

Guidelines & Protocols Advisory Committee
British Columbia Medical Association Guidelines Effective Date: June 15, 2010
Número: 1879 / Publicado em 04/03/2012 - 17:25

Essa diretriz fornece recomendações para a investigação e gestão de deficiência de ferro em pacientes de todas as idades. Um distúrbio subjacente pode ser a causa de uma deficiência de ferro. Se assim for, isso precisa ser identificado e administrado, a investigação da causa da deficiência de ferro está além do escopo desta diretriz.

Abrir arquivo em PDF

Algoritmo para Abordagem Inicial e Avaliação da Malária em Adultos (em inglês)

Health Protection Agency - UK
British Infection Society - Feb 2007
Número: 1875 / Publicado em 04/03/2012 - 17:27

Algoritmo para a abordagem inicial, diagnóstico e tratamento da malária.

Abrir arquivo em PDF

Algoritmo de Ressuscitação Hospitalar - In-Hospital Resuscitation

Resuscitation Guidelines 2010
Resuscitation Council (UK)
Número: 1866 / Publicado em 04/03/2012 - 15:59

Algoritmo para ressuscitação em ambiente hospitalar.

Abrir arquivo em PDF

Diretrizes de Ressuscitação 2010 - Resuscitation Guidelines 2010

Jasmeet Soar, Jerry Nolan
Resuscitation Council (UK)
Número: 1862 / Publicado em 04/03/2012 - 15:52

Essas diretrizes representam várias das recomendações de tratamento e apresentam mudanças significativas na forma como a ressuscitação é feita. Levará algum tempo para cursos e materiais de treinamento serem atualizados e para estas mudanças serem disseminadas na práticas aos profissionais de saúde e leigos. Como esta transição será feita, inevitavelmente haverá alguma variação na prática entre os indivíduos e organizações de saúde.

Abrir arquivo em PDF

Diretrizes de Colaboração sobre o Diagnóstico de Porfiria e Doenças Relacionadas

Medical Treatment Guidelines
Washington State Department of Labor and Industries (L&I)
Número: 1854 / Publicado em 03/03/2012 - 21:58

Embora os médicos devem estar familiarizados com as orientações e seguir as recomendações, L&I também entende que as orientações não são difíceis e contém regras rápidas. Bom julgamento médico é importante para decidir como usar e interpretar essas informações.

Abrir arquivo em PDF

Orientações para a Prescrição Ambulatorial de Opióides Orais para Trabalhadores Acidentados com Dor Crônica Não Oncológica

Medical Treatment Guidelines
Washington State Department of Labor and Industries (L&I)
Número: 1853 / Publicado em 03/03/2012 - 21:55

L&I, em colaboração com o Washington Medical Association, desenvolveu duas linhas de orientação sobre o tema de opióides e substâncias controladas. Estas duas orientações têm algumas áreas de sobreposição, e algum conteúdo encontrado em uma, mas não na outra. Assim, ambas as orientações são incluídos nesta publicação.

Abrir arquivo em PDF

Footer - v1.3
Atualizado em
04/09/2019
Saude-Direta-Facebook Saude-Direta-LinkedIN Saude-Direta-Twitter